Imagem de Leitura — Lisa Schneider

23 12 2010

 

 

 

Leitora, 2004

Lisa Schneider (Lucerna, Suiça, 1955)

óleo sobre tela, 60 x 80 cm

Lisa Schneider (Lucerna, na Suiça, 1955) – Depois dos estudos regulamentares entrou para a Escola de Design,  onde se graduou em Artes Visuais, em m1977.  Seguiu os estudos em História da Arte, graduando-se em 1981 pela Universidade de Zurique.   Hoje é professora de design no Cantão Suiço de Lucerna.

VISITE O PORTAL DA ARTISTA:   Lisa Schneider





Verão, poesia para crianças de Olavo Bilac

21 12 2010

Amplo Horizonte, 1969

Theodoro De Bona (Brasil, 1904 – 1990)

 

O Verão

III

        Olavo Bilac

      Coro das quatro estações:

 —

Cantemos, irmãs!  Cantemos

Como ardem as ribanceiras

Cantemos, irmãs, dancemos

À sombra dessas mangueiras.

— 

     O Verão:

Sou o verão ardente

Que, vivo e resplendente,

Acaba de nascer;

Nas matas abrasadas,

O fogo das queimadas

Começa a se acender.

Tudo de luz se cobre…

Dou alegria ao pobre;

Na roça a plantação

Expande-se, viceja,

Com a vinda benfazeja

Do provido Verão.

Sou o Verão fecundo!

Nasce no céu profundo

Mais rútilo o arrebol…

A vida se levanta…

A Natureza canta…

Sou a estação do Sol!

 

     Coro das quatro estações:

Que calor, irmãs! Cantemos

Como ardem as ribanceiras

Cantemos, irmãs, dancemos,

À sombra dessas mangueiras.

—-

Verão, da série das Quatro Estações; Em: Poesias Infantis, Olavo Bilac, Livraria Francisco Alves: 1949, Rio de Janeiro

— 

 

Olavo Brás Martins dos Guimarães Bilac (RJ 1865 — RJ 1918 ) Príncipe dos Poetas Brasileiros – Jornalista, cronista, poeta parnasiano, contista, conferencista, autor de livros didáticos.  Escreveu também tanto na época do império como nos primeiros anos da República, textos humorísticos, satíricos que em muito já representavam a visão irreverente, carioca, do mundo.  Sua colaboração foi assinada sob diversos pseudônimos, entre eles: Fantásio, Puck, Flamínio, Belial, Tartarin-Le Songeur, Otávio Vilar, etc., e muitas vezes sob seu próprio nome.  Membro fundador da Academia Brasileira de Letras. Criou a cadeira 15, cujo patrono é Gonçalves Dias.  Sem sombra de duvidas, o maior poeta parnasiano brasileiro.    

Obras: 

Poesias (1888 )

Crônicas e novelas (1894)

Crítica e fantasia (1904)

Conferências literárias (1906)

Dicionário de rimas (1913)

Tratado de versificação (1910)

Ironia e piedade, crônicas (1916)

Tarde (1919); poesia, org. de Alceu Amoroso Lima (1957) e obras didáticas





Filhotes fofos: leõezinhos brancos

16 12 2010
Leãozinho branco, foto de Jochen Luebke, AFP

—-

—-

Esta imagem mostra dois filhotes de leão branco, chamados Niza (à esquerda) e Nero sendo alimentados por funcionários do parque Serengeti, em Hodenhagen, na Alemanha.     Os gêmeos nasceram no dia 2 de dezembro após cesariana, e serão alimentados com mamadeiras até poderem ser aclimatizados na família de leões que vive no parque.

Fonte: Terra





Natal de ontem e de hoje, poema de Bastos Tigre

13 12 2010

 

Natividade, 1947

Fúlvio Penacchi (Brasil 1905-1992)

óleo sobre cartão 19 x 23 cm

—-

—-

Natal de ontem e de hoje

                                       Bastos Tigre

—-

Natal!  Vocábulo sonoro,

Com ressonâncias de cristal!

Amo o Natal; amo e adoro

O doce nome de “Natal”.

Ouvi-lo é ter no ouvido, ecoando

A voz dos sinos, no arraial,

Alegremente repicando

A excelsitude do Natal!

Missa do galo.  Espouca e brilha

O foguetório, a salva real…

Fulge o painel.  Que maravilha!

Jesus nasceu: — Natal!  Natal!

Ding-din!  Ding-don!  — repicam os sinos!

Vozes elevam-se em coral,

Desafinando ingênuos hinos

Em honra a Cristo e ao seu Natal.

—-

Dança, presépios, pastorinhas

No pastoril de João de tal —

E, entre vizinhos e vizinhas,

Os namoricos de Natal.

—-

Castanhas, nozes, rabanadas,

Do velho tom tradicional,

De fino açúcar polvilhadas

Tendo a doçura do Natal.

—-

E da família o quadro lindo

Da vasta mesa patriarcal

E a avó velhinha, repartindo

O imenso bolo de Natal.

—-

Mudou o Natal.  Que há que não mude

Neste vaivém universal?

Foi-se a simpleza ingênua e rude

Das idas festas de Natal.

Hoje, entre as luzes da cidade

Cosmopolita e colossal

A luz da Light a noite invade

E nem se vê vir o Natal.

—-

Há o reveillon, francês em nome,

Yankee no fundo comercial;

Faga-se quanto se consome

A preços próprios do Natal.

—-

Em vez da viola e da sanfona,

Em tom menor, sentimental,

Uma “ortofônica” ortofona

Um feroz fox infernal.

Há nos hotéis e clubs chics 

Festas de um tom convencional

Sem foguetório e sem repiques —

Que nem são festas de Natal!

Corre champagne, em vez do verde,

Do carrascão de Portugal.

(Sem o verdasco o que há de ser de

Ti, ó consoada de Natal).

—-

E até há gaitas, serpentinas,

Como se fora um carnaval!

Vocês, rapazes e meninas,

Não têm idéia do Natal!

—-

Chego a pensar que o próprio Cristo,

O de Belém, o do curral,

Lá do alto, olhando para isto,

Não reconhece o seu Natal.

E,  então, fechando a azul esfera,

Se esconde além do último “astral”

E, por castigo, delibera

Não nascer mais pelo Natal.

—-

—-

Em: Antologia poética de Bastos Tigre, vol 2, Rio de Janeiro, Francisco Alves: 1982.





Imagem de leitura — Cinzia Bevilacqua

12 12 2010

Leitura, s/d

Cinzia Bevilacqua (Brescia, Itália, 1963)

óleo sobre tela, 100 x 140 cm

—-

Cinzia Bevilacqua nasceu na Brescia, Itália em 1963.  Estudou arte formando-se em 1986, em Florença sob a orientação de P. Annigoni e Goffredo Trovarelli.  Seus pintores favoritos são Piero della Francesca e Francisco Goya. A artista se dedica à pintura figurativa, em temas com preferência aos retratos, naturezas mortas e pinturas de gênero.  www.cinziabevilacqua.it





Alguns cartões de Natal da antiga União Soviética

7 12 2010
Note-se o foguete, o orgulho das expedições espaciais!  URSS data desconhecida.

Por lá o trenó de Papai Noel em geral é puxado por três cavalos.  URSS, sem data.

—-

—-

Papai Noel com um samovar nas mãos.  URSS, sem data.

—–

—–

Com helicóptero ao fundo, Papai Noel chega de trem. URSS, antes de 1990.

—-

—-

Aqui a árvore de Natal vem dentro de uma boneca Babuska! Antiga URSS.

—-

—-

 

Aqui todos dançam na Praça do Kremlim, antiga União Soviética.




Mais alguns títulos recomendados para adolescentes ou jovens leitores na estação das Festas e das Férias

7 12 2010

 

Ilustração, autoria desconhecida.

—-

——

Fim de ano.  Hora de presentes para os jovens da família.  Hora de entretenimento para as férias.  Muita coisa boa e interessante nas livrarias.  Além das minhas outras postagens neste blogue, adiciono novas sugestões para leitura e entretenimento dos adolescentes ou jovens adultos. 

A misteriosa sociedade benedict — Trenton Lee Stewart

 

 

—-

O poder da mídia e da propaganda e o valor da educação costuram a trama da divertida e bem sucedida (na lista do New York Times por 50 semanas) – estréia de Trenton Lee Stewart no universo das histórias infanto-juvenis. Em meio a muita ação e aventura,  o livro trata, ainda, da natureza da amizade, lealdade, coragem e liderança. Quatro crianças solitárias e tímidas precisam aprender a confiar umas nas outras e trabalhar juntas para atingir seus objetivos.

Cada uma delas possui um dom único e especial. Nada fantasioso como poderes sobrenaturais ou habilidades adquiridas através de insetos radioativos. Elas se destacam num quesito muito humano: vencer dificuldades, das mais variadas formas. Reynie é excelente na resolução de problemas, dedução lógica e leitura de pessoas. Ele é extraordinário em ler nas entrelinhas, observar, questionar e chegar ao âmago da questão. Sticky tem memória fotográfica: lembra de tudo o que lê.

Kate é extremamente ágil e atlética. Carrega sempre consigo um balde contendo um kit emergencial: canivete suíço, cola, corda, lanterna, ímã, borracha e caneta. Constance é a clássica ?do contra?, discordando sempre de tudo e de todos. Muito obstinada, beirando a teimosia, ela tem grande talento para escrever poemas, montar charadas e criar enigmas.

Quando um anúncio um tanto estranho aparece no jornal em busca de crianças espertas para fazer uma série de provas misteriosas e complicadíssimas, que o leitor também pode fazer, Reynie, Kate, Sticky e Constance, com seus talentos ímpares, acabam escolhidos para a Misteriosa Sociedade Benedict. Agora, eles são os únicos que poderão destruir um plano maligno que põe em risco todos os habitantes do planeta.

Editora: Galera Record ISBN:  9788501086099  Ano: 2010 Número de páginas: 392

—-

—-

Cerco a Macindaw

Rangers: Ordem dos Arqueiros 6  — John Flanagan

Mesmo conseguindo salvar a vida de Orman, herdeiro do trono de Macindaw, Will ainda está longe de cumprir sua primeira missão como arqueiro de Araluen. Afinal, o castelo se encontra sob o domínio de Keren, cavaleiro renegado que mantém Alyss como prisioneira.

Nem um pouco disposto a fracassar, Will põe em prática um plano para retomar o reino de Macindaw e devolvê-lo a seu legítimo senhor. Sua estratégia tem início com a contratação de um improvável “exército invasor”, formado por piratas escandinavos sobreviventes de um naufrágio.

Como se a tarefa do jovem arqueiro já não fosse complicada e perigosa o bastante, a situação fica ainda pior quando uma sinistra aliança é descoberta. Uma trama secreta que almeja resultados tão grandiosos quanto terríveis, com consequências que podem chegar até Araluen.

Com tantas vidas dependendo de seu sucesso e tendo o tempo como um inimigo implacável, Will parte para uma batalha que talvez não possa vencer. Sua esperança e seu espírito, entretanto, estão mais fortes do que nunca. Principalmente após o inesperado retorno de um certo Cavaleiro da Folha de Carvalho…

Editora: Fundamento  ISBN: 9788576768937  Ano: 2010  Número de páginas: 296

Sociedade Secreta: Ritos de Primavera — Diana Peterfreund

Amy Haskel agora faz parte da elite da Universidade de Eli. Ela é uma Coveira, integrante da sociedade secreta mais poderosa do país – a Rosa & Túmulo. Mas de repente os segredos da socidade são divulgados em um site, chamando a atenção dos patriarcas da Rosa & Túmulo e até da imprensa. Para completar, outra Coveira desaparece misteriosamente. Alguém está vendendo os segredos da sociedade, e nenhum membro está a salvo. Todos são suspeitos.

Editora: Record  ISBN: 9788501078988  Ano: 2010  Número de páginas: 400

It Girl: garota de sorte — Cecily Von Ziegesar 

Jenny Humphrey deixou a Constance Billard para estudar na Waverly Academy. E ela chega chamando a atenção. O charmoso Easy Walsh agora é seu, mas, infelizmente, ele era o ex da bela Callie, colega de quarto de Jenny. Tinsley, é claro, usa a traição em seu benefício e, para piorar, elas não dividem mais o mesmo quarto – Jenny ficou com Callie e Tinsley com Brett. Mas se no amor e na guerra vale tudo, o que vai acontecer quando Easy for ver Jenny no meio da noite e encontrar Callie? E se um segredo misterioso de Tinsley for revelado?

Editora: Record  ISBN: 9788501086112  Ano: 2010  Número de páginas: 254

—-

As Patricinhas — Zoey Dean

—-

Livro que deu origem à série PRIVILEGED, exibida pelo Warner Channel

  Megan Smith, recém-formada em Yale, tem grandes planos para a sua carreira de jornalista, mas também uma dívida enorme: 75 mil dólares do empréstimo que fez para pagar a faculdade. Por conta disso, aceita trabalhar num tabloide de quinta categoria, é demitida (o que era de se esperar: estava pouco se lixando em saber qual celebridade tinha acabado de operar o nariz), até que… recebe uma proposta irrecusável.
As gêmeas Rose e Sage Baker têm 17 anos e são as herdeiras mais badaladas de Palm Beach, conhecidas por terem rios de dinheiro e uma queda pelos flashes dos paparazzi.
A avó das gêmeas se oferece para pagar a dívida de Megan, com a condição dela aceitar ser professora particular das meninas e fazer com que entrem numa boa universidade. Mas as gêmeas não estão nem um pouco dispostas a abrir espaço em suas agendas de patricinhas para aprender álgebra. Megan logo descobre que, para conquistar suas alunas, vai ter que saber a diferença entre Pucci e Prada. E mais: se entrar para a galera, talvez, quem sabe, consiga ensinar alguma coisa para as meninas.
O que nunca imaginou é que ela própria aprenderia uma grande lição.

Editora: Bertrand  ISBN: 9788528614398  Ano: 2010  Número de páginas: 294

Fallen — Lauren Kate

Caninos alongados vêm dominando o mercado editorial nos últimos anos.  Mas segundo especialistas — entre eles o conceituado jornal britânico The Observer —, asas e plumas prometem acabar com esse reinado. Anjos caídos são a nova onda e começam a tomar o lugar dos sugadores de sangue nas prateleiras e nas listas. Assim como seus pálidos primos, esses seres celestiais são visitantes sobrenaturais, donos de uma carga de adrenalina e sexualidade latente que promete arrebatar os leitores mais jovens.

FALLEN comprova a força da nova tendência. Com uma trama que gira em torno do amor entre um anjo e uma adolescente, o livro de Lauren Kate foi lançado no início de dezembro de 2009 e chegou à lista do NY Times já no fim do mesmo mês. Desde então, mantém presença constante na prestigiada tabela. E, a reboque, teve os direitos para o cinema comprados. A expectativa para o longa é tanta, que vários fãs da história postaram suas próprias versões do trailer — e do elenco ideal — no Youtube.

Lauren aposta no amor impossível entre os protagonistas para tecer o início de uma saga com todos os ingredientes de um cult do gênero. Em FALLEN, acompanhamos a adolescente Luce, mandada para um reformatório — apropriadamente batizado de Sword & Cross — após a morte do namorado em um incêndio misterioso. Ela suspeita que estranhas sombras negras, que a atormentam desde a infância, são as verdadeiras responsáveis. Mas quem acreditaria nela?

Na escola, ela encontra o etereamente belo Daniel Grigori, que desperta uma estranha sensação de reconhecimento: único ponto luminoso num lugar onde celulares são proibidos e há câmeras de vigilância por todos os cantos. Mas tanta luz hipnotiza a menina, atraída pelo rapaz como uma mariposa pela chama. Ele tenta se manter afastado de Luce, mas também não consegue. E a verdade promete separá-los como tantas outras vezes — com a morte de Luce. Amantes destinados a se encontrar e se perder vida após vida, século após século.

Excitante, sombrio e romântico FALLEN é, ao mesmo tempo, um thriller vigoroso e uma inesquecível história de amor.

Editora: Galera Record  ISBN: 9788501089625  Ano: 2010  Número de páginas: 406

Outras sugestões de livros nesse blog próprios para presentes podem ser vistas clicando    AQUI.








%d blogueiros gostam disto: