Na roça, soneto de Gonçalves Crespo

3 03 2016

 

 

Eliseu Visconti, OVITELOOST1889COLPARTICULARO vitelo, 1889

Eliseu Visconti (Itália/Brasil, 1866-1944)

óleo sobre tela

Coleção Particular

 

 

Na roça
ao Dr. Luiz Jardim

 

Gonçalves Crespo

 

 

Cercada de mestiças, no terreiro,

Cisma a Senhora Moça; vem descendo

A noite, e pouca a pouco escurecendo

O vale umbroso e o monte sobranceiro.

 

Brilham insetos no capim rasteiro,

Vêm das matas os negros recolhendo;

Na longa estrada ecoa esmorecendo

O monótono canto do tropeiro.

 

Atrás das grandes, pardas borboletas,

Crianças nuas lá se vão inquietas

Na varanda correndo ladrilhada.

 

Desponta a lua; o sabiá gorjeia;

Enquanto às portas do curral ondeia

A mugidora fila da boiada.

 

1869

 

 

Em: Obras Completas, Gonçalves Crespo, Livros de Portugal, s/d, Rio de Janeiro, p. 114.


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: