O golfe, texto de William Boyd

18 10 2016

Bia Betancourt [Beatriz Falanghe Betancourt] (Brasil, 1963) Golfista, ast, 70 x 180 cmGolfista

Bia Betancourt  (Brasil, 1963)

acrílica sobre tela, 70 x 180 cm

 

 

“Uma das coisas da África de que mais sinto saudade é meu golfe com Dr. Kwaku no campo mirrado de Ikiri. Sinto falta do golfe e da cerveja na ladeira do clube, assistindo ao por do sol.Por que será que gosto de golfe? Não é um esporte estrênuo o que é uma vantagem. O grande benefício é que, ainda que o sujeito não seja um exímio jogador, é ainda possível que realize jogadas no mesmo nível daquelas dos grandes jogadores mundiais. Lembro que um dia eu tinha levado um fragmentário sete à paridade quatro no oitavo buraco em Ikiri e me posicionei para o curto nono, uma paridade três, com um seis-ferro. Morrendo de calor, suado e irritado, balancei, golpeei, a bola planou, quicou uma vez no marrom e caiu no buraco. Um buraco em um. Foi a tacada perfeita — não dava para ninguém fazer melhor, nem mesmo o campeão mundial. Não consigo pensar em nenhum outro esporte que dê ao amador a chance da perfeição. Aquela jogada me deixou feliz por um ano, todas as vezes que eu me lembrava dela….”

 

Em: As aventuras de um coração humano, William Boyd, Rio de Janeiro, Rocco: 2008, tradução de Antônio E. de Moura Filho, p. 421-22.

Salvar





“Futebol” poesia de Carlos Drummond de Andrade

18 08 2016

 

 

Manasses Andrade (Brasil, 1955) A jogada, ano 2013, 100x80cm,Acrilica sobre TelaA jogada, 2013

Manasses Andrade (Brasil, 1955)

acrílica sobre tela,  100 x 80 cm

 

 

 

Futebol

 

Carlos Drummond de Andrade

 

 

Futebol se joga no estádio?

Futebol se joga na praia,

futebol se joga na rua,

futebol se joga na alma.

A bola é a mesma: forma sacra

para craques e pernas de pau.

Mesma a volúpia de chutar

na delirante copa-mundo

ou no árido espaço do morro.

São voos de estátuas súbitas,

desenhos feéricos, bailados

de pés e troncos entrançados.

Instantes lúdicos: flutua

o jogador, gravado no ar

— afinal, o corpo triunfante

da triste lei da gravidade.

Salvar





Minutos de sabedoria — Luís Guilherme de Oliveira Gutman

26 07 2014

 

 

 

Edivaldo (Brasil) Futebol de sabado - 90x150Futebol de sábado, c. 2006

Edivaldo Barbosa de Souza (Brasil, 1956)

acrílica sobre tela, 90 x 150 cm

 

 

“É preciso que se diga que o objetivo do esporte é formar cidadãos. Ganhar é consequência.”

 

Luís Guilherme de Oliveira Gutman

 

 

 





Copa 2014, no coração de todos!

15 06 2014

 

 

Futebol em Tarde de DomingoFutebol em tarde de domingo, 2004

Eduardo Cambuí Figueiredo Junior (Brasil, contemporâneo)

óleo sobre tela, 70 x 50 cm





Copa 2014, no coração de todos!

14 06 2014

 

 

Edna de Paula Soares, futebolFutebol

Edna de Paula Soares (Brasil, contemporânea)

acrílica sobre tela





Copa 2014, no coração de todos!

13 06 2014

 

 

GERCHMAN, Rubens, Romário - Copa de 1994,ast, Reproduzido à p. 8 do catálogo da exposição L´Esthétique du Football na Galerie Gerome de Noirmont, Paris, 1998, 180 x 150 cmRomário, Copa 1994

Rubens Gerchman (Brasil, 1942-2008)

óleo sobre tela, 180 x 150 cm





Que venha a COPA 2014! Estamos prontos! Rumo ao Hexa!

12 06 2014

 

 

 

gregorio gruber, Brasil, 1997, ost, 190x240Brasil, 1997

Gregório Gruber (Brasil, 1951)

óleo sobre tela, 190 x 240 cm

 

 








%d blogueiros gostam disto: