Na boca do povo: escolha de provérbio popular

17 10 2014

 

 

almoço, ilustração Blanche WrightIlustração Blanche Wright.

 

 

“Cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.”





Citando Camille Paglia na entrevista do jornal O GLOBO de 15/10/2014

16 10 2014

 

 

25artpaA arte da pintura, 1667

Johannes Vermeer (Holanda, 1632-1675)

óleo sobre tela, 120 x 100 cm

Kunsthistorisches Museum,  Viena

 

Trecho de entrevista do jornal O GLOBO com Camille Paglia.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

O GLOBO — Nós estamos em meio a eleições presidenciais no Brasil, e o tema da cultura está praticamente fora dos debates entre candidatos. Por que você acha que os governos ainda encaram a cultura como alegoria?

Camille Paglia — Os políticos habitam o mundo concreto, pragmático, e já não se espera que sejam analistas culturais. A educação é o veículo da cultura, e é por isso que é o lugar onde a sociedade deve investir fortemente. Infelizmente, nesse clima econômico instável, o apoio financeiro para a educação e as artes está diminuindo, fazendo parecer que a arte é uma frivolidade, quando há desemprego e as pessoas vivem em favelas miseráveis. Além disso, há 35 anos na área de humanas há uma epidemia venenosa das teorias pós-modernas e pós-estruturalistas, que reduz  a arte à política e nega seus sentimentos fundamentais. Como culpar os políticos por sua negligência, quando os guardiões das ciências humanas se comportam com tal irresponsabilidade e niilismo?

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

O GLOBO – A pintura perdeu a primazia e a autoridade, como você afirma. Por que a pintura deve ter essa responsabilidade? Por que não outra linguagem artística?

Camille Paglia — Uma das principais invenções no mundo das artes foi o surgimento das pinturas portáteis e emolduradas durante o Renascimento. Antes disso, os pintores faziam suas grandes declarações em gesso fresco, nas paredes, onde a pintura estava estritamente ligada à arquitetura, ou em têmpera de ovo sobre madeira. Ambos secavam rapidamente, portanto os pintores tinham que trabalhar rapidamente, e usavam formas simples e poucas cores. A chegada da pintura a óleo, aperfeiçoada pela primeira vez na Holanda, permitiu que os artistas trabalhassem mais lentamente. Além disso, as misturas de tintas produziam finas gradações de cor, permitindo que o artista captasse sutilezas de luz, sombra e cor da pele. A pintura a óleo foi revolucionária e inspirou artistas a expressar e refinar suas personalidades, seus pensamentos e suas emoções. O declínio da pintura diante da abundância de novas mídias digitais, enfraqueceu seriamente esse prestígio. Centenas de grandes obras foram produzidas durante o reinado da pintura a óleo, ao longo de 500 anos. Mas onde estão as obras-primas de hoje?

O GLOBO — É mais importante o artista estar conectado à tradição ou ao seu próprio tempo?

Camille Paglia — Certos artistas parecem eclodir de seu momento histórico, simbolizando-o, como Lord Byron. Outros como El Greco e Emily Dickinson, são ignorados por seus contemporâneos e redescobertos pelas gerações seguintes. Todos os grandes artistas transcendem seus espaço e tempo. Em termos de tradição, artistas criam sua própria identidade em uma outra dinastia: eles podem rejeitar a geração que os formou e conectar-se com o mestres mortos há muito tempo. Se um artista deseja fama e prêmios instantâneos, ele fala para seu próprio tempo. Mas os maiores artistas saem do passado e falam para o futuro.

 

Para a entrevista completa: O GLOBO





Hoje é dia de feira: frutas e legumes frescos

15 10 2014

 

 

 

CARLOS BASTOS. Natureza-morta com frutos do mar, óleo sobre tela, 65 cm x 100 cm, a.c.i.d., datado (19)64.Natureza morta com frutos do mar, 1964

Carlos Bastos (Brasil, 1925-2004)

óleo sobre tela, 65 x 100 cm





Trova da amizade

15 10 2014

 

amigos, bons, margret borissCartão postal, Margret Boriss.

 

 

Guardada como fragrância,

a verdadeira amizade

não se perde na distância,

adormece na saudade.

 

(Ângela Togeiro)

 





Imagem de leitura — Bo Bartlett

15 10 2014

 

 

bobartlettBo Bartlett - Vashon, WA artist. (title unknown)O bom viajante, 2006

Bo Bartlett (EUA, 1955)

óleo sobre tela, 88 x 122 cm

www.bobartlett.com





Reminiscências da partida, texto de Oscar Negrão de Lima

14 10 2014

 

 

 

MAURO FERREIRA (1958). paisagem com Locomotiva e Riacho no Interior de Minas, óleo s tela, 46 X 75. Assinado e datado (2009)Paisagem com locomotiva e riacho no interior de Minas Gerais, 2009

Mauro Ferreira (Brasil, 1958)

óleo sobre tela, 46 x 75 cm

 

 

“Guardo lembranças e reminiscências… Quando parti, montava o meu cavalo Diplomata, assim chamado porque agitava constantemente a cabeça, a guisa de cumprimentar toda gente.  Acompanhava-me o coronel Almansor Silva, que furtivamente, no último momento da despedida, enxugara uma lágrima por conta da amizade que se firmara. Atrás de nós, montando um burro pachola, preto e empacador, vinha o meu camarada José Alicate, assim alcunhado por ter as pernas embodocadas, desde criança. Carregava a mala na cabeceira do arreio, por cima do rolo do poncho. Alcancei o trem da Leopoldina, na estação de Bicas, e, pela Leopoldina e pela Central do Brasil, bem batido pelos truques, com o nariz muito entupido de poeira, cansado mas cheio de esperanças, cheguei à capital do estado. Nesta bela cidade, tenho vivido até agora.”

 

Em: Taquaril, Oscar Negrão de Lima, Rio de Janeiro, José Olympio: 1961, p. 77

 

Oscar Negrão de Lima nasceu Lavras em Minas Gerais, em 1895. Formou-se na década de 1920 pela Universidade de Medicina do Rio de Janeiro. Como médico perambulou pelas cidades do interior de MG. Foi catedrático de Medicina Legal na Universidade de Minas Gerais.   Escritor memorialista. Faleceu em 1971.

 

Obras:

Taquaril, romance, 1961

Luz oblíqua, romance, 1967





Imagem de leitura — Dimitrie Berea

13 10 2014

 

 

Dimitrie Berea (Romênia, 1908-1975)Moça lendo [Figura em Paris], 1957

Dimitrie Berea (Romênia, 1908-1975)

óleo sobre tela,  45 x 38 cm








Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.437 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: