Dinossauros com muitos chifres!

28 09 2010

Caçadores de fósseis descobriram fósseis de dois diferentes dinossauros com chifres.  Um  que pode ser o animal com o maior número de chifres, do nosso planeta.  “Chifres por todos os lados!” É assim que os pesquisadores descreveram as duas novas espécies de dinossauros que descobriram: Utahceratops gettyi e Kosmoceratops richardson.    Ambos foram descobertos no Grand Staircase-Escalante, uma espécie de parque nacional ao sul do Estado americano de Utah e anunciados em 22 de setembro. Os animais encontrados eram parentes do famoso tricerátopo, ou triceratops, comedor de plantas famoso nos filmes sobre dinossauro.

Os chifres preenchiam toda a face dos gigantes, um sobre o nariz, um no topo de cada olho, um sobre cada osso da bochecha, e mais dez sobre cabeça.  Esse dinossauro teria vivido há 76 milhões em um pântano quente e úmido onde hoje é o sul do Estado americano de Utah e ostentava 15 chifres na cabeça.

O kosmocerátops, que tinha nada mais nada menos do que 15 chifres tinha um crânio de 2 m e atingia 5 m do focinho ao rabo. Além disso, cientistas do Museu de História Natural de Utah acreditam que o animal pesaria cerca de 2,5 toneladas.   Os chifres preenchiam toda a face dos gigantes, um sobre o nariz, um no topo de cada olho, um sobre cada osso da bochecha, e mais dez sobre cabeça.  Esse dinossauro teria vivido há 76 milhões em um pântano quente e úmido onde hoje é o sul do Estado americano de Utah. 

O fóssil do Kosmoceratops richardsoni// Foto: Scott Sampson, Universidade de Utah

—-

Existem muitas teorias sobre a utilidade dos chifres na região da “franja” de dinossauros como o tricerátops, hoje a mais aceita é de que tinham finalidade sexual (para atrair uma parceira) e de luta contra membros da mesma espécie. Apesar disso, as fêmeas também tinha a “franja”, o que, segundo os cientistas, servia para espantar os predadores.

Os pesquisadores descobriram dois crânios da nova espécie em uma área de difícil acesso do Estado e tiveram que retirá-los de lá em um helicóptero. Outro “primo” do tricerátops foi descoberto pelos cientistas na mesma região. Ele recebeu o nome de utahcerátops e era maior que o kosmoceratops, mas bem menos chamativo.

Raymond Bernor, paleontólogo da Fundação Nacional da Ciência dos Estados Unidos (NSF) está empolgado com a descoberta. “Primeiro, pesquisadores encontraram duas novas e emocionates espécies de dinossauro. Segundo, a pesquisa ajudou a avançarmos no entendimento da geografia biológica das comunidades de dinossauros do oeste da América do Norte que aparentemente incluíam populações do norte e sul. E terceiro, a descoberta inspirou futuras descobertas no parque, que agora tornou-se uma das mais importantes reservas paleontológicas do mundo“.

Ao todo, são conhecidas entre 800 e 850 espécies de dinossauro, mas acredita-se que na época Mesozoica este número ficasse na casa dos milhares.

Fonte: BBC, Revista Galileu.


Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: