Trova dos ladrões

28 02 2019

 

 

lendo a patadaIrmão Metralha lê jornal, ©Walt Disney.

 

 

 

Os honestos são tão poucos

e os desonestos são tantos,

que aqueles parecem loucos

e os ladrões se julgam santos.

 

(Othon Costa)





O verde do meu bairro: Acácia amarela

27 02 2019

 

 

 

20190207_142417 assinadaAcácia amarela, Rua Visconde de Pirajá, Ipanema, Rio de Janeiro.

 

 

Acácia amarela não é natural do Brasil, apesar de aparecer com seus espetaculares cachos de flores amarelas em grande parte das cidades do país.  Natural da Índia ela encontra clima e condições semelhantes em diversas partes do território nacional.  Também chamada de chuva de ouro, ou cássia-imperial, é árvore que atinge de 6 a 8 metros, desabrochando com flores em cachos de setembro a fevereiro, numa espetacular exuberância de amarelo. Flores perfumadas, em cachos pendentes de quase meio metro de comprimento. Gosta de sol, exige pouca água e prefere solo rico em matéria orgânica, mas não  é fácil de transplantar.  Portanto,  escolha um lugar e não pense em mudá-la dali. A melhor época para o plantio é na primavera, quando o clima está mais ameno e acácia-amarela corre menos risco de desidratação.  Em jardins é usada como planta isolada em meio à gramados; também em praças e calçadas pois não apresenta raízes agressivas.  Clima tropical, subtropical. A temperatura ideal para ela está entre 18-25 graus centígrados. Não tolera o frio.

 

 

 





Hoje é dia de feira: frutas e legumes frescos!

27 02 2019

 

 

 

Angelo Simeone, (Itália-Brasil, 1899-1963)Natureza Morta, 1953, óleo sobre tela, 50 x 65 cm, UFRGSNatureza Morta, 1953

Angelo Simeone, (Itália-Brasil, 1899-1963)

óleo sobre tela, 50 x 65 cm

UFRGS





O escritor no museu: James Baldwin

26 02 2019

 

 

 

56abce84c9009.imageJames Baldwin, 1965

Beauford Delaney (EUA, 1901 – 1979)

óleo sobre tela

Chrysler Museum of Art





Na boca do povo: escolha de provérbio popular

26 02 2019

 

 

 

moça sentada na cerca, Fran Weston BensonMoça na cerca, Fran Weston Benson

 

 

 

Quem olha para fora, sonha; quem olha para dentro, acorda.





O enterro da cigarra, poesia de Olegário Mariano

25 02 2019

 

 

 

cigarra e formigaIlustração de Milo Winter para as Fábulas de Esopo, 1919.

 

 

O enterro da cigarra

 

Olegário Mariano

 

As formigas levavam-na… Chovia…

Era o fim… Triste outono fumarento!..

Perto, uma fonte, em suave movimento,

cantigas de água trêmula carpia.

 

Quando eu a conheci, ela trazia

na voz um triste e doloroso acento.

Era a cigarra de maior talento,

mais cantadeira desta freguesia.

 

Passa o cortejo entre árvores amigas…

Que tristeza nas folhas… Que tristeza!

Que alegria nos olhos das formigas!…

 

Pobre cigarra! Quando te levavam,

enquanto te chorava a Natureza,

tuas irmãs e tua mãe cantavam. . .





Imagem de leitura — Alexey Shalaev

24 02 2019

 

 

 

Alexey Shalaev (Rússia, 1966)à luz de vela, 1993, ostÀ luz de vela, 1993

Alexey Shalaev (Rússia, 1966)

Óleo sobre tela





Domingo, um passeio no campo!

24 02 2019

 

 

 

SERGIO MIGLIACCIO Vacas no pasto, osm, 50x62cm, assinadoVacas no pasto

Sérgio Migliaccio (Brasil, 1936 – 2015)

óleo sobre madeira,  50 x 62 cm





Bordados no postal, a arte de Francesca Colussi Cramer

24 02 2019

 

 

 

40abecc81f260acb4b5af476283c7783Arte de Francesca Colussi Cramer.

 

A artista Francesca Colussi Cramer que trabalha na Grã-Bretanha levou adiante a antiga técnica de bordados em cartões postais, conhecida por mostrar trajes típicos de regiões europeias ou mesmo mensagens, como vemos nos exemplos abaixo.

 

 

postcards 2Cartões postais de traje típicos de regiões diversas de Portugal.

 

m1022_p1Cartão postal com bordado e mensagem

 

Nas obras de Fracesca Cramer temos postais ou fotografias antigas com inesperadas, belas e cuidadosas intervenções, em bordado, que dão caráter distinto ao material escolhido.

 

46149182_750169782019054_3860800116558233396_nArte de Francesca Colussi Cramer.

 

“MARJORIE, AUGUST 1957”, 2018 (detail) Hand embroidery on vintage photo. “Marjorie, August 1957, Francesca Cramer.

 

Francesca-Colussi-Cramer-04Arte de Francesca Colussi Cramer.

 

Por vezes engraçadas, outra hora parte de um questionamento, não importa o enfoque, somos obrigados a reconsiderar o que vemos a imaginar o bloqueado, ou prestar atenção ao que, de fato, sobrou da imagem inicial.

 

francescacramer-1 (2)Arte de Francesca Colussi Cramer.

 

47165035_277114946270011_8633363327223390820_nArte de Francesca Colussi Cramer.

 

tumblr_p4npsjNHb31qccpz7o2_1280 (2)Arte de Francesca Colussi Cramer.

 

Extravagante nas suas escolhas, singular no acabamento de seus pontos de cruz, Francesca Cramer é autora de obra mirabolante, volátil e pitoresca.  Dá valor ao que esquecemos e questiona o que vê.   Vale a pena observar seu trabalho.

 

47583353_416330575574367_8548457025836130578_nArte de Francesca Colussi Cramer.

 

47692498_2223690264585565_1552340727414336747_nO que se faz com todo esse futuro? Arte de Francesca Cramer.

 

49527174_184803729143457_6733024200648895418_nArte de Francesca Colussi Cramer.

 

tumblr_p4npsjNHb31qccpz7o8_1280Arte de Francesca Colussi Cramer.

 

francescacramer-1 (3)Arte de Francesca Colussi Cramer.




Flores para um sábado perfeito!

23 02 2019

 

 

 

Fátima Pena,Vaso de flor – ost,2007 - 90 x 150Vaso de flor, 2007

Fátima Pena (Brasil, 1947)

óleo sobre tela, 90 x 150 cm








%d blogueiros gostam disto: