Ler mais? Como? Quando?

24 04 2017

 

mary-jane-ansell-untitledDivisor de águas

Mary Jane Ansell (GB, 1972)

óleo

 

 

Muito se fala em ler mais para envelhecer melhor, manter o cérebro vivo.  Mas muitos parecem não encontrar meios de ler mais, de achar um momento para leitura.  Aqui ficam algumas ideias para consideração.

1 – Leia o que dá prazer.

2 – Deite-se 15 minutos mais cedo e leia um livro na cama.

3 – Tenha sempre o livro que está lendo com você.  Tempo de espera passa mais rápido com um livro na mão. Isso inclui: espera no médico, no dentista, no banco, nos Correios.

4 – Use “post it” notes para marcar passagens que parecem interessantes.

5 – Entre para um grupo de leitores na internet  como SKOOB ou GOODREADS.  Você vai  saber de outros livros que devem ser de interesse.

6 – Marque um objetivo de leitura.  Por exemplo: Um  livro por mês, ou um livro a cada seis semanas.  Isso já é mais do que a maioria das pessoas no Brasil.

7 – Faça uma lista dos livros lidos, dos objetivos alcançados.  Quando terminar, pense por uns cinco minutos nas razões de você ter ou não gostado do que leu. Dê uma nota ao que você leu.

8 – Tenha acesso a mais de um livro ao mesmo tempo: às vezes o seu momento emocional não é o melhor para certo tipo de livro. Se você tiver acesso a mais livros não perderá tempo para achar outra leitura, mais agradável naquele momento.

9 – Foque na leitura.  Não se deixe distrair pelo que ainda falta fazer, por exemplo.  Esse é o seu tempo.

10- Não há lei que obrigue você a ler um livro até o final, se não está gostando.  Seja prático. Passe para outro.  Há mais livros a serem lidos do que anos de vida à sua frente, mesmo que você só lesse na vida e não fizesse mais nada.

11 – Mantenha um caderninho com idéias sobre o que você está lendo, com nomes de autores e títulos que você acha que gostaria de ler.

Salvar

Salvar





23 de abril, Dia Mundial do Livro, esculturas de Nino Orlandi

23 04 2017

 

 

Il libro dei sogni Nino Orlandi, 1946O livro dos sonhos, Nino Orlandi (Itália, 1946), madeira

 

 

376069_565005236873015_727053174_nPara sempre, Nino Orlandi (Itália, 1946), madeira

 

 

NinoOrlandi2Sem título, Nino Orlandi (Itália, 1946), madeira

 

 

73375_517950384903369_1214220048_nSem título, Nino Orlandi (Itália, 1946), madeira

 

 

NinoOrlandi11Sem título, Nino Orlandi (Itália, 1946), madeira

 

 

NinoOrlandi6Sem título, Nino Orlandi (Itália, 1946), madeira

 

 

NinoOrlandi14Sem título, Nino Orlandi (Itália, 1946), madeira

 

 

NinoOrlandi12Sem título, Nino Orlandi (Itália, 1946), madeira

Salvar





Imagem de leitura — Elizabeth Peyton

19 04 2017

 

Catherine Deneuve and François Truffaut on the set of Mississippi Mermaid (2005, lápices de colores sobre papel), de Elizabeth Peyton(EUA, 1965)

Catherine Deneuve e François Truffaut no set de filmagem de Mississippi Mermaid em 1969, 2005

Elizabeth Peyton (EUA, 1965)

lápis de cor sobre papel.





Palavras para lembrar — Charles Simic

17 04 2017

 

 

 

Abraham Solomon - Retrato de duas meninas e sua babá,Abraham Solomon (1823–1862)Retrato de duas meninas e sua governanta

Abraham Solomon (GB, 1823-1862)

óleo sobre tela

 

 

“O poema é um segredo dividido por pessoas que não se encontraram.”

 

Charles Simic

Salvar





Imagem de leitura — Paul Beckert

16 04 2017

Beckert, Paul 1856 Lichtenstein-Sachsen - 1922 Olsberg Das Märchenbuch. Signiert. Datiert 1911. Pastell. Ø 70 cm

O livro de contos de fadas, 1911

Paul Beckert (Alemanha, 1856 – 1922)

Pastel, 70 cm de diâmetro

Salvar





Imagem de leitura — Ferdinand Max Bredt

14 04 2017

 

 

FERDINAND MAX BREDT (Alemanha, 1860-1921) - Senhora lendo - Óleo sobre painel - 38,9 x 25,7 - 1860Senhora lendo, 1860

Ferdinand Max Bredt (Alemanha, 1860-1921)

Óleo sobre painel – 38  x 25 cm

Salvar





Imagem de leitura — Giovanni Francesco Romanelli

13 04 2017

 

 

Giovanni Francesco Romanelli (Italia, 1610-1662), Sibila de Cumas,ost, 134 x 95 cm Museu Nacional de Capodimonte, NápolesSíbila de Cumas

Giovanni Francesco Romanelli (Itália, 1610-1662)

óleo sobre tela, 134 x 95 cm

Museu Nacional de Capodimonte, Nápoles

Salvar








%d blogueiros gostam disto: