Paisagem do sertão, de Luis Delfino, poesia infantil

29 07 2008
Cena de interior, 1891; Armando Vianna (Brasil 1897-1992) aquarela

Cena de interior, 1981; Armando Vianna (Brasil 1897-1992) aquarela

 

 

PAISAGEM DO SERTÃO

 

Pelo sapê furado da palhoça

Milhões de astros agarram-se luzindo;

O pai há muito madrugou na roça.

A mãe prepara o almoço.  O dia é lindo.

 

Canta a cigarra; o porco cheira; engrossa

O fumo dos tições; anda zunindo

À porta um marimbondo e fazem troça

As crianças com um ramo o perseguindo.

 

Correm, chilram, vozeiam, tropeçando

Num velho pote; a mãe zangada ralha,

A avó lhes lança um olhar inquieta e brando.

 

No chão, um galo ajunta o milho e espalha,

Enquanto a um canto, as plumas arrufando,

Põe a galinha no jacá de palha.

 

Luís Delfino

 

 

Do livro: Vamos estudar, de Theobaldo Miranda Santos, 3ª série; Agir: 1952, Rio de Janeiro.

 

 

Luís Delfino dos Santos (SC 1834 – RJ 1910)—Formado em medicina, tornou-se político e poeta brasileiro, foi Senador por Santa Catarina.  Prolífico poeta, escreveu mais de 5000 poemas.  Publicou-os em jornais e revistas da época.  Sua obra, em livros, foi toda publicada postumamente.

 

 


Ações

Informação

6 respostas

10 11 2008
maria amélia

Parabéns! Por esta página, muito obrigada, estou agradecida por poder contar com pessoas como voces da internet, para enriquecer meus trabalhos de aula, e pricipalmente com textos sobre pessoas tão ilustres como o poeta Luiz Delfino.

10 11 2008
peregrinacultural

Maria Amélia é um prazer! Gosto de saber que o meu blog é usado por professores e alunos. Às vezes é difícil achar material que nos enriqueça, que nos lembre da vasta herança cultural que temos. A tendência é lembrarmos de tudo mais moderno, sem pararmos para pensar que o hoje precisou estar apoiado no ontem.

Muito obrigada e volte sempre.

6 04 2009
bruna

eu adorei essa poesia de paisagens sempre acessarei esse site nunca parem de escrever poesia!!!

29 04 2013
monica

o texto é lindo

29 04 2013
peregrinacultural

É mesmo! :)

12 07 2013
amanda

Quando sua oportunidade bater na porta não deixe ir embora
aceite de braços abertos com beijos e abraços. Isso é para todos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.827 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: