Rio de Janeiro, à beira da Guanabara!

31 05 2019

 

 

 

Botelho, Raimundo H. - Paisagem Urbana, 1994 - Torre dos bombeiros - o.s.t. ass. c.i.e., ass., datado e localizado no verso med. 60 x 50 cmPaisagem Urbana, 1994

[Torre dos bombeiros e Campo de Santana]

Raimundo H. Botelho (Brasil, 1946)

óleo sobre tela, 60 x 50 cm





Trova dos nossos caminhos

30 05 2019

 

 

Misty Morning Sunshine is an original watercolor painting by Beth Whitney featuring a shady Blue Hill,Sol na manhã enevoada, Beth Whitney, aquarela.

 

 

Nossa estrada, que era igual,

dividiu-se em dois caminhos:

eu, regando o roseiral,

você…contando os espinhos.

 

(Vanda Fagundes Queiroz)





Hoje é dia de feira: frutas e legumes frescos!

29 05 2019

 

 

 

Maria Amélia D’Assumpção (Brasil 1883-1955)Natureza morta com cebolas, 1924, ost, 24 x 40 cmNatureza morta com cebolas, 1924

Maria Amélia D’Assumpção (Brasil 1883-1955)

óleo sobre tela, 24 x 40 cm





Imagem de leitura — Sherree Valentine Daines

28 05 2019

 

 

 

Sherree Valentine Daines ( Inglaterra, 1956)

Moça lendo na rede, c. 2013

Sherree Valentine Daines (GB, 1956)





As questões eternas… Marcelo Gleiser

28 05 2019

 

 

 

A-Surprise-GuestUm visitante inesperado, ilustração de Roy Keister.

 

 

“Encantei-me com o Universo e construí uma carreira como físico teórico, interessado por questões que, até recentemente, não eram consideradas científicas. Como o Universo surgiu? De onde veio a matéria que compõe as estrelas, os planetas e as pessoas? Como que átomos inanimados viraram criaturas vivas, algumas delas capazes de refletir sobre sua própria existência? E se a vida existe aqui, será que existe em outros lugares? Será que a imensidão cósmica esconde outras criaturas inteligentes?

Comecei a me interessar por essas questões quando era ainda um adolescente, seduzido pelo poder da mente e por sua capacidade de ponderar assuntos que, aparentemente, eram imponderáveis. Mesmo que, em muitos casos, as respostas a essas perguntas sejam incompletas, o que importa é participar do processo da descoberta, da busca pelo conhecimento. É nossa curiosidade que nos ergue acima da banalidade do igual, da rotina de todos os dias; é nossa curiosidade que nos define enquanto criaturas pensantes.”

 

Em: A simples beleza do inesperado: um filósofo natural em busca de trutas e do sentido da vida, Marcelo Gleiser, Rio de Janeiro, Record: 2017, p. 13.





Imagem de leitura — Georg Schrimpf

27 05 2019

 

 

 

georg_schrimpf, duas meninas na banqueta, 1927Duas meninas numa banqueta, 1927

Georg Schrimpf (Alemanha, 1889 – 1938)

Óleo sobre tela, 71 x 59 cm





Domingo, um passeio no campo!

26 05 2019

 

 

 

GEZA HELLER, Paisagem - Oleo sobre placa - 33x46 cm - ACID 1966 Coleção do Professor e Dr. Luiz Fernando da Costa e Silva Paisagem, 1966

Geza Heller (Hungria/Brasil, 1902-1992)

óleo sobre eucatex, 33 X 46 cm








%d blogueiros gostam disto: