“A festa de São João”, poesia de Cornélio Pires

29 07 2019

 

 

 

PAPAS STEFANOS. Festa junina - o.s.m. - 80 x 60 cm - assinado no cid.Festa junina

Papas Stéfanos (Grécia/Brasil, 1948)

óleo sobre madeira, 8- x 60 cm

 

 

A festa de São João

 

Cornélio Pires

 

No casarão antigo da Fazenda,

tudo é jogos, brinquedos e festança:

na varanda do lado jogam prenda

e no salão o baile não descansa;

 

A fogueira, tão célebre na lenda,

estala em labaredas.  Canta e dança,

o povo do batuque, na contenda,

aos pulos e aos requebros da folgança.

 

No cururu manhoso a caboclada,

rasca nas violas, canta ao desafio,

provocando constante gargalhada,

 

Depois, das diversões cortando o fio,

o povo em procissão, de madrugada,

vai lavar o São João, além, no rio.

 

Cornélio Pires (Brasil, 1884 — 1958).








%d blogueiros gostam disto: