Sinfonia cotidiana, poema de J. G. de Araújo Jorge

29 09 2013

Reynaldo Fonseca, Senhora ao piano, 1985, óleo sobre papel, 70x 70 cmSenhora ao piano, 1985

Reynaldo Fonseca (Brasil, 1925)

óleo sobre papel, 70 x 70 cm

Sinfonia cotidiana

J. G. de Araújo Jorge

A manhã surge

aos sons do Concerto nº 1 de Grieg

no rádio madrugador de meu vizinho.

A tarde chega

acampanhada pelo Prelúdio  nº 24 de Chopin,

num piano sem lugar.

A madrugada se embala

com a música do mar.

Em: A outra face: poesia, J. G. de Araújo Jorge, Rio de Janeiro, Editora Vecchi: 1957, p. 157


Ações

Information

3 responses

3 10 2013
musicaefantasia

Putz, J. G. de Araujo Jorge ! Mestra, ocê foi buscar esse poeta no fundo do baú ! 😎

3 10 2013
peregrinacultural

🙂

3 10 2013
musicaefantasia

Alguns dos poetas que faziam muito sucesso antes, hoje estão esquecidos.

Alguém ainda lembra de Augusto dos Anjos ?

Muito vendido, principalmente entre adolescentes. Vendia mais do que a Bíblia !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: