Imagem de leitura — Eliseu Visconti

10 12 2008

eliseu-visconti-1866-1944-meditando-ost-67x54-1916-coleoparticular

 

Meditando, 1916

Eliseu Visconti (1866-1944), Brasil

Óleo sobre tela 67 x 54 cm

Coleção Particular

 

 

Eliseu Visconti — Pintor brasileiro de origem italiana (1866-1944). Responsável por introduzir o impressionismo europeu na arte brasileira. Nasce em Giffoni Valle Piana, na Itália. Um ano depois se muda com a família para o Rio de Janeiro. A partir de 1884 estuda no Liceu Imperial de Artes e Ofícios, no qual é aluno de Henrique Bernardelli.

 

Mostra o resultado de seu trabalho no Salão de Belas-Artes de 1892 e ganha como prêmio uma viagem ao exterior. Vai para Paris, onde freqüenta a École des Arts Décoratifs e expõe a tela Gioventù, em 1900, ano de sua volta ao Brasil. De 1906 a 1913 leciona na Escola Nacional de Belas-Artes, no Rio.

 

Também participa da decoração do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, inaugurado em 1909. Pinta uma tela de 12 metros por 16 metros para o pano de boca do teatro, em que retrata 200 figuras da literatura e das artes dramáticas, entre elas Verdi, Wagner, Camões, Carlos Gomes e Castro Alves.

 

Algumas de suas pinturas enfeitam ainda hoje a sala de espetáculos e o foyer do Municipal. Marca a pintura nacional do século XIX como um dos primeiros paisagistas brasileiros. Em sua obra, incorpora a técnica européia às características do país, moldando um impressionismo à brasileira.





Noite de Natal – Poema de P. de Petrus

10 12 2008

presepio-candido-portinari-1931-desenho-a-aquarela-e-nanquim-bico-de-pema-papel-36-x-57-col-part

Presépio, 1931

Cândido Portinari (Brasil 1903-1962)

Desenho a aquarela e nanquim sobre papel

36 x 57 cm

Coleção Particular

 

 

 

 

 

 

Noite de Natal

 

                                         P. de Petrus

 

 

Noite santa de esplendores,

Noite feliz e divina,

Em que os piedosos pastores

Dizem preces em surdina.

 

A voz dos anjos cantores,

Em suave coro se afina.

São cantos de mil amores

Que o Criador lhes ensina.

 

Vendo o presépio tão nobre.

O céu de estrelas se cobre,

Cobre-se a terra de luz.

 

E ante os olhos de Maria,

Cheios de amor e alegria,

Nasce o Menino Jesus…

 

 

Pedro Bandettini, cognome P. de Petrus (SP 1920 – SP 2000)

 

 

 

Obras:

 

Paisagens Poéticas, 1970

 

Pensamentos Poéticos , 1975

 

Meu Canteiro de Trovas, 1984

 

 ————-

 

CURIOSIDADE:

 

A aquarela selecionada para ilustrar este poema, foi imagem escolhida pelos Correios e Telégrafos do Brasil e impressa pela Casa da Moeda do Brasil, para selo de Natal do ano de 2002, no valor de R$0,45.

 

 

portinari-selo-brasil-2002

 

 

 





Autores estrangeiros nos EUA: os cinco mais cotados pela NPR

10 12 2008

 

Como parte dos rituais de fim de ano a NPR: National Public Radio, Washignton DC, EUA revelou a lista dos cinco melhores livros estrangeiros publicados naquele país em 2008.  É sempre muito interessante ver, não só para onde a indústria editorial está levando seus leitores nos EUA, mas também, ver o que foi considerado importante o suficiente para merecer o trabalho de um tradutor.  Os EUA são conhecidos por sua insularidade cultural, apesar do grande número de leitores no país.  O americano é notório por preferir autores nacionais no lugar dos estrangeiros.  E dos estrangeiros preferem os de língua inglesa, ao invés das publicações em que há necessidade de traduções.

 

A lista deste ano inclui dois livros escritos em espanhol, um em húngaro, um em italiano.  O outro foi escrito em inglês, mas seu autor é escocês.  Será que estes livros virão a interessar o leitor brasileiro?

 

 

 

senselessness_200

 

 

 

1 – SENSELESSNESS ( em espanhol: A insensatez) de Horácio Castellanos Moya — escritor de Honduras.  Uma sátira sobre um escritor latino americano que se encontra exilado e pobre.  Arranja um emprego para editar um documento descrevendo detalhadamente as torturas infringidas pelo governo ditatorial militar aos índios locais, num país vizinho. 

 

 

 

kelman_200

 

 

 

 

 

2 – KIERON SMITH, BOY do escocês James Kelman é um romance que tem como personagens centrais dois irmãos: Kieron e Matt.  Matt é considerado o mais inteligente, o favorito e é tratado diferentemente pelos avós que os criam em Glascow  O livro PE narrado por Kieron.

 

 

 

bolano_200

3 – 2666, Roberto Bolaño do escritor chileno/mexicano, que morreu recentemente (2003), já havia arrebatado os críticos nos EUA, no ano passado quando seu livro Os detetives selvagens [no Brasil: Cia das Letras: 2006] foi lançado.  Originalmente imaginado com um grupo de cinco livros diferentes, 2666 é um volume grosso, quase mil páginas em inglês, que começa com a vida de um escritor alemão no México.

 

 

 

 

metropole_200

 

 

 

 

 

4 – METROPOLE de Ferenc Karinthy, autor húngaro, que neste livro descreve a saga de Budai, um homem que se encontra perdido num país desconhecido, numa cidade com milhões de pessoas que n ao falam a sua língua e incapaz de se comunicar o suficiente para evitar um final previsível e caótico.

 

 

 

 

 

 

ferrante_200

 

 

 

 

 

5 – THE LOST DAUGHTER – a Itália se faz representar nesta lista com a obra de Elena Ferrante, cujos romances anteriores já haviam sido publicados nos EUA.  Este é um pseudônimo adotado para os trabalhos mais controversos deste/desta escritor.  Aqui é explorado, aparentemente com grande suspense, os sentimentos de uma mãe que não gosta de suas filhas.








%d blogueiros gostam disto: