Uma sala de jantar giratória, na Roma do Imperador Nero

14 07 2014

 

 

Nero-luxurious-palace-dining-room

 

Uma das descobertas arqueológicas mais interessantes deste ano foi em Roma: um grupo de arqueólogos franceses e italianos descobriu a sala de jantar giratória no Domus Aurea enorme palácio do Imperador Nero, que governou o Império Romano de 54 a 68 aEC. Este palácio, que abrigava mais de 300 aposentos recobertos em mármore, foi construído imediatamente depois do grande incêndio de Roma, que para muitos havia sido iniciado pelo próprio imperador, com a intenção de abrir terreno para essa construção.

Preocupado com a diplomacia e com o comércio internacional Nero construiu este extravagante palácio para impressionar seus ilustres visitantes. A sala de jantar giratória, resultado de uma das mais sofisticadas e complexas estruturas da antiguidade fez parte dessa campanha diplomática, mostrando aos lideres ali recebidos todo o poder de Roma. A descoberta dessa sala de jantar confirma as descrições feitas pelo historiador Suetônio.

 

nero-revolving-restaurant-reconstruction

Um modelo dos discos giratórios que faziam parte da estrutura da sala de jantar na Domus Aurea. Ilustração Françoise Villedieu e Edikom.

 

Até 2009 quando o Palácio de Nero foi descoberto, as descrições de Suetônio em A vida dos doze césares pareciam ser obra uma fantasiosa do historiador romano: uma estátua colossal de Nero de quase 40 m de altura, uma carreira de colunas de 1.500 metros de comprimento, lago, edifícios representando cidades, parreirais, bosques, animais exóticos… Uma construção coberta em folha de ouro, decorada com pedras semipreciosas e uma sala de jantar giratória pareciam resultado de uma imaginação fecunda. Mas faz cinco anos, a credibilidade de Suetônio ao descrever Nero e seu palácio começa a ser reavaliada e considerada bastante precisa. Agora é esperar para ver que detalhes do período do imperador Nero ainda serão descobertos no local.

 

Fonte: Ancient Origins





Imagem de leitura — Emile Hornung

13 07 2014

 

 

Emile Hornung (Suiça, 1883-1956)Jovem mulher de cabelos negros lendo, c. 1920, pastel sobre papel,60 x 45 cm

 

Jovem mulher de cabelos negros e brinco de esmeralda lendo, c. 1920

Emile Hornung (Suiça, 1883-1956)

pastel sobre papel, 60 x 45 cm





Domingo, um passeio no campo!

13 07 2014

 

 

Armando Vianna, Arredores do rio, 1950s,ost, 53 x 65Arredores do Rio de Janeiro, década de 1950

Armando Viana (Brasil, 1897-1991)

óleo sobre tela, 53 x 65 cm





Quadrinha do meu pai

13 07 2014

 

pai lendo

 

Pai querido, o imagino

com sua mão calejada,

lá no Infinito, um menino,

reflorindo a minha estrada! …

 

 

(Adelir Machado)





Casamento, uma celebração!

12 07 2014

 

 

CARLOS BASTOS,Noivos,1977,óleo s tela, 50 x 80 cm

Noivos, 1977

Carlos Bastos (Brasil, 1925-2004)

óleo s tela, 50 x 80 cm

 

 

Meus pais, se estivessem vivos, fariam anos de casados, hoje, dia 12 de julho…  Há dois anos postei uma série de quadros representando casamentos para a comemoração do Dia de Santo Antônio, e fiquei devendo ao meu amigo Ricardo Antonio Alves do blog Abencerragem mais imagens de casamentos  na arte.  Não me esqueci da promessa que lhe fiz, mas demorei para pagar… Então aqui estão outras imagens de casamentos.

 

Denis_Maurice_Wedding_procession1Procissão do casamento, 1892

Maurice Denis (França, 1870-1943)

óleo sobre tela

 

edmund_blair_leighton_-_wedding_march_thumbA marcha nupcial, 1919

Edmund Blair Leighton (Inglaterra, 1853-1922)

óleo sobre tela

 

The Village Wedding by Sir Samuel Luke Fildes, 1883 -O casamento na aldeia, 1883

Sir Samuel Luke Fildes (Inglaterra, 1843-1927)

óleo sobre tela, 151 x 255 cm

 

 

Trocando de casa,1862,  George Elgar Hicks, ost, 151x89m Geffrye Museum, Londres Victorian english paintingTrocando de casa, 1862

George Elgar Hicks (Inglaterra, 1824-1914)

óleo sobre tela, 151 x 89 cm

Geffrye Museum, Londres

 

 

williamfrederickyeames_thumbO caminho das rosas, 1873

William Frederick Yeames (Inglaterra, 1835-1918)

óleo sobre tela, 50 x 87 cm

 

 

William_Hahn_The_Village_WeddingCasamento na aldeira, 1859

William Hahn (Alemanha, 1829 – EUA, 1887)

óleo sobre tela

Coleção Particular

 

 

Theodor_Schuz_Reception_of_the_wedding_coupleRecepção aos recém-casados

Theodore Schuz (Alemanha,1830-1900)

óleo sobre tela 55 x 73 cm

 

 

Stanhope Alexander Forbes (Irlanda, 1857-1947) The Health of the Bride, ostÀ saúde da noiva, 1889

Alexander Forbes Stanhope (Irlanda, 1857-1947)

óleo sobre tela, 152 x 200 cm

Tate Gallery, Londres

 

 

The Wedding, 1885O casamento, 1885

Giulio Rosati (Itália, 1857-1917)

óleo sobre tela, 60 x 111 cm

 





E a Copa continua… no coração de todos

12 07 2014

 

 

 

jose-zaragoza1Futebol

José Zaragoza (Espanha, 1930, radicado no Brasil)

óleo sobre tela





Flores para um sábado perfeito!

12 07 2014

 

 

Cláudio BARAKE, Margarida e borboleta - acrílica sobre tela - 60x60 cm acie 2009Margarida e borboleta, 2009

Cláudio Barake (Brasil, 1966)

acrílica sobre tela, 60 x 60 cm





Palavras para lembrar — Émile Faguet

12 07 2014

 

 

Anne Wallace (Austrália, 1970)Freshman, 2001,ost,111 x 136cmCaloura [1º ano], 2001

Anne Wallace (Austrália, 1970)

óleo sobre tela, 111 x 136 cm

 

“A arte de ler é a arte de pensar com uma ajuda.”

 

Émile Faguet





Imagem de leitura — Egbert Cadmus

11 07 2014

 

 

Egbert Cadmus, aquarelaSem título, 1925

Egbert Cadmus (EUA, 1868-1939)

aquarela sobre papel





Uma família de matemáticos… texto de Leonard Mlodinow

10 07 2014

 

 

2-the-great-comet-of-1556-science-source xiloXilogravura alemã de 1556 em livro científico retratando a passagem de um cometa.

 

“…E numa outra noite de céu limpo, na porção de terra chamada Basileia, na Suíça, outro homem destinado à grandeza também estava prestando atenção. Era um jovem teólogo que, fitando a cauda brilhante e nebulosa do cometa, deu-se conta de que queria dedicar sua vida à matemática, e não à Igreja. Dessa decisão nasceu não apenas uma nova carreira para Jakob Bernoulli, como também o que se tornaria a maior árvore genealógica na história da matemática: nos 150 anos entre o nascimento de Jakob e o ano de 1800, a família Bernoulli gerou muitos filhos, dos quais aproximadamente a metade foi brilhante — entre eles, oito matemáticos notáveis, dos quais três (Jakob, seu irmão mais moço Johann, e o filho de Johann, Daniel) são tidos atualmente como alguns dos maiores matemáticos de todos os tempos.

 

Em: O andar do bêbado: como o acaso determina nossas vidas, Leonard Mlodinow, tradução Diego Alfaro, Rio de Janeiro, Zahar: 2009, p. 118

 








Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.138 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: