Filhotes Fofos — Coala

6 02 2011

—-

—-

Um coala de nove meses de idade, se segura firme nas costas de sua mamãe, no Zoológico Metroparks, em Cleveland no estado de Ohio, EUA.


Ações

Information

2 responses

6 02 2011
Maria de Fatima Moraes Rodrigues

Amiga Peregrina, não consigo imaginar nada mais belo! Uma bela representação dos cuidados maternos em todas as espécimes!

A diversidade do seu trabalho é fascinante!

Afetuosos abraço.

7 02 2011
peregrinacultural

Querida Maria de Fátima, obrigada pela visita e comentário.

Recentemente li um livro, Trem noturno para Lisboa, de que gostei imensamente, mas sobre o qual estou achando difícil escrever [em geral só escrevo sobre livros de que realmente gosto]. Nesse livro, que não é de leitura particularmente fácil, o autor Pascal Mercier explora a multiplicidade de “pessoas” ou de “personalidades” que há dentro de todos nós e que por razões diversas não se manifestam: ao longo de nossas vidas escolhemos colocar certos interesses de lado, adubar outros. Essas escolhas formam um caminho que limita aqui e explande ali. Raremente damos vazão aos nossos outros personagens, como Fernando Pessoa deu aos outros poetas dentro de si mesmo.

Sou muito curiosa e tive a oportunidade, que nem todos têm, de dar vazão às minhas curiosidades e assim dar assistência às perguntas que me ocorrem. Papai era um cientista, professor de Química e de Física. A formatura dele em Física já foi bem mais tarde. Eu tinha uns 10-11 anos quando fui a formatura dele. Lembro-me bem. Curiosíssimo para uma criança presenciar isso, principalmente sabendo que ele já era formado e já dava aulas, Químico Industrial. Minha mãe era professora de línguas, formada em Letras, naquela época chamadas de Neo-Latinas. Ela ensinava Português e Espanhol, mas dominava bem o Francês. Ensinou pouco por 2 motivos: filhos, e sua maior paixão: as artes plásticas. Foi uma artista que nunca se consagrou, mas que pintou a vida inteira. Tendia ao abstracionismo, depois de anos dedicados ao desenho figurativo. Com essas influências e sendo a filha mais velha (mesmo que nem sempre a mais sábia) muito incentivo foi dado para qualquer das minhas curiosidades. Por papai eu teria seguido uma carreira nas ciências exatas. Por causa dele, nunca deixei de lado o mundo das Ciências, principalmente as Biológicas e a Astronomia. mas hoje essa última anda um pouco acima da minha capacidade de entendimento completo. Por influência de minha mãe fui a muitos museus e galerias de arte a vida inteira. Estranho que eu tenha me tornado uma historiadora, porque não fui boa aluna de História, quando ainda adolescente. Esse interesse passou a ser mais desenvovido depois de adulta. Talvez com maior compreensão do que havia nos levado até onde estávamos… rs… Nem sempre um bom lugar… Como a nossa ditadura! rs…

O destino me levou a sair do Brasil, muito jovem, casada com um também jovem economista que ia fazer o seu curso de doutoramento fora do Brasil. Esse momento foi crucial para que muito da minha diversidade de interesses se acentuasse. Tive que aprender uma nova língua, aprender a ver o mundo por um novo ângulo. Esse casamento teve sucesso por 10 anos. Mais tarde, casei-me com um estrangeiro, também intelectual. Mais oportunidades de aprender a ver o mundo de maneiras diferentes. Daí em diante, a carreira de meu marido nos levou a morar em diversos lugares do mundo o que só aumentou esta exposição a outras coisas, outras maneiras de ser. E aos interesses diversos.

Acho que assim consigo explicar a multiplicidade de interesses. O caso dos FILHOTES FOFOS, veio como sugestão de uma menina que segue as poesias infantis do blog. Não a conheço pessoalmente, só sei que mora no estado de Goiás. Como eu gosto muito de fotografias e ela gosta muito de animais “fofos” — como ela mesma me explicou — tenho selecionado alguns deles. De vez em quando, principalmente nos fins de semana, quando não me sinto como escrevendo muito, lá vai um FILHOTE FOFO para a Suzana. Nem sei se ela já cresceu e mudou de idéia sobre as postagens, mas elas agradam a quase todos.

Obrigada pelas suas palavras, sempre gentis e de grande incentivo. Um beijinho, Ladyce

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: