Em casa: Duncan Grant

9 05 2021

Ateliê do artista em Charleston, 1967

Duncan Grant (GB, 1885-1978)

óleo sobre tela colada em placa, 80 x 59 cm

Metropolitan Museum, Nova York





Dia das mães com arte brasileira, II

9 05 2021

Maternidade, década de 50

Cicero Dias  (Brasil, 1907- 2003)

óleo sobre tela, 92 x 73 cm

Em postagens passadas no Dia das Mães, fiz, como faço hoje, um apanhado de pinturas representando mães, por artistas brasileiros.  Grande parte da iconografia da maternidade na arte brasileira se concentra na representação de mães sofridas, depauperadas pela pobreza, fome e exaustão.  É natural que o artista brasileiro esteja preocupado em representar essas mães esquecidas pela sociedade.  No entanto, neste domingo de Dia das Mães, ainda sob efeito da pandemia, vou me concentrar nas representações da maternidade, mais doces, menos pesadas.  Menos sofridas, mas tão mães quanto outras.  Precisamos de alguns momentos de sossego, alguns segundos para respirar e nos acalmar.  Tirem bom proveito. Feliz Dia das Mães!

Maternidade

Aurélio D’Alincourt (Brasil, 1919 – 1990)

óleo sobre madeira, 48 x 55 cm

Mãe com filho

Walderedo de Oliveira (Brasil, 1955)

óleo sobre tela

 

Mulher e criança, 1973

Humberto da Costa (Brasil, 1941)

óleo sobre tela, 55 x 46 cm

Maternidade

Aloísio Lucas de Oliveira (Brasil, contemporâneo)

óleo sobre tela, 73 x 60cm

Mãe,1969

Reynaldo Fonseca (Brasil, 1925 -2019)

Óleo sobre tela, 73 x 53 cm

Mater, 1992

Sérgio Martinolli (Itália, ativo no Brasil, 1938)

óleo sobre eucatex, 55 x 60 cm

Maternidade,1992

Otávio Gomes Giannini (Brasil, contemporâneo)

óleo sobre tela, 46 x 38 cm

Maternidade

Alberto Emílio Naddeo (Brasil, 1900 – 1956)

óleo sobre tela, 60 x 50 cm








%d blogueiros gostam disto: