Quadrinha da fala da música

24 03 2013

serenata na rede

Ilustração de Harrison Fisher.

Da música a melodia
diz, pela alma falando,
mais do que a boca diria
muitas horas conversando.

(António Aleixo)





O dicionário digital, nosso espelho

24 03 2013

Luca_signorelli,_cappella_di_san_brizio,_poets,_dante_01 fresco

Dante Alighieri, 1499-1502  [DETALHE]

Luca Signorelli (Itália, 1445-1523)

Afresco,  Capela de San Brizio

Catedral de Orvieto, Itália

Fiquei encantada com o curioso artigo de Jennifer Howard, In the Digital Era, our Dictionaries read us, [Na era digital, nossos dicionários nos lêem], publicado esta semana no The Chronicle of Higher Education.  Foi só lendo esse artigo que percebi a facilidade com que um dicionário pode hoje ser e estar atualizado. Mas, muito mais interessante do que isso, descobri que os dicionários online, além de monitorar as palavras procuradas pelos visitantes,  conseguem saber  por  que esses leitores procuram, desenvolvendo assim um retrato preciso das preocupações humanas num determinado momento.

Essa interação digital permite que os dicionários se atualizem quase instantaneamente.  Além disso oferece um retrato da sociedade, do momento por que as pessoas passam.   Desse modo, os dicionários se transformam também em um espelho cultural das sociedades a que servem.  Quando grandes calamidades públicas, por exemplo, afetam uma área do planeta a busca por palavras referentes ou usadas nas descrições dos noticiários do acontecimento  aumenta.  Assim, usando como exemplo os deslizamentos de terra durante a estação das chuvas, poderíamos encontrar procuras no dicionário por palavras tais como:  erosão, terraço, fluxo de detritos, e assim por diante.   Com esses dados é fácil perceber quando o interesse por um assunto começa assim como o momento em que naturalmente começa a ser esquecido.

Esse retrato da sociedade, de seus interesses e de suas preocupações é de grande valia para os estudos sociológicos. Mas também tem conseqüências que ainda não foram medidas para ações sociais, para política e para o marketing de produtos e idéias.   Um bom assunto para não se deixar de lado.








%d blogueiros gostam disto: