Duas irmãs, uma maravilhosa dupla, em Uma bela escapada, de Anna Gavalda

22 08 2011

A leitura, 1889

Pierre Auguste Renoir ( França, 1841-1919)

pastel sobre papel

Segue abaixo uma passagem que achei particularmente charmosa, na descrição de duas irmãs, (Lola e Garance) do livro Uma bela escapada, de Anna Gavalda, [Rocco: 2011] traduzido do francês por Pedro Afonso Vasquez, cuja resenha postei no dia 11 deste mês.  Para aqueles que se preocupam com a boa escrita, com o exercício de narração, esse é um exemplo maravilhoso de texto de comparação e contraste.  Este é um livro muito pequenino, 140 páginas, mas cheio de preciosos momentos.  Vejam, Garance descevendo a irmã Lola  e a si mesma…

Hoje ela é minha melhor amiga. Aquela parada tipo Montaigne  e La Boétie, sabem como é…   Porque era ela, porque era eu.  E o fato de que essa jovem mulher de trinta e dois anos seja minha irmã mais velha é puramente anedótico.  Digamos que no sentido que nós não perdemos tempo ao tentar nos encontrar. 

Para ela os Ensaios, as super teorias em que uma pessoa é punida por se obstinar e que filosofar é aprender a morrer.  Para mim, o Discurso sobre a servidão voluntária, os abusos infinitos e todos esses tiranos que são grandes apenas porque estamos de joelhos.  Para ela, o verdadeiro conhecimento, para mim os tribunais.  Para ambas, a impressão de ser a metade de um todo e que uma sem a outra não passaria de uma metade.

No entanto, somos muito diferentes…  Ela tem medo da própria sombra, eu sento em cima dela.  Ela copia sonetos, eu faço downloadsde música na internet.  Ela admira os pintores,  eu prefiro os fotógrafos.  Ela nunca diz o que está realmente pensando, eu digo tudo que me passa pela cabeça.  Ela não gosta de conflitos, eu gosto que as coisas estejam bem claras.  Ela gosta de ficar “um pouco alta”, eu prefiro beber seriamente.  Ela não gosta de sair, eu não gosto de voltar.  Ela não sabe se divertir, eu não sei dormir.  Ela não gosta de jogar, eu não gosto de perder.  Ela tem enormes braços protetores, eu tenho a bondade um pouco escaldada.  Ela nunca se irrita, eu sempre perco o juízo.

Ela afirma que o mundo pertence aos que se levantam cedo da cama, eu suplico que ela fale mais baixo.  Ela é romântica, eu sou pragmática.  Ela é casada, eu vivo ciscando. Ela não consegue dormir com um homem pelo qual não esteja apaixonada, eu não posso dormir com um homem que não use camisinha.   Ela…  Ela precisa de mim e eu preciso dela.

Ela não me julga.  Ela me aceita como sou, com minha tez acinzentada e minhas idéias negras, ou com minha tez rosada e minhas idéias floridas.  Lola sabe o que é uma grande vontade de um longo ou de saltos altos.  Ela compreende  o prazer que existe em aquecer ao máximo um cartão de crédito e de se culpabilizar até a morte quando ele se esfria.  Lola me mima.  Ela segura a cortina quando estou no provador e diz que sou linda e que não, minha bunda não está grande demais.  Ela sempre me pergunta como andam os meus amores e sempre fica emburrada quando falo dos meus amantes. 

….

Páginas: 48-50

Notas do tradutor:

Ensaios: [“Les Essais”] foi a principal obra do escritor e filósofo francês Michel de Montaigne  (1533-1592), composta por três volumes de conteúdo bastante variado e redigidos entre 1572 e 1595.

Discurso sobre a servidão voluntária [“Discours de la servitude volontaire”] obra panfletária sobre o absolutismo, escrita aos 18 anos de idade por Etienne de la Boétie (1530-1563), porém publicada apenas postumamente, em 1576.  La Boétie era grande amigo de Montaigne, que o acompanhou até o leito de morte e foi o responsável pela posterior difusão de sua obra.

Nota da peregrina:

Essas obras de autores franceses fazem parte da leitura obrigatória em filosofia dos cursos de ensino médio com concentração em literatura e filosofia na França.  O leitor francês, para quem a obra é dirigida, estaria facilmente familiarizado com os princípios de cada uma das obras citadas.


Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: