Nossas cidades: Niterói

23 01 2018

 

 

 

ROBERTO PARAGÓ (1941-1996). Vista do Cais do Porto Tomada do Morro da Penha - Niterói, óleo stela, 46 X 61. Assinado e datado (1981) no c.i.d. e no verso.Vista do Cais do Porto Tomada do Morro da Penha, Niterói, 1981

Roberto Paragó  (Brasil, 1941-1996). V

óleo sobre tela, 46 X 61 cm





Trova do conselho do espelho

22 01 2018

 

 

espelho furball-once-upon-a-time Margaret Evans PriceIlustração Margaret Evans Price

 

 

Do espelho da tua sala,
procura o exemplo seguir:
ele reflete e não fala,
tu falas sem refletir…

 

(Carlos Guimarães)





Domingo, um passeio no campo!

21 01 2018

 

 

 

Campos Ayres, Paisagem - ost. - Med. 60 x 86 cmPaisagem

Campos Ayres (Brasil, 1881 -1944)

óleo sobre tela,  60 x 86 cm





Gates e Zuckerberg sugerem leituras para Davos

20 01 2018

 

 

Pausa na leitura em viagem de aviãoLeitura para viagem

 

 

Esta semana que se inicia traz para o noticiário internacional o encontro anual do Foro Econômico Mundial que se reúne em Davos, na Suíça.  O jornal The Guardian, do Reino Unido, publicou há uns dez dias as sugestões de leitura que tanto Bill Gates quanto Mark Zuckerberg deram para esta ocasião, baseadas no que eles estarão lendo durante o encontro.  Achei interessante saber que o gol de Gates é ler pelo menos um livro por semana e o de Zuckerberg, ler  um a cada duas semanas.  Com tudo que esses empresários fazem, o ritmo de leitura é bastante puxado.  Mas não é de surpreender, afinal, ambos — o segundo e o quarto empresários mais ricos do mundo — acreditam que o fato de lerem muito os levou ao sucesso.

São três sugestões de leitura, todas três já traduzidas para o português.  Que beleza!

 

Slide1

 

Ambos concordam que a leitura de  Better Angels of Our Nature: Why Violence has Declined, do psicólogo Steven Pinker é leitura obrigatória para o mundo de hoje.

Outras sugestões:

The Gene: An Intimate History , do oncologista Siddhartha Mukherjee, também  é sugestão de Bill Gates

Para uma boa distração, Zuckerberg sugere The Three-Body Problem do escritor chinês Liu Cixin, sugestão de Mark Zuckerberg.

 

No Brasil:

Os anjos bons da nossa natureza: por que a violência diminuiu, Steven Pinker, Cia das Letras: 2013, 1087 páginas

O gene: uma história íntima, Siddhartha Mukherjee, Cia das Letras: 2016, 656 páginas

O problema dos três corpos, Liu Cixin, Suma das Letras: 2016, 320 páginas

 

Então vamos aceitar essa lista?  Lanço um desafio: ler pelo menos dois deles, sendo que um deles há de ser Os anjos bons da nossa natureza: por que a violência diminuiu, Steven Pinker.

 

 

 





Rio de Janeiro, de norte a sul!

19 01 2018

 

 

 

Emanoel Kantor, Bahia de Botafogo (RJ),1978,24 x 41cm – OSTBaía de Botafogo, RJ, 1978

Manuel Kantor (Argentina, 1911 -1993)

óleo sobre tela, 24 x 41cm

 





Nossas cidades: Belém

16 01 2018

 

 

 

Hospital_D_Luiz.Joseph Léon Righini (Turim, Itália ca.1820 - Belém PA 1884).Hospital D. Luiz, Belém

José Léon Righini (Itália-Brasil, 1820 – 1884)

gravura





Natureza maravilhosa: Jandaia amarela

14 01 2018

 

 

jandaia amarelaJandaia amarela

 

A jandaia-amarela (Aratinga solstitialis) é  uma ave natural do Brasil, encontrada na Amazônia.  Também é conhecida por outros nomes, dependendo da região onde habita: jandaia-sol, cacaué, nandaia, nhandaia, queci-queci e quijuba.  Pertence à família dos psitacídeos que possui três raças distintas, encontradas na Amazônia e em várias regiões do Brasil. Fazem ninhos em geral no final do verão em buracos de árvores ou palmeiras, mas podem ser encontradas em áreas urbanas ocasionalmente morando em postes.  Gostam de comer coquinhos de diversas palmeiras, brotos, flores, folhas tenras e frutas. Tem o bico adaptado para partir e triturar sementes duras. Em geral crescem até os  31 centímetros de comprimento. Têm o bico negro e plumagem laranja, amarela e verde.

São comumente confundidas com periquitos.  Mas a jandaia-amarela tem a plumagem das asas mais verde quando jovem, com tons amarelos e de um alaranjado intenso.  Mas é uma ave da mesma família dos papagaios: psitacídeos.  Também da mesma família são as araras e maitacas.

 

Ave Jandaia amarela - OpenBrasil.orgJandaia amarela







%d blogueiros gostam disto: