Amizades, por Francis Bacon

8 07 2021

Um estudo de arquitetura

Lizzie Riches (GB, 1950)

óleo sobre tela

“Numa grande cidade os amigos se encontram dispersos, não podendo se reunir com frequência por não se acharem próximos entre si. A mais horrível das solidões, contudo, é aquela sofrida por um homem que não tem amigos, ao que poderíamos acrescentar que o mundo sem a amizade é o maior dos desertos. Sob esse prisma, o indivíduo humano incapaz de ter amigos tem mais de animal selvagem do que de humano.”

 

Em: Ensaios, Francis Bacon, tradução de Edson Bini, 2ª edição, São Paulo, Edipro: 2015, cap. XXVII, Da Amizade, p. 89








%d blogueiros gostam disto: