Reminiscências da vida colegial, texto José de Alencar

14 10 2013

-

-

1 - escola Nikolai Bogdanov-Belsky (1868-1945) 1

Aula de aritmética, s.d.

Nicolai Bogdanov-Belsky (Rússia 1868-1945)

óleo sobre tela

-

II — REMINISCÊNCIAS DA VIDA COLEGIAL

 No ano de 1840 frequentava eu o Colégio de Instrução Elementar, estabelecido à rua do Lavradio n. 17, e dirigido pelo Sr. Januário Matheus Ferreira, a cuja memória eu tributo a maior veneração.Depois daquele que é para nós meninos a encarnação de Deus e o nosso humano Criador, foi esse o primeiro homem que me incutiu respeito, em que macatei o símbolo das autoridades. Quando me recolho da labutação diária com o espírito mais desprendido das preocupações do presente, e sucede-me ao passar pela rua do Lavradio pôr os olhos na tabuleta do colégio que ainda lá está na sacada do n. 17, mas com diversa designação; transporto-me insensivelmente àquele tempo, em que de fraque e boné, com os livros sobraçados, eu esperava ali na calçada fronteira o toque da sineta que anunciava a abertura das aulas. Toda minha vida colegial se desenha no espírito com tão vivas cores, que parecem frescas de ontem, e todavia mais de trinta anos já lhes pairaram sobre. Vejo o enxame dos meninos, alvoroçando na loja, que servia de saguão; assisto aos manejos da cabala para a próxima eleição do monitor geral; ouço o tropel do bando que sobe as escadas, e se dispersa no vasto salão onde cada um busca o seu banco numerado. Mas o que sobretudo assoma nessa tela é o vulto grave de Januário Matheus Ferreira, como eu o via passeando diante da classe, com um livro na mão e a cabeça reclinada pelo hábito da reflexão.Usava ele de sapatos rinchadores; nenhum dos alunos do seu colégio ouvia de longe aquele som particular, na volta de um corredor, que não sentisse um involuntário sobressalto.

Januário era talvez ríspido e severo em demasia; porém, nenhum professor o excedeu no zelo e entusiasmo com que desempenhava o seu árduo ministério. Identificava-se com o discípulo; transmitia-lhe suas emoções e tinha o dom de criar no coração infantil os mais nobres estímulos, educando o espírito com a emulação escolástica para os grandes certames da inteligência.Os modestos triunfos, que todos nós obtemos na escola, e que não vêm ainda travados de fel como as mentidas ovações do mundo; essas primícias literárias tão puras, devo-as a ele, a meu respeitável mestre que talvez deixou em meu ânimo o gérmen dessa fértil ambição de correr após uma luz que nos foge; ilusão que felizmente já dissipou-se. Dividia-se o diretor por todas as classes embora tivesse cada uma seu professor especial; desse modo andava sempre ao corrente do aproveitamento de seus alunos, e trazia os mestres como os discípulos em constante inspeção. Quando, nesse revezamento de lições, que ele de propósito salteava, acontecia achar atrasada alguma classe, demorava-se com ela dias e semanas, até que obtinha adiantá-la e só então a restituía ao respectivo professor. Meado, o ano, porém, o melhor dos cuidados do diretor voltava-se para as últimas classes, que ele se esmerava em preparar para os exames. Eram estes dias de gala e de honra para o colégio, visitado por quanto havia na Corte de ilustre em política e letras. Pertencia eu à sexta classe, e havia conquistado a frente da mesma, não por superioridade intelectual, sim por mais assídua aplicação e maior desejo de aprender. Januario exultava a cada uma de minhas vitórias, como se fora ele próprio que estivesse no banco dos alunos a disputar-lhes o lugar, em vez de achar-se como professor dirigindo os seus discípulos.

Como e porque sou romancista, José de Alencar, Rio de Janeiro, Leuzinger: 1893 em DOMÍNIO PÚBLICO





Flores para um sábado perfeito!

12 10 2013

-

-

YVONNE VISCONTI CAVALLEIRO (1901-1965),Jarro com Flores, ost, 36 x 25Jarro com flores, s./d.

Yvonne Visconti Cavalleiro (Brasil, 1901-1965)

óleo sobre tela, 36 x 25 cm





Criança brasileira, na arte!

12 10 2013

-

-

alberto_da_veiga_guignard, Menino, 1941, osm, 41 x 33 cmMenino, 1941

Alberto da Veiga Guignard (Brasil, 1896-1962)

óleo sobre madeira, 41 x33 cm

Coleção Geneviève e Jean Boghici

-

Aurélio D´Alincourt - Menina de fita no cabelo - Óleo sobre placa - 22 x 17 cmMenina de fita no cabelo, s/d

Aurélio d’Alincourt (Brasil, 1919-1990)

óleo sobre placa, 22 x 17 cm

-

Artur Timoteo da Costa, Retrato de menino oscartão 41x32 colpartRetrato de menino

Arthur Timótheo da Costa (Brasil, 1882-1922)

óleo sobre cartão, 41 x 32 cm

Coleção Particular

-

Eduardo de Sá (866-1940) Menina do vestido vermelho, ost, 46x 38Menina do vestido vermelho, 1893

Eduardo Sá (Brasil, 1866-1940)

óleo sobre tela, 46 x 38 cm

Coleção Particular

-

ELISEU VISCONTI (1866 - 1944)Retrato de Julinho, c1927,osm, 35 x 24 cmRetrato de Julinho c. 1927

Eliseu Visconti ( Brasil, 1866-1944)

óleo sobre madeira, 35 x 24 cm

-

José Ferraz de Almeida Júnior, Menina, 1890, desenho a carvãoMenina, 1890

José Ferraz de Almeida Júnior (Brasil, 1850 –1899 )

Desenho, carvão sobre papel

-

ALICE BRUEGGMANN,Cabeça de Menino, 1955,ost,53 x 44 cmMseuufrgsCabeça de menino, 1955

Alice Bruggemann (Brasil, 1917-2001)

óleo sobre tela, 53 x 44 cm

Museu da UFRG

-

TulioMugnaini,(Brasil, 1895-1975) Menina de Chapéu,óleo sobre tela, 64 x 47 cm 1916, PESPMenina de chapéu, 1916

Túlio Mugnaini (Brasil, 1895-1975)

óleo sobre tela, 64 x 47 cm

PESP – Pinacoteca do Estado de São Paulo





Palavras para lembrar — Mário Quintana

11 10 2013

-

-

Rachel Gans (EUA, , Zed with book, 40 x 50Zed com livro

Rachel Gans (EUA)

óleo sobre tela, 40 x 50 cm

-

“Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler e não lêem”.

-

Mário Quintana





Brincadeiras de crianças, arte brasileira

10 10 2013

-

-

portinari_pulandocarnica, 1959, ost, 54 x 65cmMeninos pulando carniça, 1959

Cândido Portinari (Brasil, 1903-1962)

óleo sobre tela, 54 x 65 cm

-

Harry Elsas - Figura - O.S.T - 100x80 cm -

Cavalinho de balanço, s/d

Harry Elsas (Alemanha 1925, Brasil, 1994)

Óleo sobre tela 100 x 80

-

GLÊNIO BIANCHETTI - Ciranda, 1988, ast,

Ciranda, 1988

Glênio Bianchetti ( Brasil, 1928)

acrílica sobre tela

-

Darcy Penteado (1926-1987)Crianças e solGravura, 60-100,35 x 45 cm

Duas crianças e sol, 1975

Darcy Penteado (Brasil, 1926-1987)

Gravura, tiragem de 100

-

festivaldepipas140x180cm2006_GR Erico santos

Festival de pipas, 2006

Érico Santos (Brasil, 1952)

óleo sobre tela, 140 x 180 cm

www.ericosantos.com.br

-

David Ricci, Dois meninos olhand pipas, 2005, ost, 60 x 40 cm

Dois meninos olhando pipa, 2005

David Ricci (Brasil)

óleo sobre tela, 60 x 50 cm

Galeria Abaporu

-

DJANIRA da Motta e Silva, Meninos com Pipa, 1966,ost,65 x 81 cmMeninos com pipa, 1966

Djanira da Motta e Silva (Brasil, 1914-1979)

óleo sobre tela, 65 x 81 cm

-

ricardo ferrari, brincadeira de criança, ost, 100 x 130Brincadeira de criança, s/d

Ricardo Ferrari (Brasil, 1951)

óleo sobre tela, 100 x 130 cm

www.rferrari.com

-

Antonio Gomide,st,aquarela,12x19,sdSem título

Antônio Gomide (Brasil, 1895-1967)

aquarela, 12 x 19 cm

-

Ferracioli - Tocando Corneta,ost, 2001, 80x100 cmTocando corneta,2001

Luiz Carlos Ferracioli (Brasil, 1949)

óleo sobre tela, 80 x 100

-

Georgina de Albuquerque,Brincadeiras de Criança, osm,c. 1950,27 x 35 cmBrincadeiras de criança, c. 1950

Georgina de Albuquerque (Brasil, 1885-1962)

óleo sobre madeira, 27 x 35 cm

-

Henry Vitor, Bambalão, 1983, serigrafia, 70x48Bambalalão, 19983

Henry Vitor (Brasil, 1939)

Serigrafia, 70 x 48 cm

www.henryvitor.com.br

-

LUIZ VERRI - Pulando corda, óleo sobre tela, 30 x 40 cm. Assinado 1985Pulando corda, 1985

Luiz Verri (Brasil, 1912-1990)

óleo sobre tela, 30 x 40 cm

-

Ivan Morais,Jogando bolinha de gude OST,65 x 100 1965 ACIDJogando bolinha de gude, 1965

Ivan Morais [Ivan da Silva Morais] (Brasil, 1936)

óleo sobre tela, 65 x 100

-

Paulo do Prado, Brincadeira de roda, ast,70 x 70 cmBrincadeira de Roda, s/d

Paulo do Prado (Brasil, 1978)

acrílica sobre tela, 70 x 70 cm

Paulo do Prado

-

Antonio Poteiro,(1925-2010) Ciranda,2002,ost,100x100Ciranda, 2002

Antônio Poteiro (Brasil, 1925-2010)

óleo sobre tela, 100 x 100 cm

-

MESSIAS NEIVA - O Nosso Fusca, O.S.T, assinado no C.I.E. 24,5x33 cmO nosso fusca, s/d

Messias Neiva (Brasil, 1925)

óleo sobre tela, 24 x 33 cm

-

REYNALDO FONSECA (1925) Menino com Velocipede Óleo seucatex Ass. e datado 1980 na lateral direita  100 x 81 cmMenino com velocípede, 1980

Reynaldo Fonseca (Brasil, 1925)

óleo sobr eucatex, 100 x 81cm

-

Em 2011 coloquei aqui outra coletânia de quadros brasileiros com brincadeiras de crianças.  Para vê-los basta clicar aqui:

Dia 12 de outubro — Dia das crianças e como elas brincam!





Hoje é dia de feira: frutas e legumes frescos

9 10 2013

-

-

Antonio Henrique Amaral, Composição com frutas, 1980, ost, 76x76Composição com frutas, 1980

Antônio Henrique Amaral (Brasil, 1935)

óleo sobre tela, 76 x 76 cm





Subúrbio, poema de Martins D’Alvarez

9 10 2013

-

Paisagem de subúrbio, 1930

Emiliano Di Cavalcanti  (Brasil, 1897-1976)

óleo sobre tela

-

Subúrbio

-

Martins D’Alvarez

-

-

Subúrbio…

Fim da cidade!…

Em frente fica a Estação,

ostentando na fachada

a tabuleta pintada

com nome e quilometragem

do rincão.

Por trás da estação,

há casas

e mato

e casas

e mato…

Ruas tortas, mutiladas…

Praças que se arrependeram…

Lá no alto, a capela branca…

E mato, cercas, buracos,

alguns becos sem destino;

boteco da Dona Guida…

Tudo cheio de menino.

-

De vez em quando,

bufando,

passa o trem pela estação.

Esse trem para o subúrbio

representa o coração,

a vida, no movimento

dos que vêm

e dos que vão.

Mas, o subúrbio é cardíaco,

o trem só anda atrasado,

daí o pobre coitado

sofrer da circulação.

-

De madrugada e de noite

é que o subúrbio desperta,

o casario se alegra,

não se vê rua deserta,

chove gente em toda parte,

ruge-ruge…

Vaivém.

E há quem acorde bem cedo

pra na birosca do Alfredo

castigar um mata-bicho

antes de tomar o trem.

-

Durante o dia,

marasmo,

pasmaceira,

fuxicada,

da turma desocupada

que não se foi pro batente.

Mexericos de comadres

que exibem secretamente

as nódoas da roupa-suja

guardadas por muita gente.

-

Só nos domingos de folga,

o subúrbio pega fogo…

Há de tudo para todos:

missa pra quem é de missa,

jogo pra quem é de jogo…

Há batida com feijoada,

dança, namoro, pelada,

briga, tragédia, conflito

que leva gente ao distrito

e, às vezes, não leva nada.

-

Subúrbio, fim de caminho…

Começo de outra jornada!

-

-

Em: Poesia do cotidiano, Martins D’Alvarez, Rio de Janeiro, Edições Clã: 1977.





Curiosidade sobre as crianças da antiga Grécia

8 10 2013

-

-

Boy-playing-yo-yo.-Tondo-of-an-Attic-red-figure-kylix-ca.-440-BC.Menino jogando io-io, 400 a. C.

Cílice de Figura Vermelha, Ática

Museu Altes, Berlim

-

As crianças da Grécia antiga brincavam com muitos brinquedos que conhecemos até hoje: chocalhos, pequenos animais de cerâmica, cavalinhos sobre rodas puxados por um barbante, bonecas e io-ios como vemos no vaso acima.





Palavras para lembrar — Walter Savage Landor

7 10 2013

-

-

Um momento de reflexão, s/d

John Ballantyne ( Inglaterra, 1815–1897)

óleo sobre tela

-

“O que é a leitura senão uma conversa em silêncio?”

-

Walter Savage Landor





A Herança do Sagrado, últimos dias, MNBA

7 10 2013

-

-

1382783_344710612331633_512847588_n

Gente, quem ainda não viu essa belíssima exposição, tem só 6 dias para vê-la.  Quantas vezes na vida você pode examinar um Leonardo da Vinci a um metro de distância, por quanto tempo você quiser?

65035_344708728998488_617193805_n

Quantos mestres da arte italiana você conhece de perto sem sair do Brasil?  Olhe o mapa acima, veja os nomes dos grandes artistas representados na exposição.  O que você está esperando?  Mora fora do Rio de Janeiro?  Tome um ônibus, venha de carro, de avião, de carona…  Vale a pena…

993593_314614492007912_1328972087_nMUSEU NACIONAL DE BELAS ARTES

Av. Rio Branco 199

Centro [Cinelândia]

Rio de Janeiro, RJ  20.040-008

Telefone: (21) 3299-0600

—-

Não perca essa extraordinária oportunidade.  Está nas suas mãos. São peças da coleção do Vaticano, uma das maiores coleções de arte do mundo.

 Facebookhttp://www.facebook.com/MNBARio

 Visitação/Visiting Hours:
 Terça a domingo das 09 às 21 horas/Tuesday – Friday from 9 a.m. to 9 p.m.
 Acesso a portadores de necessidades especiais/Wheelchair accessible        








Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.848 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: