Dia da árvore, uma homenagem: a árvore na pintura do Brasil

21 09 2015

 

Alexandre Reider - óleo sobre tela - 0,20x0,24 cmPaisagem

Alexandre Reider (Brasil, 1973)

óleo sobre tela,  20 x 24 cm

 

ALFREDO VOLPI - (1896 - 1988) Paisagem, osc, 34x26Paisagem

Alfredo Volpi (Itália/Brasil, 1896-1988)

óleo sobre cartão, 34 x 26 cm

 

 

BENEDITO, LUIZI (1933) - Paisagem Serrana com Estradinha,ost, 50 x 70.Paisagem serrana com estradinha

Benedito Luizi (Brasil, 1933)

óleo sobre tela, 50 x 70 cm

 

Bruno Bronislaw Lechowski (1887–1941),Paisagem

Bruno Bronislaw Lechowski (Polônia/Brasil, 1887–1941)

óleo sobre tela

 

 

BustamenteSa,Flamboyant,osm,1944,25x20Flamboyant, 1944

Rubens Bustamante Sá (Brasil, 1907-1988)

óleo sobre madeira, 25 x 20 cm

 

COCULILO, FRANCISCO - óleo stela, datado 46, medindo, 44 cm x 38 cmIpê amarelo com Baía de Guanabara ao fundo, 1946

Francisco Coculilo (Brasil, 1895-1945)

óleo sobre tela, 44 x 38 cm

 

 

Edson Lima (1936-2000) - Cajueiro e lazer - Óleo sobre tela - 50 x 67 cm - 2000Cajueiro e lazer, 2000

Edson Lima (Brasil, 1936-2000)

óleo sobre tela, 50 x 67 cm

 

FANG (Fang Chen-Kong) (1931) Paisagem. o.s.t. - 40 x 50 cm. .AssinadoPaisagem

Fang  [Fang Chen-Kong] (China/Brasil, 1931)

óleo sobre tela, 40 x 50 cm

 

Fulvio PENNACCHI (Brasil, 1905 - 1992)Árvore com pássaros,1986,técnica mista sobre placa de pedra, 44 x 28 cmÁrvore com pássaros, 1986

Fúlvio Pennacchi (Brasil, 1905-1992)

técnica mista sobre placa de pedra,  44 x 28 cm

 

 

GONÇALO IVO,Campo Cultivado,ost, outubro,1999Vargem Grande – Sítio S. João no verso35 x 24 cmCampo cultivado, 1999

Gonçalo Ivo (Brasil, 1924)

óleo sobre tela, 35 x 24 cm

 

 

Ricardo Schulz - óleo sobre tela - 35 x 24cmSem título

Ricardo Schulz (Brasil, 1946)

óleo sobre tela, 35 x 24 cm

 





Nossas cidades: Ribeirão Preto

21 09 2015

 

 

2012_Modelo_50_Palacio_Rio_BrancoPalácio Rio Branco, 2012

Beto Candia (Brasil, contemporâneo)

aquarela e bico de pena sobre papel

Beto Candia





Cântico das árvores, poesia de Olavo Bilac, no Dia da Árvore

21 09 2015

 

 

Plantar, Britta Barlow, GoodHousekeeping1927-05Ilustração de Britta Barlow, Revista Good Housekeeping, maio de 1927.

 

 

Cântico das árvores

 

Olavo Bilac

 

 

Quem planta uma árvore enriquece

A terra, mãe piedosa e boa:

E a terra aos homens agradece,

A mãe os filhos abençoa.

 

A árvore, alçando o colo, cheio

De seiva forte e de esplendor

Deixa cair do verde seio,

A flor e o fruto, a sombra e o amor.

 

Crescei, crescei na grande festa

Da luz, de aroma e da bondade,

Árvores, glória da floresta!

Árvores vida da cidade!

 

Crescei, crescei sobre os caminhos,

Árvores belas, maternais,

Dando morada aos passarinhos,

Dando alimento aos animais!

 

Outros verão os vossos pomos:

Se hoje sois fracas e crianças,

Nós, esperanças também somos

Plantamos outras esperanças!

 

Para o futuro trabalhamos:

Pois, no porvir, novos irmãos,

Hão de cantar sob estes ramos,

E bendizer as nossas mãos!

 

-x-

Este poema foi musicado pelo maestro Francisco Braga.

 

Em:  Apologia da árvore, Leonam de Azeredo Penna, Rio de Janeiro, IBDF: 1973, p. 137.

 








%d blogueiros gostam disto: