Imagem de leitura — Arie Azene

30 03 2016

 

 

Arie Azene (Israel, 1934) Blue Chairs Cafe, tecnica mistaBlue Chairs Cafe

Arie Azene (Israel, 1934)

técnica mista, 3-D, 120 x 84 cm





Hoje é dia de feira: frutas e legumes frescos!

30 03 2016

 

 

CLÁUDIO VALÉRIO TEIXEIRA, Penca de Bananas,óleo s madeira, ass. e dat. 1979, 14 x 25 cmPenca de bananas, 1979

Cláudio Valério Teixeira (Brasil, 1949)

óleo sobre madeira, 14 x 25 cm





O amor de Rafael: La Fornarina, ou Margarita Luti

30 03 2016

 

La_donna_velata_v2Jovem com véu [Margarita Luti], 1516

Rafael Sanzio (Itália, 1483-1520)

óleo sobre madeira, 82 x 61 cm

Palazzo Pitti, Florença

 

 

Há dois meses postei uma nota de Stendhal sobre um quadro de Rafael Sanzio, pintor da Renascença italiana. Era o retrato de  uma jovem mulher, provavelmente de sua amante, conhecida como La Fornarina [a padeira, ou a filha do padeiro]. A paixão de Rafael por Margarita Luti, a jovem retratada foi amplamente conhecida. Vasari — autor da primeira compilação das vidas dos artistas italianos — não a menciona mas se referiu a Rafael como um homem que gostava muito da companhia de mulheres, um sedutor. Mais tarde, depois da morte de Rafael, em publicações posteriores o nome de Margarita Luti foi ligado ao de Rafael.  Nunca houve identificação clara de que essa modelo era de fato Margarita.  O artista pintou diversos retratos em que essa jovem aparece, mas não há até agora prova concreta de identificação.

Jovem com véu de 1516, mostra Rafael no seu melhor estilo.  Grande delicadeza na pintura dos tons de pele, nas cores, prestimoso retratar dos tecidos. Um cuidado muito acima dos já espetaculares retratos anteriores.

 

FornarinaLa Fornarina, ou Retrato de uma jovem mulher, 1519

Rafael Sanzio (Itália, 1483-1520)

óleo sobre madeira, 85 x 60 cm

Galleria Nazionale d’Arte Antiga, Palazzo Barberini, Roma

 

No retrato do Palácio Barberini em Roma, posterior ao encontrado  no Palazzo Pitti, vemos um Rafael mais enfatuado com sua modelo?  Sem qualquer joia exceto a pérola no cabelo,que já aparecia no retrato anterior, acima, e a fita azul amarrada no braço, local que Rafael escolheu para assinar a obra; com um belo turbante oriental, última moda na época, a jovem seminua parece fazer um pequeno esforço para cobrir os seios. É uma pose  associada às esculturas de Vênus, cujas cópias romanas dos originais gregos estavam à disposição do pintor. Vênus a deusa do amor é assim associada ao retrato da jovem mulher.

Mais tarde, depois da morte de Rafael, foi descoberta na Vila Hadriana em Tívoli, uma escultura em mármore, de origem grega, provável cópia de Praxíteles, cuja pose muito se assemelha à pintura de Rafael.

 

Mediceische Venus / griech.Plastik - Medicean Venus / Greek Sculpt./ C1st BC - Venus dite de Medicis / Statue grecque Vênus, dita Vênus de Médici, século I a.E.C.
Cleomenes , d’après Praxíteles
Mármore, 153 cm de altura
Encontrada em 1680 na Vila Hadriana, Tívoli
Galleria degli Uffizi, Florença





Ao pé da letra, um grupo irmão, uma consequência do Papalivros

28 03 2016

 

Trude Waehner (Áustria, 1900-1979), Margret Grump,ost,61 x 50 cmMargret Grump

Trude Waehner (Áustria, 1900-1979)

óleo sobre tela, 61 x 50 cm

 

 

Ontem foi o dia do primeiro encontro do novo grupo de leituras chamado Ao pé da letra.  Este grupo, que já começa lotado e com fila de espera, é resultado direto do Papalivros, que em abril deste ano completa 13 anos de atividade ininterrupta, ou seja 156 livros lidos.

Por causa da página do Papalivros neste blog sempre tivemos uma fila de espera.  Mas ultimamente a fila de espera estava muito longa com mais de 55 pessoas, só aqui no Rio de Janeiro.  Assim resolvi ver se consigo, e acho que conseguirei, orquestrar mais um grupo.

Como aconteceu no primeiro grupo, este começa com membros de ambos os sexos, com pessoas dos mais variados caminhos que têm o amor à leitura e que gostariam de discutir, conversar, expressar suas opiniões a respeito daquilo que leem, enquanto forjam novas amizades, novos conhecimentos.

Começamos com um número maior do que o previsto para um bom desenrolar das funções, porque a experiência diz que muitos imaginam ter mais tempo do que de fato dispõem. Manter a leitura de um livro por mês pode ser mais difícil do que se imagina.

Ao pé da letra, assim como Papalivros, terá uma página neste blog.  Mantivemos no grupo quase tudo que deu certo no outro grupo. A frequência dos encontros, a localização, o tipo de discussão, a maneira de avisar, o horário.  Mas sobretudo a vontade de conexão com o outro.

A seleção de livros é democrática, com sugestões vindas dos membros.  Assim como a definição dos estilos de leitura.  Enquanto o Papalivros se concentra exclusivamente em literatura contemporânea,  o Ao pé da letra abrirá os horizontes para incluir biografias, história e outros estilos.

A primeira leitura foi Um homem chamado Ove, de Fredrick Backman, estipulado pelo Papalivros.  A segunda, a de abril é Infiel, de Ayaan Hirsi Ali.

Você poderá acompanhar os títulos escolhidos pelo grupo através da página neste blog.

Parabéns a todos os participantes.  Foi um prazer — verdadeiro — conhecê-los ontem.  Boa sorte e boas leituras.  Que este grupo tenha tanto sucesso quanto seu irmão mais velho.





Domingo, um passeio no campo!

27 03 2016

 

 

PAULO ROSSI OSSIR,Paisagem Interiorana,óleo s tela, 1936,64 x 79,3 cmPaisagem interiorana, 1936

Paulo Cláudio Rossi Osir (Brasil, 1890-1956)

óleo sobre tela, 64 x 79 cm





Flores para um sábado perfeito!

26 03 2016

 

JENNER AUGUSTO - (1924 2003) - Vaso de Flores, litogravura - 90 x 63 cm. Assinado e datado 87 e num. 50-100.Vaso de Flores, 1987

Jenner Augusto [da Silveira] – (Brasil, 1924 2003)

litogravura – 90 x 63 cm

Tiragem: 100





Rio de Janeiro, cidade olímpica!

25 03 2016

 

 

MAURO BANDEIRA DE MELLO (1960). Panorama de Santa Tereza-Rio,ost, 38 x 55. Assinado no c.i.e. e no verso (1996)Panorama de Santa Tereza, RJ, 1996

Mauro Bandeira de Melo (Brasil, 1960)

óleo sobre tela, 38 x 55cm

 








%d blogueiros gostam disto: