Nossas cidades — Itanhaém

15 06 2015

 

 

Daniel Penna, (Brasil, São Paulo, 1951) Igreja Matriz, Itanhaém, 2004, ost, 40 cm X 50 cmIgreja da Matriz, Itanhaém, 2004

Daniel Penna (Brasil, 1951)

óleo sobre tela, 40 x 50 cm





Cacto, poesia de Mauro Mota

15 06 2015

 

cactus 8

 

Cacto

 

Mauro Mota

 

 

Insólito, agressivo,

de pudor botânico:

cacto.

 

Espantalho

da chuva,

bandido xerófilo,

muitiapunhalante.

 

A língua

dura e espinhenta

lambe e fere

o ígneo vento.

 

Cacto de aço

verde árido.

Mas

com o pranto nas raízes

e o impacto cromático

da flor cactácea

que se

abre neste mormaço.

 

 

Em:  Antologia Poética, Mauro Mota, Rio de Janeiro, Editora Leitura:1968, p. 79





Em três dimensões: mármore século XVI

15 06 2015

 

1417520900749134Anfitrite dormindo, século XVI

Anônimo, Itália, Roma ou Florença

Mármore,  79 x 35 cm

 

Anfitrite era a esposa de Poseidon (Grécia) ou Netuno (Roma), assim tornou-se a Deusa dos Mares. Isso explica o golfinho servindo de travesseiro para a deusa adormecida.








%d blogueiros gostam disto: