O lobo e o cão, fábula de Esopo, recontada por Olavo Bilac e ilustrada por diversos artistas

1 08 2009

 

 Hoje, selecionei uma fábula de Esopo, recontada por La Fontaine entre outros.  Aqui, em versos magistrais de Olavo Bilac.  Por ser uma fábula popular, tenho muitas ilustrações, através dos séculos, que se referem diretamente a ela.   Coloquei algumas por entre o texto de Bilac.   No entanto, tenho ainda algumas outras ilustrações.  Para não corromper o texto completamente, [mais do que já o fiz] vou colocar outras ilustrações separadas, no final assim como repetir o texto original de Olavo Bilac. 

 

dog and wolf

Ilustração Harrison Weir (Inglaterra 1824-1906).

 

O lobo e o cão

 

                                  Olavo Bilac

 

 

Encontraram-se na estrada

um cão e um lobo.  E este disse:

— Que sorte amaldiçoada!

Feliz seria, se um dia

como te vejo me visse.

 

dog & wolf Eleanor Grosch

Ilustração Eleanor Grosch (EUA, contemporânea).

 

Andas gordo e bem tratado,

vendes saúde e alegria;

ando triste e arrepiado,

sem ter onde cair morto!

 

loup-chien-esope, moyen age

O cão e o lobo, ilustração em manuscrito francês, Idade Média.

 

 

Gozas de todo conforto,

e estás cada vez mais moço;

e eu, para matar fome,

nem acho às vezes um osso!

 

DOG AND WOLF BENNET

Ilustração Charles H Bennet (Inglaterra, 1829-1867).

 

 

Esta vida me consome…

Dize-me tu, companheiro:

onde achas tanto dinheiro?

Disse-lhe o cão: — Lobo amigo!

Serás feliz, se quiseres

Deixar tudo e vir comigo:

vives assim porque queres…

 

dog & wolf

 Ilustração, André Quellier (França, 1925)

 

Terás comida à vontade,

terás afeto e carinho,

mimos e felicidade,

na boa casa em que vivo!

Foram-se os dois.  Em caminho,

disse o lobo, interessado:

— Que diabo é isto?  Por que motivo

tens o pescoço esfolado?

 

dog and wolf,george fairpont

Ilustração Georges Fraipont (França, 1873-1912).

 

— É que às vezes amarrado

Me deixam durante o dia…

— Amarrado?  Adeus, amigo!

(disse o lobo) Não te sigo!

Muito bem me parecia

Que era demais a riqueza…

 

loupetchien, henri morin

Ilustração Henry Morin (França, 1873-1961).

 

Adeus!  Inveja não sinto:

quero viver como vivo!

Deixa-me com a pobreza!

Antes livre, mas faminto,

Do que gordo, mas cativo!

 

 

 

 

Seguem ilustrações:

le loupe et le chien carle vernetIlustração Carle Vernet (França  1758-1836).

 

 

loup e chien, jean-baptiste oudryIlustração Jean-Baptiste Oudry (França, 1686-1755).

 

 

Loup et chien Chauveau_-_Fables_de_La_Fontaine_-_01-05Ilustração François Chauveau (França 1613-1676).

 

 

 

loup et xhien, w aractingy, 1992Ilustração Willy  Aractingi (EUA 1930)

 

 

le loup e le chien, richetIlustração Christian Richet ( França, 1959).

 

 

Fable-Chien-Loup Eric RaspaudIlustração Eric Raspaud (França, 1955)

 

 

loup et chien, gustave doreIlustração Gustave Doré ( França, 1832-1883).

 

 

Loup et le chien, Prato de faiencePrato de faiença francesa, c. 1900, Fables Terre de Fer.

 

 

wolf & dog, adam weisblattIlustração Adam Weisblatt  (EUA, contemporâneo), Flikr.

 

 

HundeundWölfe, pub 1501, Steinhövel

Xilogravura, ilustrando o texto de Heinrich Steinhövel, das Fábulas de Esopo em publicado 1501. Autor desconhecido.

 

 

le loup et le chien bernard salomon, 1547Ilustração de 1547, Bernard Salomon, (França, c. 1508-c.1561)

 

 

el lobo y el perro, julia pelletier, 2003

 Ilustração Julia Pelletier (?, trabalha em Barcelona).

 

 

 

el lobo y el perro, anonimo

Ilustração, não tenho informações.  Agradeço a quem tiver.

 

the-dog-and-the-wolf-300x210 

Ilustração de 1919, por Milo Winter ( EUA, 1886-1956).

 

 

The_Wolf_and_the_Housedog

Desconheço o autor.

 

anciencahiersde poésie, anonime

 Ilustração anônima de aluno de escola pública francesa, década de 1950.

 

anciencahiersde poésie, anonime2

 Ilustração anônima de aluno de escola pública francesa, década de 1950.

O lobo e o cão

 

                                  Olavo Bilac

 

 

Encontraram-se na estrada

um cão e um lobo.  E este disse:

— Que sorte amaldiçoada!

Feliz seria, se um dia

como te vejo me visse.

Andas gordo e bem tratado,

vendes saúde e alegria;

ando triste e arrepiado,

sem ter onde cair morto!

Gozas de todo conforto,

e estás cada vez mais moço;

e eu, para matar fome,

nem acho às vezes um osso!

Esta vida me consome…

Dize-me tu, companheiro:

onde achas tanto dinheiro?

Disse-lhe o cão: — Lobo amigo!

Serás feliz, se quiseres

Deixar tudo e vir comigo:

vives assim porque queres…

Terás comida à vontade,

terás afeto e carinho,

mimos e felicidade,

na boa casa em que vivo!

Foram-se os dois.  Em caminho,

disse o lobo, interessado:

— Que diabo é isto?  Por que motivo

tens o pescoço esfolado?

— É que às vezes amarrado

Me deixam durante o dia…

— Amarrado?  Adeus, amigo!

(disse o lobo) Não te sigo!

Muito bem me parecia

Que era demais a riqueza…

Adeus!  Inveja não sinto:

quero viver como vivo!

Deixa-me com a pobreza!

Antes livre, mas faminto,

Do que gordo, mas cativo!

 

 

Em: Poesias Infantis, Olavo Bilac, Livraria Francisco Alves: 1949, Rio de Janeiro

 

olavo_bilac1

Olavo Brás Martins dos Guimarães Bilac (RJ 1865 — RJ 1918 ) Príncipe dos Poetas Brasileiros – Jornalista, cronista, poeta parnasiano, contista, conferencista, autor de livros didáticos.  Escreveu também tanto na época do império como nos primeiros anos da República, textos humorísticos, satíricos que em muito já representavam a visão irreverente, carioca, do mundo.  Sua colaboração foi assinada sob diversos pseudônimos, entre eles: Fantásio, Puck, Flamínio, Belial, Tartarin-Le Songeur, Otávio Vilar, etc., e muitas vezes sob seu próprio nome.  Membro fundador da Academia Brasileira de Letras. Criou a cadeira 15, cujo patrono é Gonçalves Dias.  Sem sombra de duvidas, o maior poeta parnasiano brasileiro. 

 Obras:

 Poesias (1888 )

Crônicas e novelas (1894)

Crítica e fantasia (1904)

Conferências literárias (1906)

Dicionário de rimas (1913)

Tratado de versificação (1910)

Ironia e piedade, crônicas (1916)

Tarde (1919); poesia, org. de Alceu Amoroso Lima (1957), e obras didáticas

 

 

 


Ações

Information

14 responses

27 08 2009
sthefany

bom eu gostei muito da fabula eu gostei mais no final q o lobo falou assim :inveja não sinto;quero vever como eu vivo ! deixe – me com a probreza ! antes livre , mas faminto de quer gordo , mas cativo .
essa parte foi q mais me emocionou .
os escritores estao de parabens !!
beijos

8 01 2010
ana rita

eu adorei esta hixtoria ela danos uma grande licao de moral

17 02 2010
SHEILA

ADOREIIII esta historiiaaa ela e muitooo boa ….. de mais eu tenho 11 anos bejossss

13 04 2011
elisangela

nossa essa historia é demais tbem tem uma moral exelente adorei tbem desde de pequena meu pai recontava essa historia antes de dormir

8 11 2011
Carolandrades2

As fábulas de esopo sao otimas para se ler

9 03 2012
Joana Teixeira

A historia é linda
Eu sou do grupo do lobo e vocês?

Bjs………..

2 04 2012
mychel

eu gostei tmb mais eu queria a narrativa

11 04 2012
deborah

Eu gostei demais dessa história é legal interessante bem feita. Mas o que eu achei mais interesante foi o final sabe vcs podiam fazer um teatro na escola aluizio pinheiro ferreira. A gente está trabalhando sobre uma história que envolve o lobo no meio. Eu já conhecia essa história mas esse final foi mesmo legal.

11 04 2012
peregrinacultural

Deborah, que bom que você gostou dessa história. Volte sempre…

6 02 2014
Flávia Vieira

vlw me ajudou no trabalho de escola :v

7 02 2014
peregrinacultural

Que bom! 😉

17 02 2014
julia marta

me ajudou muito da escola

17 02 2014
peregrinacultural

Fico feliz! 🙂

18 02 2014
peregrinacultural

Que bom, Júlia, fico muito feliz! 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: