Imagem de leitura — Pierre-Eugène Clairin

18 04 2015

 

pierre-eugene-clairin-la-lecture-tableauA leitura, 1938

Pierre-Eugène Clairin (França, 1897-1980)

óleo sobre tela, 46 x 61 cm

 





Flores para um sábado perfeito!

18 04 2015

Di Cavalcanti (1897-1976) Vaso com flores, ost, 1936, 0,62x0,60, Palácio Bandeirantes, São PauloVasos com flores, 1936

Di Cavalcanti (Brasil, 1897-1976)

óleo sobre tela, 62 x 60 cm

Acervo do Palácio Bandeirantes, São Paulo





Trova da Inconfidência Mineira

18 04 2015

 

 

LUIZ DE ALMEIDA JÚNIOR (1894-1970)Casario e igrejas em Ouro Preto-MG,1963,ost, 50 X 60Casario e igrejas em Ouro Preto, MG, 1963

Luiz de Almeida Júnior (Brasil, 1894-1970)

óleo sobre tela, 50 x 60 cm

 

 

Delatando os insurgentes,
Joaquim Silvério, o vilão,
não traiu só Tiradentes,
traiu toda uma Nação.

 

(Campos Sales)





Curiosidade: desde quando fazemos ferraduras para os cavalos?

18 04 2015

 

 

Aldir Mendes de Souza (1941-2007)Arando a terraSerigrafia, 2-100,45 x 65 cmArando a terra

Aldir Mendes de Souza (Brasil, 1941-2007)

serigrafia, tiragem de 100, 45 x 65 cm

 

 

O uso do arado no norte da Europa só começa a ser generalizado no início da Idade Média e foi o primeiro dos principais elementos da revolução agrícola da época.  O segundo e o terceiro elementos, que ajudariam nessa revolução da agricultura, e que também auxiliaram nas conquistas militares,  foram os arreios e a ferradura para os cavalos.  Não se sabe a data precisa do uso de ferraduras de ferro.  Ferro era um metal valioso e era, quase sempre, derretido para fazer novos objetos. Estima-se que as ferraduras de ferro, presas com pregos tenham aparecido durante o século IX.








%d blogueiros gostam disto: