Quadrinha da chegada da primavera

25 08 2013

Inverno, gaston-marechaux-1918-the-departure-elegant-hprints-comIlustração Gaston Maréchaux, 1918.

É Inverno … mas, que importa ?
Estou sempre à tua espera.
Quando chegas e abro a porta,
entra junto a Primavera…

(Déspina Athanásio Perusso)





A grande lição de Dora, em Os Rodriguez, de Sra. Leandro Dupré

25 08 2013

Eliseu Visconti, BARONESADEGUARAREMAOSM20x131892COLEOPARTICULARBaronesa de Guararema, 1892

Eliseu Visconti (Itália, 1866 — Brasil, 1892)

óleo sobre madeira, 21 x 13 cm

Coleção Particular

“Compreendeu que saber viver é um dom, uma sabedoria; saber dar valor a fatos que à primeira vista parecem insignificantes, mas que no fundo são de grande valia é uma virtude. Lembrava os conselhos do pai: “quando você estiver triste, seja qual for o motivo, pense nas coisas piores que poderiam ter acontecido e não aconteceram. Pense naqueles que estão sofrendo muito mais que você, nos doentes incuráveis, nos aleijados, nos infelizes e nos indigentes.”

Rira desses conselhos, achara o pai simples, quase pueril, quando dizia: “Procure dar valor às coisas simples da vida, aos pequenos prazeres que estão ao seu alcance; uma hora de boa leitura, uma refeição agradável, uma linda música. Cultive as boas amizades, lembre-se de que a amizade sincera é um bem precioso. Lembre-se de que uma hora de solidão faz bem a quem tem o espírito inquieto, perturbado; lembre-se de que tudo há de vir a tempo, não corra ao encontro de nada, não force os fatos, pode sofrer desilusões. Filha, se toda gente soubesse dar valor a pequenos fatos, a vida seria um paraíso.”

Errara. Não cultivara a flor do espírito. Só dera valor aos grandes bens materiais que o dinheiro pode comprar e desdenhara os bens espirituais. E agora que perdera a fortuna…tinha a impressão de que nada mais ficara, perdera tudo… Poderia ter possuído ambos e agora no fim reter alguma coisa… Não. Não tinha amizades, nem o amor dos filhos. Tinha Dorita, apenas Dorita… Não… Não perdera tudo. A esse pensamento, seu rosto contraiu-se num sorriso quase alegre; ficara aquele anel de valor inestimável, e apertava-o nervosamente contra o peito.

Sorriu ao sentir junto ao corpo o saquinho de pano que fizera naquela tarde para guardar a pedra resplandescente.”

Em: Os Rodriguez, Sra. Leandro Dupré [Maria José Dupré], São Paulo, Editora Saraiva: 1958; 6ª edição, pp,220-221.





Natureza maravilhosa — aranha joaninha

25 08 2013

KONICA MINOLTA DIGITAL CAMERA Aranha Joaninha. Foto: Wikipedia –

A aranha-joaninha é natural da Europa, desde os países bem ao norte, como a Noruega e a Inglaterra até o norte da Itália. E quem é bonito assim, é o macho, que também é bem pequenino, de 6 a 9 mm, enquanto a fêmea da espécie é maior e menos atraente.  Seu nome científico é Eresus Sandaliatus. Na Inglaterra é considerada uma expécie em perigo de extinção, por falta de habitat.  Está protegida pelas leis ambientais inglesas desde 1981.








%d blogueiros gostam disto: