Paisagem do sertão, de Luis Delfino, poesia infantil

29 07 2008
Cena de interior, 1891; Armando Vianna (Brasil 1897-1992) aquarela

Cena de interior, 1981; Armando Vianna (Brasil 1897-1992) aquarela

 

 

PAISAGEM DO SERTÃO

 

Pelo sapê furado da palhoça

Milhões de astros agarram-se luzindo;

O pai há muito madrugou na roça.

A mãe prepara o almoço.  O dia é lindo.

 

Canta a cigarra; o porco cheira; engrossa

O fumo dos tições; anda zunindo

À porta um marimbondo e fazem troça

As crianças com um ramo o perseguindo.

 

Correm, chilram, vozeiam, tropeçando

Num velho pote; a mãe zangada ralha,

A avó lhes lança um olhar inquieta e brando.

 

No chão, um galo ajunta o milho e espalha,

Enquanto a um canto, as plumas arrufando,

Põe a galinha no jacá de palha.

 

Luís Delfino

 

 

Do livro: Vamos estudar, de Theobaldo Miranda Santos, 3ª série; Agir: 1952, Rio de Janeiro.

 

 

Luís Delfino dos Santos (SC 1834 – RJ 1910)—Formado em medicina, tornou-se político e poeta brasileiro, foi Senador por Santa Catarina.  Prolífico poeta, escreveu mais de 5000 poemas.  Publicou-os em jornais e revistas da época.  Sua obra, em livros, foi toda publicada postumamente.

 

 


Ações

Information

10 responses

10 11 2008
maria amélia

Parabéns! Por esta página, muito obrigada, estou agradecida por poder contar com pessoas como voces da internet, para enriquecer meus trabalhos de aula, e pricipalmente com textos sobre pessoas tão ilustres como o poeta Luiz Delfino.

10 11 2008
peregrinacultural

Maria Amélia é um prazer! Gosto de saber que o meu blog é usado por professores e alunos. Às vezes é difícil achar material que nos enriqueça, que nos lembre da vasta herança cultural que temos. A tendência é lembrarmos de tudo mais moderno, sem pararmos para pensar que o hoje precisou estar apoiado no ontem.

Muito obrigada e volte sempre.

6 04 2009
bruna

eu adorei essa poesia de paisagens sempre acessarei esse site nunca parem de escrever poesia!!!

29 04 2013
monica

o texto é lindo

29 04 2013
peregrinacultural

É mesmo! :)

12 07 2013
amanda

Quando sua oportunidade bater na porta não deixe ir embora
aceite de braços abertos com beijos e abraços. Isso é para todos.

11 08 2014
29102003

Preciso desse poema para o colégio.

11 08 2014
peregrinacultural

Leve… ;)

11 08 2014
larissa.13

Será que a profa. vai gostar desse poema?

11 08 2014
peregrinacultural

E por que não? :)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.852 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: