Oito pequenos notáveis: livros inesquecíveis com menos de 200 páginas

8 09 2015

 

 

Still Life (French Novels) painting by Vincent van Gogh (c. 1888 Paris, France) Van Gogh Museum, Amsterdam, NetherlandsRomances franceses, 1888

Vincent van Gogh (Holanda, 1853-1890)

óleo sobre tela, 73 x 53 cm

Museu van Gogh, Amsterdam

 

 

Tendo lido recentemente O sentido de um fim, de Julian Barnes, uma obra com meras 156 páginas, resolvi listar outras pequenas joias literárias que se apresentam de maneira sucinta e que nem por isso perdem o verdadeiro objetivo da boa literatura: mover o leitor a refletir.   Assim aqui vai mais uma lista para quem segue o blog, escolhido pela Peregrina.

 

Pequenos notáveis

Livros inesquecíveis com menos de 200 páginas

 

 

EM ORDEM ALFABÉTICA

 

As Avós de Doris Lessing

 

avc3b3s
Billy Budd, marinheiro de Herman Melville

 

ArquivoExibir.aspx
A Casa de Papel de Carlos Maria Dominguez

 

A_CASA_DE_PAPEL_1277433062B
A Fera na Selva de Henry James

 

A_FERA_NA_SELVA_1313554751B

O Sentido de um fim de Julian Barnes, obra vencedora do Man Booker Prize de 2011.

 

O_SENTIDO_DE_UM_FIM_1339789896B

A Trégua de Mário Benedetti

 

A_TREGUA_1235086376B

Vermelho Amargo de Bartolomeu Campos de Queirós

 

VERMELHO_AMARGO_1305813947B
24 horas na vida de uma mulher, de Stefan Zweig

 

24_HORAS_NA_VIDA_DE_UMA_MULHER_1265039258B

 

 

Mais algum que deixei de lado?  Tem que ser sensacional.  Obras com menos de 200 páginas existem aos borbotões.  Mas que deixem marcas no coração?

 








%d blogueiros gostam disto: