Domingo, poesia de Maria Thereza de Andrade Cunha

17 07 2016

 

Dia chuvoso, Cover illustration of the Sunday Magazine of the Minneapolis Journal (February 28, 1915)Dia de chuva, Capa da Revista de Domingo do Minneapolis Journal, 1915.

 

 

Domingo

 

Maria Thereza de Andrade Cunha

 

 

Domingo tristonho, de chuva, de vento.

Domingo de tédio, domingo nevoento.

Não vens. Todo o dia te espero, cansada;

Casais amorosos lá vão, na calçada,

E eu fico sozinha. Não vens.

Abandono…

Domingo de tédio, de bruma, de sono.

As mãos muito frias, a fronte pendida,

— Domingo sem cores… Domingo sem vida… —

Vidraça gelada que aos poucos se embaça:

Meu rosto apoiado de encontro à vidraça,

E a rua tão longa, tão triste, tão fria…

— Domingo chuvoso, de lenta agonia…

 

 

Em:  É primavera… escuta., Maria Thereza de Andrade Cunha, Rio de Janeiro, 1949, p.106.

Salvar


Ações

Information

5 responses

17 07 2016
Domingo, poesia de Maria Thereza de Andrade Cunha — Peregrinacultural’s Weblog | O LADO ESCURO DA LUA

[…] via Domingo, poesia de Maria Thereza de Andrade Cunha — Peregrinacultural’s Weblog […]

17 07 2016
AntimidiaBlog

Republicou isso em REBLOGADOR.

18 07 2016
mariel

Quem deixa assim, o outro esperando? E que mulher linda, sô!

21 07 2016
peregrinacultural

Pois, não é? Sim. Linda.

21 07 2016
mariel

É, pois.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: