A realidade e a imagem, poesia de Manuel Bandeira

4 04 2019

 

 

 

ÉLON BRASIL - Av. Paulista II, ost, 130x100cm, assinado.Av. Paulista II

Élon Brasil (Brasil, 1957)

técnica mista sobre tela, 130×100 cm

 

 

 

A realidade e a imagem

 

Manuel Bandeira

 

O arranha-céu sobe no ar puro lavado pela chuva

E desce refletido na poça de lama do pátio.

Entre a realidade e a imagem, no chão seco que as separa,

Quatro pombas passeiam.

 

Em: Estrela da Vida Inteira- poesias reunidas, Manuel Bandeira, Rio de Janeiro, José Olympio: 1979, p. 177








%d blogueiros gostam disto: