O cisne, poesia para a infância de Manoel Moreyra

16 02 2012

Cisnes, ilustração de R. Bruce Horsfall, para a revista American Girl, agosto de 1936.

O cisne

Manoel Moreyra

No cristal azul do lago,

a mancha branca de um cisne,

airoso, altivo, elegante,

parecendo feito a giz,

vai deslizando, ao afago

suavíssimo da brisa,

numa indolência tranquila

que a paz da vida bendiz.

Nos lagos azuis do Sonho,

quem vive assim — é feliz…

Em: Poesia brasileira para a infância, coletadas por Cassiano Nunes e Mário da Silva Brito, São Paulo, Saraiva: 1968 — Coleção Henriqueta.

Manoel Moreyra nasceu em Arouca, Portugal em 23 de setembro de 1904, tendo vindo muito criança para o Brasil.   Considerava-se braisleiro.  Sua mãe, viúva,, trabalhadora infatigável , não pode, infelizmente financiar-lhe os estudos.  Menino ainda Moreyra  ingressou na Inglêsa, (S.P.R.) em Santos, como empregado.  Publicou seu primeiro livro de versos,  Rosas do meu sonho, na década de 1920.   Sua poesia é simples, clara, natural.  Sempre exigiu seu nome soletrado com Y.  Viveu em Santos, colaborando para o tradicional jornal santista, A Tribuna.  [ Informações do livro mencionado acima]


Ações

Informação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: