Rio de Janeiro, cidade olímpica!

30 09 2016

 

 

geza-heller-rio-de-janeiro-panoramaPanorama da Cidade do Rio de Janeiro, Enseada de Botafogo, à direita torre da Igreja da Imaculada Conceição, sede do primeiro colégio para meninas na cidade, 1963

Geza Heller (Hungria/Brasil, 1902-1992)





Esmerado: Relógio francês, 1807

30 09 2016

 

 

kunsthandel_michael_nolte_artfinding_pendule_das_studium_der_astronomie_12247404797379O estudo da astronomia, 1807

França, Império, fabricante: Claude Galle

Relógio pêndulo, bronze dourado, mármore verde-mar

movimento de oito dias

Sino marca hora e meia hora.

Salvar





Imagem de leitura — Lilly Martin Spencer

30 09 2016

 

 

lilly-martin-spencer-the_war_spirit_at_home_-_celebrating_the_battle_at_vicksburgO espírito da guerra em casa: comemorando a Batalha de Vicksburg, 1866

Lilly Martin Spencer (EUA, 1822 -1902)

óleo sobre tela, 76 x 83 cm

Newark Museum





Quadrinha da Caravana

29 09 2016

 

66530-0Caravana com família

Rikhard-Karl Karlovich Zommer (Alemanha, 1866-1939)

óleo sobre tela, 52 x 93 cm

 

 

 

À caravana, que de longe vem

Cansada, a se arrastar num passo incerto,

As palmeiras do oásis oferecem

Um poema de sombras, no deserto.

 

 

(Maria Thereza de Andrade Cunha)

Salvar





Da doença, Muriel Barbery

29 09 2016

 

 

kathleen-ward-eua-contemp-barraca-vermelha-ost15-x-15-cm-2Barraca vermelha

Kathleen Ward (EUA, contemporânea)

óleo sobre tela, 15  x 15 cm

 

 

“Quando a doença entra num lar, não apenas se apodera de um corpo, mas tece entre os corações uma teia escura que soterra a esperança. Qual um fio de aranha enrolando-se em torno dos nossos projetos e da nossa respiração, a doença, dia a dia engolia nossa vida.”

 

 

Em: A elegância do ouriço, Muriel Barbery, São Paulo, Cia das Letras:2008, página, 76. [tradução de Rosa Freire d’Aguiar].





Minutos de sabedoria — Vicente Blasco Ibañez

28 09 2016

 

 

asantell-anthony-santellaMetrô

Anthony Santella (EUA, contemporâneo)

óleo sobre tela

www.anthonysantella.com

 

 

“Temos duas forças que nos ajudam a viver: o esquecimento e a esperança.”

 

Vicente Blasco Ibañez

 

 

vicente-blasco-ibanezVicente Blasco Ibañez (1867-1928)

 

Salvar

Salvar





Hoje é dia de feira: frutas e legumes frescos!

28 09 2016

benigno-jose-ribeiro-brasil1955-legumes-sobre-a-mesa-oleo-s-tela-33-x-41-1997Legumes sobre a Mesa, 1997

José Ribeiro Benigno (Brasil,1955)

óleo sobre tela, 33 x 41 cm





Imagem de leitura — Eugeniusz Eibisch

28 09 2016

 

 

eugeniusz-eibisch-polonia-1895-1987-leitura-1953-tempera-guache-sobre-tela-48-x-31cmLeitura, 1953

Eugeniusz Eibisch (Polônia, 1895 – 1987)

tempera e guache sobre tela, 48 x 31cm

 

Salvar

Salvar

Salvar





Mudança de estação, texto de Nagai Kafu

27 09 2016

 

 

tsuchiya-koitsu-woodblock-print-teahouse-yotsuya-arakiCasa de chá, Yotsuya, Araki, 1937

Tsuchiya Koitsu, (Japão, 1870-1949)

xilogravura policromada

 

 

 

“Com o inverno se aproximando, as pessoas já não usavam mais quimonos leves. Os perfumados shimeji já não eram o prato mais requisitado do cardápio no restaurante Kagetsu, e os matsutake, caríssimos no início do outono, agora serviam para dar gosto aos ensopados na Casa Matsumoto. Os crisântemos, que até pouco tempo atrás haviam atraído multidões ao parque de Hibiya, desapareceram, dando lugar às folhas secas que o vento levava pelos caminhos de cascalho onde os meninos jogavam bola. O parlamento reabrira, e aos clientes habituais das casas de chá de Shinbashi vieram se somar as caras caipiras dos políticos do interior. Todos os estabelecimentos estavam lotados com financistas, ou ainda com convidados de importantes homens de negócios, vindos de reuniões de diretoria que aconteciam no bairro contíguo de Marunouchi. Aumentava o número de boatos sobre quais aprendizes haviam se tornado gueixas do ano passado para cá. Em Ginza, as folhas dos salgueiros já estavam amarelas, mas ainda não haviam começado a cair. As decorações das lojas mudaram, e viam-se aqui e ali flâmulas vermelhas e azuis, anunciando as promoções de fim de ano. As bandinhas musicais ocupavam as esquinas, e as pessoas apressavam o passo ao passarem pelo barulho. Nas manchetes gritadas pelos jornaleiros, as edições extras dos jornais anunciavam o início da temporada de sumô. As gueixas começavam a fazer as contas para os preparativos do Ano Novo, e, mesmo diante dos clientes, não hesitavam em pegar a caderneta e puxar do obi um lápis com a ponta por fazer, lambendo o grafite para anotarem os compromissos da primavera.”

 

 

Em: Guerra das Gueixas, Nagai Kafu, tradução de Andrei Cunha, São Paulo, Estação Liberdade: 2016, página 134 [original de 1918]

Salvar

Salvar





Eu, pintor: Roger Raveel

27 09 2016

 

 

9501_o_roger_raveel_self_portraitAutorretrato, 1946

Roger Raveel (Bélgica, 1921-2013)

óleo sobre tela

Salvar

Salvar








%d blogueiros gostam disto: