Autran Dourado ganha o Prêmio Machado de Assis

17 06 2008

Monica lendo

 

O escritor mineiro, residente no Rio de Janeiro pelos últimos 40 anos, Autran Dourado foi honrado este ano com o Prêmio Machado de Assis da Academia Brasileira de Letras.  Este é o prêmio de maior prestígio dado pela ABL.  Esta premiação começou em 1941 e é dada a um escritor pelo conjunto de sua obra.  Outros escritores já agraciados neste século com a pequena estatueta [ um busto de Machado de Assis do escultor Mário Agostinelli], além do prêmio em dinheiro, foram:  o pernambucano Roberto Cavalcanti de Albuquerque (2007), o cearense César Leal (2006), os piauienses Ferreira Gullar (2005), Francisco de Assis Brasil (2004) e Wilson Nunes Martins (2002) e os cariocas Antonio Carlos Villaça  (2003),  e Ana Maria Machado (2001).  A entrega do prêmio será feita no dia 17 de julho, durante as festividades dos 111 anos da ABL.

 

Waldomiro Freitas Autran Dourado é natural de Patos de Minas.  Aos trinta anos foi o jovem Secretário de imprensa do Presidente Juscelino Kunbitschek .  Sua obra é variada e dentre muitos de seus romances destacam-se Uma Vida em Segredo (1964) hoje leitura obrigatória para escolas de nivel médio,  a Ópera dos Mortos (1967),  O Risco do Bordado (1970), Os Sinos da Agonia (1974),  As Imaginações Pecaminosas (1981) pelo qual recebeu o Prêmio Goethe de Literatura, Opera dos Fantoches (1995) e  Confissões de Narciso (1997).   Recipiente de muitos outros prêmios Autran Dourado também já foi agraciado com o prêmio Jabuti em 1982 por contos e crônicas e o Prêmio Camões em 1988, por sua contribuição para ao patrimônio literário e cultural da língua portuguesa.

 

 

 

Ilustração: Maurício de Sousa








%d blogueiros gostam disto: