Um avô, poema de Stella Leonardos

23 07 2008

 

 Norman Rockwell, (EUA 1894 – 1978 ), Anúncio para passas secas,  SUNKIST.

 

UM AVÔ

 

 

 

Meu velho avô de alma jovem,

Inda hoje me comovem

As histórias que contavas.

Punhas nelas tanta vida,

Tanta força colorida,

Que tu mesmo as incarnavas.

Nos contos dos bons gigantes.

No Brasil dos bandeirantes.

Na Grécia cheia de glória.

Só não contaste as façanhas

Que tiveste.  As lutas ganhas

E as perdidas com vitória.

E nem grego ou brasileiro

Foi mais esteta e pioneiro

Do que tu quando sonhaste.

Meu velho avô de alma jovem!

Mais que as outras me comovem

As histórias que calaste.

 

 

Stella Leonardos

 

 

Stella Leonardos da Silva Lima Cabassa (Rio de Janeiro RJ, 1923). Poeta, tradutora, romancista, com mais de 70 obras publicadas, em poesia, prosa, ensaios, teatro, romances e literatura infantil.  Considerada membro expoente da 3ª geração de poetas modernistas.  Um dos maiores nomes da poesia contemporânea no Brasil.

 


Ações

Informação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: