Para uma estátua — poesia de Gracia Levine

13 03 2011

Mulher sentada, cerca de 1890

Jean-Léon Gerome ( França 1824-1904)

Mármore policromado

Museu do Instituto de Arts de Detroit

—–

—–

Para uma estátua

                                           Gracia Levine

—-

Acorda!

É meia-noite!

A lua brilha no teu mármore branco.

—-

Nua,

teu rosto deitado

nos braços

dobrados sobre os joelhos erguidos,

ninguém está aqui, agora,

para olhar-te

em teu pedestal.

—-

Em: Poesia Simplesmente, [coletânia de diversos poetas] com prefácio de Roberto Pontes, 1999





Imagem de leitura — Lily Furedi

13 03 2011

Metrô, 1934

Lily Furedi (Hungria, 1896-1969)

óleo sobre tela, 99 x 123 cm

American Art Museum, Smithsonian Institution

—-

Lily Furedi nasceu em Budapeste em 1896.  Morreu em Nova York em 1969.  Muito pouco é sabido a respeito da pintora dessa maravilhosa tela.  Não há concordância nem mesmo sobre a data de nascença.  Alguns dão 1901, enquanto outros dão 1896.  Mantenho aqui as informações do museu da  Smithsonian Institution, onde este quadro se encontra.  Como Lily Furedi emigrou para os Estados Unidos é possível que tenha havido troca de datas.  É possível também que tenha emigrado durante a 1ª Guerra Mundial, já que este quadro de 1934, retrata o metrô de Nova York.  Quem souber de mais dados sobre a pintora, por favor contatar-me.








%d blogueiros gostam disto: