Envelhecer — poema de Wilson Frade

25 08 2009

ANONIMOUS

 Senhora lendo, óleo sobre tela, anônimo.

 

ENVELHECER

                                                Wilson Frade

 

Embora todos os pretensos  à velhice

se agarrem ao espírito,

o tédio chega e vai ficando.

As nossas mãos já não escrevem com o mesmo brilho

e já não enfrentamos a vida com o mesmo espanto no olhar.

O verde já não é tão verde

e não nos atiramos no mar com a mesma gulodice.

Amamos com maior cautela,

menos febrilmente, mas, bem mais ordenadamente.

Buscamos o sabor do beijo com a febre de que ele possa acabar,

mas sentimos um frio no corpo se pensamos que tudo isso

possa terminar.

Os fios de cabelos brancos já não nos castigam

porque descobrimos mais a lua e as estrelas,

e curtimos aquele chinelo velho

em extremo desuso.

Prestamos mais atenção aos passarinhos

e no riacho que corre,

e tornamo-nos mais íntimos da morte.

Fingimos que ela é nossa amante

para que não nos leve assim tão de repente.

e não nos tire os raros momentos em que nos tornamos jovens.

Em: Poemas de um livro só, Rio de Janeiro, Nova Fronteira: 1991

Wilson Frade – (MG 1920-2000) jornalista, pintor, poeta, instrumentista e compositor mineiro.


Ações

Information

4 responses

25 08 2009
Lígia

Peregrina,

“Prestamos mais atenção aos passarinhos

e no riacho que corre,…”

Nasci velha….rsrsrsrs
Beijo!

25 08 2009
Iara

Ai ladyce, acredito q envelhecer é processo natural, pra todo mundo. Mas vc escolhe como encarar a passagem dos anos, pode ser muito legal:
ter sempre olhos pra cores
levar semre consigo um sorriso
carregar sempre boas lembranças e momentos marcantes
jogar fora más recordações
e acreditar q sempre é possivel escolher uma coisa nova q nos enriqueça como pessoa!
adorei o post!
bjks e boa noite!

23 09 2009
Gilsa

Adorei o poema.
Lembrei-me de uma grande amiga que me disse que gostaria de morrer com um livro na mão. É uma poética maneira de morrer, não?
Envelhecer… Acho que já nasci velha, também!
Parabéns pelo post.

20 11 2010
ANNA FRADE

Passei pra te dizer que também envelheci, e cada que dia passa em minha vida fico mais perto de você!
De filha pra pai. Até nosso encontro. Te amo.
Anna.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: