Esmerado: caneta e tinteiro, século XVI

30 04 2019

 

 

 

promo380394121

Conjunto de caneta e tinteiro (Cavat-I Dawlat), 1575-1600, final do século XVI

ouro cravejado com esmeraldas, rubis e diamantes, com o pássaro sagrado (hamsa) gravado no tinteiro.

Deccan, India Central

 

Objetos como esses, decorados com pedras preciosas, tiveram grande e conhecida importância simbólica no mundo islâmico, onde eles eram um distintivo tanto da importância imperial quanto do alto posto do governo ocupado por seu proprietário.

Essa ressonância ainda era maior no contexto muçulmano por causa do valor da palavra escrita no Corão.  Estojos de canetas eram objetos valiosos dos sultões e de seus principais ministros – o estojo real para uma caneta demonstrava erudição e autoridade reforçada.

Na dinastia Mughal, estojos de canetas e tinteiros foram presenteados pelos imperadores como sinal da mais alta distinção.

Fonte: Revista semanal da loja de leilões Christie’s.





Esmerado: anel da Suméria, c. 3.000 a.E.C.

2 10 2017

 

 

b46583f7e8903b06889ad4865b771d14Anel da Suméria em cloisonné*, c. 3.000 a. E. C.

Possivelmente um anel de casamento

Iraque

Louvre, Paris

 

*Cloisonné é uma técnica muito antiga de decoração de metais. Ela é usada até hoje.  Nos séculos mais recentes faz uso de esmalte porcelanado.  Nos séculos mais antigos fazia-se com inserção de pedras preciosas, vidro e outros materiais.

 

 

 

 

 





Esmerado: brincos de ouro etrusco, séc. IV, a. E. C.

4 05 2017

 

 

BRINCOS ETRUSCOS, sec. 4 antes da era comum

 

Dois discos de ouro etrusco,  século IV a. E. C.

Dois discos de ouro etrusco, datando do século IV a. E. C. Cada um formado por uma folha de ouro abaulada, rodeada  por granulações esféricas de ouro, decorado por anéis concêntricos rodeando outras esferas de ouro, tendo ao centro decoração em forma de pera com granulação.  Montados como brincos com dorso e pinos modernos em ouro.

2,2 cm em diâmetro cada.

 

Christie’s





Esmerado: cavalinho do mar, cultura Gran-Cocle

20 10 2015

 

20110619_SCgoldhorse0619Pendente em formato de cavalo do mar, anos 700 a 1450

Ouro, cultura pré-colombiana Gran-Cocle, Panamá

Museu Gilcrease, Tulsa





Esmerado: saleiro de mesa, século XVI

12 08 2014

 

 

 

benvenuto-cellini-salt-cellarSaleiro de mesa, 1540 – 1544

Benvenuto Cellini (Florença, c. 1500- c. 1571)

Ouro, esmalte, ébano, 26 x 33 cm

Museu Kunsthistorisches [da História da Arte], Viena, Áustria

 

Este saleiro foi feito pelo escultor renascentista italiano Benvenuto Cellinii para o rei da França Felipe I, nos primeiros anos da década de 1540. Há duas figuras representando a Terra [Anfitrite] e o Mar [Netuno].

Pequenas cuias para sal podem ser encontrados desde a antiguidade. Durante o período medieval esses saleiros começaram a aparecer com motivos decorativos tornando-se durante o período renascentista e barroco verdadeiras obras de arte.





Sim, preciosidade: ovo de Páscoa de Catarina, a Grande

8 05 2014

 

 

95416543Ovo de Páscoa Fabergé de Catarina a Grande, 1914
Henrik Immanuel; e miniaturista Vasilii Ivanovicj Zuev.
Ouro, diamantes, pérolas esmalte opalinado, esmalte opaco, prata, platina e espelho.
Hillwood Estate, Museum & Gardens, Washington DC





Sim, preciosidade: Colar com pendente de cabeça de carneiro

25 04 2014

Colar grego séc 5. em leilão, 2013Foto: Cahn Auktionen AG

Colar com pendente de cabeça de carneiro, século V, aEC.


Colar com pendente de carneiro composto por contas em forma de pinhões e abobrinhas dependurados alternadamente. Em ouro. A cabeça do carneiro fica no centro. Foi a leilão em 2013 na Suíça.








%d blogueiros gostam disto: