Os 5 compositores clássicos de maior visão, BBC

25 10 2008
Os músicos de Bremen

Ilustração: Os músicos de Bremen

 

Uma das características mais interessantes dos ingleses é que eles mais do que qualquer outra cultura que eu conheça, adoram fazer listas.  Listas dos dez melhores livros policiais, dos 100 mais importantes pensadores do mundo e assim por diante.

 

É claro que estas listas refletem não só o viés cultural da Inglaterra, mas também o espírito de sua época.  Minha satisfação com estas listas é que elas me obrigam, e acredito que obriguem a outros que participam do processo, por mais que ele seja primário e elementar, a pensar no assunto, a decidir como comparar abóboras com bananas; ameixas com uvas.  E é justamente  durante a defesa das opiniões nestas comparações  que chegamos a uma conclusão mesmo que esta possa ser temporária.  Descobrimos  não só os porquês de uma preferência pessoal, mas devagar chegamos a um melhor conhecimento de  nós mesmos e da cultura ocidental, de qual fazemos parte.

 

Terminou hoje, na BBC internacional em associação com o banco Credit Suisse  – televisão a cabo – uma série de sete programas fascinantes sobre Músicos Visionários, comparando alguns dos compositores de maior talento que enriqueceram a musica clássica.   Esta série que começou no dia 30 de agosto de 2008 foi apresentada por Francine Stock.  Cada compositor representado tem seu advogado, em geral uma pessoa bem conhecida do mundo da música clássica e do público inglês.

 

Mas quem decide é o público, que vota através do portal na internet:

 

http://www.visionariesdebate.com

 

A votação, no entanto, já está concluída.

 

No programa final, que foi ao ar esta tarde no Brasil,  tivemos a resolução das seguintes competições e a lista final não só dos cinco compositores de maior visão assim como o vencedor deste cinco como o compositor de maior influencia até os dias de hoje.  

 

Primeiro resolvemos a competição entre:

 

1  —  JS Bach X GF Handel —  Juntos Handel e Bach formam dois lados das maiores preocupações humanas: enquanto Handel compôs para o povo, Bach compôs para Deus.

 

O vencedor desta pequena competição foi JS Bach.

 

2  —  Mozart X Beethoven – Para quem você daria o seu voto ?  

 

O vencedor desta competição foi Beethoven

 

3  —   Verdi X Chopin – entre estes dois compositores românticos você votaria para Chopin?  Parabéns!

 

O vencedor desta competição foi Chopin

 

4 —   Entre os compositores modernos, você acredita que o mais visionário seja Shostakovitch  ou Tekemitsu?

 

O vencedor desta competição foi Shostakovitch

 

5  — E entre os compositores contemporâneos?   Você votaria em:  Glass ou Boulez?

 

O vencedor desta competição foi Glass.  

 

 

Assim temos os cinco mais importantes, visionários compositores de todos os tempos:  Bach, Beethoven, Chopin, Shostakovitch e Glass.

 

Quem seria na sua opinião o compositor de maior visão de todos os tempos?

 

J S Bach

 

Você acertou? 

 

 

Johann Sebastian Bach, 1748

Elias Gottlob Haussmann

(Alemanha 1695-1774)

Óleo sobre canvas

William H. Scheide, Princeton, New Jersey

 

Johann Sebastian Bach (Eisenach, 21 de Março de 1685 — Leipzig, 28 de Julho de 1750), organista e notável compositor alemão do período barroco. Descendente de uma família de músicos – havia pelo menos meia dúzia de Bachs cujas atividades eram ligadas à música – ao mesmo tempo que desenvolvia estudos elementares, Johann principiou seus estudos musicais com seu pai, Ambrosius. Mestre na arte da fuga, do contraponto e da coral, ele é um dos mais prolíficos compositores da história da música ocidental.
 
 

 

Outras ilustrações dos músicos de Bremen neste blog:

 

Christina Rossetti

 

 

 





Fragmentos de partituras de Mozart em Nantes

18 09 2008

Wolfgang Amadeus Mozart

 

 

 

A agência France Presse informa esta tarde que foi encontrada na Biblioteca Municipal de Nantes, na França, uma página de partitura, um esboço propriamente dito, escrito à mão e com trechos parciais de música  de Wolfgang Amadeus Mozart, (Áustria 1756-1791) escritos em 1787. Identificada por um especialista alemão, esta página inclui parte de uma sonata e o que se acredita ser parte da partitura de um Credo, para uma missa católica.   

 

Uma casa moura em Argel, 1856

Pierre-Antoine Lobouchère, ( França, 1807-1873)

Aquarela e lápis sobre papel

  

 

 

Estes fragmentos se encontram na Biblioteca de Nantes praticamente desde sua fundação.  Esta biblioteca, aberta ao público em 1753, só ganhou o corpo substancial de seu acervo em 1803,  quando as coleções das bibliotecas particulares confiscadas da nobreza pela Revolução Francesa foram distribuidas às municipalidades.  Os documentos de Mozart foram doados à biblioteca em 1807, pelo pintor orientalista, Pierre-Antoine Labouchère ( França 1807-1873), que colecionara próximo de 3000 autógrafos, durante sua vida.  O artista plástico doou toda a sua coleção que além do fragmento de partitura de Mozart inclui também  duas cartas do músico austríaco: uma carta de Mozart a seu pai, datada de 1783 e outra do pai de Mozart à sua filha, irmã do famoso compositor.  

 

Até recentemente a biblioteca acreditava estes documentos serem cópias.  

—–

Nantes é uma cidade de aproximadamente 270.000 pessoas e capital do departamento Loire-Atlântico.  É um porto fluvial, localizada na foz do rio Loire.








%d blogueiros gostam disto: