Amanhecer, quadrinha para uso escolar

28 07 2009

acordar  com as galinhas

Amanhecer, ilustração Maurício de Sousa.

 

Cantagalo…  O galo canta

e, na campina louçã,

desprende  a voz na garganta,

saudando a luz da manhã.

(Álvaro Faria)





Bicicletas elétricas têm tudo a ver com a preservação do Meio Ambiente

28 07 2009

bicicleta, modeloModelo demonstra nova, mais atualizada bicicleta elétrica no Japão.

 

Do Japão à Inglaterra as bicicletas elétricas começam a fazer estrondoso sucesso.  Melhor que carros que respeitam o meio ambiente, as bicicletas elétricas são a moda para quem se autodefine como responsável pelo meio-ambiente.   As bicicletas elétricas japonesas usam um pequeno motor elétrico que dá impulso a o ciclista, ajustando a força do motor à velocidade e à resistência do movimento do pedal.  Isso torna muito mais fácil subir uma ladeira ou levar uma carga mais pesada. 

 

bicicleta, inglaterra

Agentes imobiliários com suas bicicletas elétricas, Londres.

 

Com baterias recarregáveis estas bicicletas podem cobrir 37 km sem necessidade de recarregar a bateria.  As mais populares fabricantes do mundo de bicicletas eletrônicas são a Yamaha, Panasonic, Sanyo e Bridgestone.  E juntas elas esperam dominar o mercado não só no Oriente mas sobretudo na Europa.

FONTES

Reuters

BBC





A crise econômica afeta os animais dos zoológicos nos EUA.

28 07 2009

_piggy_bank-4174476

 

Desde abril deste ano, que a rede de notícias ABC tem dedicado algumas de suas reportagens ao sofrimento dos grandes zoológicos dos EUA a partir da crise econômica.  Com seus orçamentos sofrendo grandes cortes, não só no financiamento dos governos como nas doações de instituições particulares, os zoológicos se vêem numa situação difícil tendo que escolher entre os empregos dos funcionários ou a eliminação de alguns animais de suas coleções.  Tudo isso acontecendo justo no momento em que famílias, limitadas nos seus orçamentos por causa da crise, têm procurado os parques zoológicos como um bom entretenimento, de custo baixo, apropriado a bolsos mais esquálidos, neste período de férias de verão.  

 

A82HD5

 

Cisnes, veados, antílopes, porcos-espinho, guanacos e morcegos, por exemplo, estão entre os animais que sairão das coleções do Zoológico do Bronx, em Nova York, que por incrível que pareça é mantido por uma das maiores instituições de preservação da natureza, a Wildlife Conservation Society.

monkey_money

O zoológico do Bronx, que tem 114 anos de existência, é um dos mais conhecidos e considerados zôos do mundo, mas mesmo assim sofre com a economia periclitante no país.   Como ponto turístico de valor, sua administratção teme que a instituição venha a ser conhecida como um zoológico sem animais.   Desde que a WCS reduziu seu orçamento anual por 15 milhões de dólares, cortes tiveram que ser feitos.  O zoológico do Bronx não é o único a sofrer durante a crise.  Outros zôos dos estados de Kansas, Connecticut, Missouri, Maryland acham-se em circunstâncias semelhantes, tendo que lidar com orçamentos minguantes e gerenciamento de dietas e nutrição para seus hóspedes do mundo animal.  Além disso, qualquer corte feito não pode retirar das exposições as principais atrações para o público porque aí sim, este público deixaria de vez de visitar os parques zoológicos e contribuir para o orçamento de manutenção dessas instituições com o valor das entradas e dos gastos nas lojas de lembranças.  É uma verdadeira saia justa que cada administrador de zoológico tem que considerar.  

broken-piggy-bank

 

Na maioria dos casos quem sofre primeiro são os humanos.  Viagens, treinamento, propaganda, serviços profissionais e almoxarifado foram reduzidos.  Depois disso, se um equilíbrio financeiro não é encontrado, são os animais que sofrem pequenos cortes.  Estes vêm em geral na redução de gastos de manutenção, com ênfase dada a uma dieta menos variada.  E alguns são escolhidos para irem para outro endereço.  

elephant-illustration-coloring-page

 

A maioria dos diretores de zoológicos sabe que retirar animais de suas coleções dilui o valor da instituição.   Mas o que não podem aceitar é ter que se descuidarem dos animais.  Este é o limite para todos os zoológicos.  Todos vêem a segurança e a saúde de seus animais como item de primeira ordem.  Mas as instituições estão sofrendo e ver que o zoológico do Bronx, mantido pela WCS, sofre com a crise econômica tanto quanto outros zôos, está soando um sinal de alarme para toda a sociedade americana.  

Fontes:

ABC  — 30/4/2009

ABC  — 11/7/2009








%d blogueiros gostam disto: