Hoje é dia de feira: frutas e legumes frescos!

24 05 2017

 

 

Hugo Espiritu - (peru-brasil)OST, ACID. - Natureza Morta Geométrico - Bananas - Mede 104x84cm.Natureza morta com bananas

Hugo Espiritu Ecobar (Peru, radicado no Brasil desde 1992)

óleo sobre tela, 104 x 84cm





Domingo, um passeio no campo!

21 05 2017

 

 

ANGELO BIGI - (Itália1899 -Brasil 1953)Paisagem do Retiro - óleo sobre madeira - 31 x 39 cm - 1945 - Juiz de Fora-MGPaisagem do Retiro, Juiz de Fora, MG, 1945

Ângelo Bigi (Itália/Brasil, 1891-1953)

óleo sobre tela, 31 x 39 cm





Imagem de leitura — Karen Kinser

21 05 2017

 

 

Kinser, Karen (EUA, 1951-...) menina lendo no tapete

Menina lendo no tapete

Karen Kinser (EUA, 1951)

óleo sobre tela





Flores para um sábado perfeito!

20 05 2017

 

 

FONZARI Adolfo (1880-1959) - oleo stela,49 cm x 59 cmRosas amarelas

Adolfo Fonzari (Brasil, 1880 – 1959)

óleo sobre tela, 59 x 49 cm





Imagem de leitura — Luciano Ogura

19 05 2017

 

 

Luciano Ogura, (Brasil, SP, 1973)leitura, Parque da Aclimação,aquarela sobre papel,

Leitura, Parque da Aclimação

Luciano Ogura (Brasil, 1973)

aquarela sobre papel





Rio de Janeiro, minha cidade natal!

19 05 2017

 

 

Petrus Verdié (Firminy, França, em 1875 Rio de Janeiro em 1951.) óleo sobre tela Lagoa Rodrigo de Freitas, Dois Irmãos e Pedra da Gávea medindo 65 cm por 91 cm

Lagoa Rodrigo de Freitas, ao fundo Morro Dois Irmão e mais adiante a Pedra da Gávea

Paul Verdié (França/Brasil,  1875 -1951)

óleo sobre tela, 65 x 91 cm





Escola de samba, poema de P. Carlos de Araújo

18 05 2017

Baile, s/d

Menase Vaidergorn (Brasil, 1927)

óleo sobre tela, 40 x 60 cm

 

Escola de Samba

P. Carlos e Araújo

Ginga marota

no passo do samba

aí bateria

segura a cuíca

aperta o pandeiro.

Corpos pulando

bamboleando na ponta do pé.

Parada no ar, meia volta,

o couro come.

Cabrocha assanhada

que pula pro lado

e pula pra frente

teu corpo balança

no ritmo quente.

O dia inteiro

trabalhou no tanque

mas de noite é rainha

puxa o passo na quadra,

seus pés, tão rápidos,

não se vêem.

Só poeira

mistura de ginga e suor.

O corpo quente

cabelos soltos

braços polidos

sorriso livre

avermelhado

dentadura branca

saia de chita

pompons azuis.

Depois, a chuva

pancada forte

vendaval

correrias

coreto vazio

cuíca no chão.

Em: O inimigo oculto, P. Carlos de Araújo, Rio de Janeiro, Ed. Gávea: 1988.








%d blogueiros gostam disto: