Eu vou pra beira do mar, poesia de Luiz Peixoto

2 06 2020

 

 

Hugo Adami. Paisagem praiana, óleo sobre tela, med. 60 x 80 cm, assinado c.i.direito. Pílade Francisco Hugo AdamiPaisagem praiana

Hugo Adami (Brasil, 1899 — 1999)

óleo sobre tela,  60 x 80 cm

 

 

Eu vou pra beira do mar

 

Luiz Peixoto

 

Eu vou pra beira do mar

esperar uma sereia,

que canta as canções do Vento,

que canta as canções do Mar.

 

Em noite de lua-cheia,

com ela vou me casar.

 

No leito branco da areia,

com ela vou me deitar.

 

E todo o amor que incendeia

meu coração vou lhe dar.

 

Quando a última candeia

das estrelas se apagar,

bem sei que ela irá embora,

mas um dia há de voltar.

 

As sereias vão e voltam,

São como as ondas do mar…

 

Em: Poesia de Luiz Peixoto, Rio de Janeiro, Editora Brasil-América:1964, p. 96








%d blogueiros gostam disto: