O galo, poesia de José Paulo Moreira da Fonseca

26 07 2012

Galo cantando, ilustração de Walter Tomlin, capa da Revista House & Garden, de julho de 1927.

O galo

José Paulo Moreira da Fonseca


Antes do rubor da aurora

O teu vermelho canto se ergue em flamas

Ferindo a noturna paisagem, mas tão rude e sôfrego

Que dir-se-ia tudo perdido. E o repetes

E um novo cantar, ao longe, nos relembra a imensidão das sombras.

Em: Antologia Poética, José Paulo M. F., Rio de Janeiro, Leitura: 1968





Palavras para lembrar — Anthony Trollope

26 07 2012

Tintin no Novo Mundo, 1993

Roy Lichtenstein (EUA, 1923-1997)

Litografia baseada no desenho de capa

para o livro do mesmo nome de Frederic Tuten

“O hábito da leitura é o único prazer sem substâncias exógenas; permanece mesmo quando todos os outros se esvaem”.

Anthony Trollope








%d blogueiros gostam disto: