Então, que livro dar para sua mãe?

12 05 2018

 

 

 

Bernard Charoy (França 1931) a leitura, ost, 74 x 61cmA leitura

Bernard Charoy (França, 1931)

óleo sobre tela, 74 x 61cm

 

 

Bem, é sábado à noite.  Amanhã celebramos o Dia das Mães.  Você deixou para última hora aquela lembrancinha para dizer à mulher mais importante da sua vida, que ela merece todo seu carinho?  E ela gosta de ler?  E você não tem a mínima ideia do que dar para ela?  Aqui vão algumas sugestões que ajudarão a pensar o presente certo.  Pelas sinopses você pode identificar qual deles seria de maior interesse dela.  As livrarias estarão abertas amanhã, com certeza, e prontas para empacotar sua escolha num belo papel de presente.

Mona Lisa: a mulher por trás do quadro, Dianne Hales,  Editora José Olympio: 2018: 392 páginas

MONA_LISA__A_MULHER_POR_TRAS__1516736507749935SK1516736507B

A história de vida da Mona Lisa, o rosto mais famoso do mundo das artes Em Mona Lisa: a mulher por trás do quadro, Diane Hales mergulha na sociedade florentina dos séculos XV e XVI em busca de respostas sobre Lisa Gherardini, a mulher retratada na pintura de Leonardo da Vinci e pouco conhecida. E seria impossível contar a história de Lisa sem falar sobre as tramas políticas que moldaram a vida das italianas durante o Renascimento, as famílias proeminentes de Florença e o papel da mulher naquela época. Diane vasculhou arquivos em estado precário, caminhou pelas ruas degradadas e conheceu a vizinhança onde Lisa nasceu, conversou com seus descendentes, e se aventurou pelos mais antigos palácios de Florença.
Com a ajuda de Hales, seguimos os passos dos Gherardini até o nascimento de Lisa, seu casamento com Francesco Del Giocondo, seu encontro com Leonardo, sua vida de esposa e mãe e, por fim, sua morte. Como resultado temos uma biografia recheada de história e memória – um tour por Florença e uma jornada de descoberta que recria o dia a dia de Lisa em uma época que se equilibra entre o medieval e o moderno. Mona Lisa: a mulher por trás do quadro faz um panorama da Florença de Leonardo e Lisa e aproxima o leitor de suas trajetórias.

 

O círculo dos Mahé, Georges Simenon, Cia das Letras: 2017, 120 páginas

O_CIRCULO_DOS_MAHE_1512424502735512SK1512424503B

Aos trinta e cinco anos, casado e com dois filhos, o dr. François Mahé ainda mora com a mãe e leva uma típica vida pequeno-burguesa. Certo verão ele decide ir com a família à ilha de Porquerolles, no sul da França. No entanto, um constante mal-estar o impede de desfrutar o paraíso mediterrâneo. Ao ser chamado para examinar uma mulher no leito de morte, o médico se vê entre uma família humilde e fica fascinado pela mais velha dos três filhos, uma jovem muito magra que usava um vestido vermelho. Começa então uma história de obsessão e crise profunda, e somos levados pela jornada sombria da alma do protagonista. A morte da mãe também abalará as estruturas do dr. Mahé e, com o passar do tempo, ele será impelido a retornar à ilha mediterrânea ano após ano, como que hipnotizado pela garota. Com sua prosa enxuta e fluente, Simenon faz um retrato soturno da psique de um homem medíocre que vislumbra uma alternativa à banalidade, mas sofre para conseguir alcançá-la.

 

A mulher na escada, Bernanrd Schilink, Record: 2018, 210 páginas

A_MULHER_NA_ESCADA_1515885879747012SK1515885879B

Por décadas, o mundo da arte acreditou que um quadro estava perdido. Em um museu na Austrália, um homem se depara com uma tela que retrata a mulher por quem, há muito tempo, arriscou tudo e que, em seguida, desapareceu misteriosamente de sua vida. Quando era um jovem advogado, ele foi atraído para um relacionamento complicado e destrutivo, um triângulo amoroso formado por um pintor, pela mulher cujo retrato ele havia feito e pelo marido dela. Os três o envolveram em uma rede de obsessão, intriga e traição. Agora, ao se ver diante da pintura que desencadeou tudo, o advogado precisa lidar com o passado e com o que sua vida se tornou. E, quando ele consegue localizar a mulher, é forçado a enfrentar o verdadeiro significado do amor que nutria por ela e a influência que esse sentimento teve por toda a sua vida.

“A mulher na escada”, de Bernhard Schlink, autor do best-seller “O leitor” é um romance intrincado, comovente e encantador sobre criatividade e amor, sobre os efeitos da passagem do tempo e, acima de tudo, sobre os arrependimentos que nos acompanham ao longo da vida.

 

A livraria, Penelope Fitzgeral, Bertrand: 2018, 160 páginas

A_LIVRARIA_151594176724861SK1515941768B

O livro que deu origem ao filme estrelado por Emily Mortimer, de A ilha do medo, e Patricia Clarkson, de House of Cards Florence Green, uma viúva de meia-idade, decide abrir uma livraria — a única — na pequena Hardborough, uma cidade costeira no interior da Inglaterra. Florence não esperava, contudo, que seu projeto pudesse transformar Hardborough em um campo de batalha: enquanto a influente e ambiciosa Violet Gamart, que tinha outros planos para a centenária casa que ela escolheu como sede, faz de Florence sua inimiga, a empreendedora também conquista um aliado na figura do excêntrico Sr. Brundish. Na história de Florence Green enfrentando a cortês mas implacável oposição local, vê-se a denúncia de uma estrutura de privilégios apoiada em invejas e crueldades, e, no microcosmo de Hardborough, Penelope Fitzgerald monta um cenário repleto de detalhes precisos e personagens atemporais.

 

O projeto Jane Austen, Kathleen Flynn, Única: 2018, 280 páginas

O_PROJETO_JANE_AUSTEN_1513872524740201SK1513872525B

Metas cada vez mais agressivas, resultados desafiadores e o desejo constante de crescer. Este é o resumo da vida do profissional de vendas, especialmente daquele que almeja o posto e o reconhecimento de liderança.

Inglaterra, 1815.
Rachel e Liam são dois viajantes do futuro que chegam à antiga Londres com a missão mais audaciosa do que qualquer viagem no tempo que já ocorreu: encontrar Jane Austen, ganhar a confiança dela e roubar um manuscrito inacabado.

Ela, uma médica; ele, um ator. Selecionados e treinados cuidadosamente, tudo o que Rachel e Liam têm em comum é a admiração pela autora e a situação extraordinária em que se encontram – e que obriga Rachel a colocar seu jeito independente de lado e deixar Liam assumir a liderança enquanto se infiltram no círculo da família Austen.

Além do desafio de viver uma mentira, Rachel luta para diagnosticar a doença fatal de Jane. À medida que a amizade das duas se fortalece e o seu relacionamento com Liam torna-se complicado, Rachel faz de tudo para reconciliar seu verdadeiro eu com as convicções da sociedade do século XIX.

O tempo está acabando. Rachel e Liam conseguirão deixar o passado intacto?

Depois desse encontro com Jane Austen, a vida que os espera no futuro será o bastante?

 

Um cavalheiro em Moscou, Amor Towles, Intrínseca: 2018, 464 páginas

UM_CAVALHEIRO_EM_MOSCOU_1515720646746406SK1515720646B

Nobre acusado de escrever uma poesia contra os ideais da Revolução Russa, Aleksandr Ilitch Rostov, “O Conde”, é condenado à prisão domiciliar no sótão do hotel Metropol, lugar associado ao luxo e sofisticação da antiga aristocracia de Moscou. Mesmo após as transformações políticas que alteraram para sempre a Rússia no início do século XX, o hotel conseguiu se manter como o destino predileto de estrelas de cinema, aristocratas, militares, diplomatas, bons-vivants e jornalistas, além de ser um importante palco de disputas que marcariam a história mundial. Mudanças, contudo, não paravam de entrar pelo saguão do hotel, criando um desequilíbrio cada vez maior entre os velhos costumes e o mundo exterior. Graças à personalidade cativante e otimista do Conde, aliada à gentileza típica de suas origens, ele soube lidar com a sua nova condição. Diante do risco crescente de se tornar um monumento ao passado até ser definitivamente esquecido, o Conde passa a integrar a equipe do hotel e a aprofundar laços com aqueles que vivem ao seu redor. Com sua perspectiva única de prisioneiro de duas realidades distintas, o Conde apresenta ao leitor sua sabedoria e sensibilidade ao abandonar certos hábitos e se abrir para as incertezas de novos tempos que, mesmo com a capacidade de transformar a vida como a conhecemos, nunca conseguirão acabar com a nobreza de um verdadeiro cavalheiro.

 

Todos estes livros vão com minha recomendação. Boa sorte!





Entrando no espírito da estação com antigos desenhos de Disney

24 11 2015

 

presente para o mickeyMickey recebe um presente de Natal, ilustração Walt Disney.

 

presente para clarabelaClarabela recebe um presente de Natal, ilustração Walt Disney.

 

 

presente para o horacioHorácio recebe um presente de Natal, ilustração Walt Disney.

 

 

presente para minieMinie recebe um presente de Natal, ilustração Walt Disney.

 

 

presente para o patetaPateta recebe um presente de Natal, ilustração Walt Disney.

 

 

presente para o pato donaldPato Donald recebe um presente de Natal, ilustração Walt Disney.

 

 

presente para o plutoPluto recebe um presente de Natal, ilustração Walt Disney.




Quadrinha do presente

8 01 2014

???????????????????????????????Cascão leva um presente, ilustração de Maurício de Sousa.

Se você der um presente,

esqueça logo o que deu;

mas traga sempre na mente

aquilo que recebeu.

(Adalzira Bittencourt)





Agatha Christie, seus livros mais cotados

22 12 2011

Ilustração Walt Disney.

Agatha Christie, a dama da literatura de mistério, é ainda hoje uma das escritoras mais lidas no mundo!  Devo a ela grande parte da minha proficiência em inglês, pelo menos no início da minha estadia nos Estados Unidos.  Quando cheguei naquele país meu inglês era fraquíssimo.  Eu tinha uma boa base de gramática, tendo aprendido por anos aqueles detalhes que não servem para diálogos:  “gerúndio”, “particípio passado” de cada verbo.  Havia sido um processo de decorar sem fim que não fazia o menor sentido no dia a dia, no viver numa cidade, muito menos quando eu sabiaque a minha estadia lá seria de pelo menos, no mínimo dos mínimos, quatro anos.   Foi aí que me interessei em ler Agatha Christie.

Eu sempre gostara de livros de mistério e achei, corretamente, que o interesse que eu tinha iria servir de impulso para que eventualmente eu procurasse algumas palavras no dicionário.  Acertei em cheio. Foi ótimo.  Os livros dela se encontravam em qualquer canto, em formato de bolso, baratíssimos e acabei lendo bem mais que 25 de seus títulos, alguns dos quais comprei em sebos, pois já estavam fora de circucação.  Foi a melhor coisa, além de assistir muita televisão, que pude fazer naquela época para melhorar a minha qualidade de vida no país.  Portanto, é com prazer que vejo que os livros de Agatha Christie, a Dama do Mistério Inglês, continuam populares e atraindo milhares de leitores no Brasil.   De todos os personagens  de seus livros a minha favorita é, sem sombra de dúvida, Miss Marple.  Mas no início foi Poirrot mesmo.  Só vim a apreciar as nuances das observações de Miss Marple com o passar dos anos e tomada de conhecimento sobre a vida na Inglaterra dos pequenos vilarejos.

Na semana passada, por causa de outro assunto, acabei podendo relacionar os títulos mais populares e de maior apreciação no Brasil escritos pela rainha do mistério inglês.  Passo aqui para vocês, caso ainda precisem presentear alguém nesse fim de ano, os títulos favoritos do leitor brasileiro em ordem de preferência.

1 ) O caso dos dez negrinhos

Dez pessoas são convidadas pelo misterioso U.N. Owen para passar alguns dias numa ilha perto de uma aldeia pouco movimentada. Os convidados aceitam o convite e de igual maneira embarcam num barco local para a ilha. Na primeira noite, quando todos já se conheciam razoavelmente bem e conviviam animadamente na sala, ouve-se uma voz vinda das paredes da sala, acusando cada um dos dez presentes de ter cometido um crime, crime esse que apesar de ser despropositado ou inevitável, levou à morte de outras pessoas. O pânico instala-se e mortes inexplicáveis se sucedem, tendo por única pista uma trova infantil.

2) O assassinato de Roger Ackroyd

O assassinato do rico Roger Ackroyd, morto a punhaladas com uma adaga tunisiana, é a terceira de uma série de estranhas mortes, que despertam a atenção da solteirona e sagaz Caroline Sheppard, irmã do médico da cidade e narrador deste romance. Intrigada, Caroline resolve investigar o caso e descobrir se as três mortes têm alguma ligação. Para isso, ela conta com a ajuda de seu novo e excêntrico vizinho: o detetive belga Hercule Poirot. Escrita em 1926.  O Assassinato de Roger Ackroyd é uma das mais famosas histórias da rainha do mistério.

3) Assassinato no Expresso do Oriente

Pouco depois da meia-noite, uma tempestade de neve pára o Expresso do Oriente nos trilhos. O luxuoso trem está surpreendentemente cheio para essa época do ano. Mas, na manhã seguinte, há um passageiro a menos. Uma americano é encontrado morto em sua cabina, com doze facadas, e a porta estava trancada por dentro. Pistas falsas são colocadas no caminho de Hercule Poirot para tentar mantê-lo fora de cena, mas, num dramático desenlace, ele apresenta não uma, mas duas soluções para o crime.

4 ) Cai o Pano: o último caso de Poirot

Para resolver o último caso de sua carreira, o detetive belga Hercule Poirot volta ao local onde solucionou os primeiros crimes. Neste livro, o último de um ciclo de romances de Agatha Christie, o talento da escritora inglesa junta-se à primorosa tradução de Clarice Lispector.

5) O Natal de Poirot

Véspera de Natal. A reunião da família Lee é arruinada pelo barulho ensurdecedor de móveis sendo destroçados, seguido de um grito agudo e sofrido. No andar de cima, o tirânico Simeon Lee está morto, numa poça de sangue, com a garganta degolada. Mas quando Hercule Poirot, que está no vilarejo para passar o Natal com um amigo, se oferece para ajudar, depara-se com uma atmosfera não de luto, mas de suspeitas mútuas. Parece que todos tinham suas próprias razões para detestar o velho…

6) A casa torta

O octogenário Aristide Leonides, dono de grande fortuna, é envenenado em sua mansão, onde vivia com toda a família — sua esposa, cinqüenta anos mais jovem, dois filhos, duas noras, três netos e uma cunhada. Qualquer um poderia tê-lo matado. O único motivo evidente é a fortuna deixada como herança. Mas parece pouco provável que alguém se dispusesse a sujar as mãos por causa do testamento de um velho em idade já tão avançada. Charles Hayward não tem como não se envolver na história: Sir Arthur Hayward, seu pai, é o comissário-assistente da Scotland Yard responsável pelo caso; e Sophia, com quem pretende se casar, é uma das netas da vítima. Portanto, Charles tem seus motivos para tentar solucionar o mistério.

7) A morte no Nilo

A parte principal deste romance desenvolve-se a bordo de um barco, que navega pelas águas do Nilo, em cujas margens se levantam ruínas milenárias, restos de uma civilização dedicada ao culto dos mortos; e lá nesse ambiente fúnebre, uma deslumbrante garota, que tinha tudo – juventude, beleza, riqueza e felicidade —, perde tudo, num repente, ao ser assassinada na sua cabine. O assassinato foi cuidadosamente planejado, para que seja impossível descobrir o assassino, quem teve a má sorte de que Hercule Poirot estivesse de férias no Egito, e pudesse investigar seu crime – aliás, seus crimes, porque há mais de um — com uma maior atenção da que se tinha empregado em cometê-los. Para aumentar a intriga e o suspense, sabemos que entre os passageiros do Karnack, se encontra um famoso assassino profissional, que é perseguido pelo Coronel Race, amigo de Poirot e sagaz agente do Serviço Secreto inglês.

8 ) O misterioso caso de Styles

[O 1º romance publicado d a autora (1920)]

O primeiro e um dos mais famosos mistérios solucionados por Hercule Poirot, o caso Styles começa quando uma aristocrata inglesa morre trancada em seu quarto, vítima de um aparente ataque cardíaco. A coisa ficaria por aí, não fosse a suspeita de envenenamento levantada pelo médico da família.

9) Os crimes ABC

Já aposentado, Hercule Poirot aceita o desafio de desvendar um assassinato cometido por um criminoso que se anuncia com cartas anônimas cheias de menosprezo. O assassino deixa junto de suas vítimas um guia ferroviário. Talvez seja um maníaco por estradas de ferro. Poirot persegue de pista em pista, de letra em letra, o rastro sempre alfabético do inimigo.

10) Assassinato no campo de golfe

Aos campos de golfe normalmente se vai para praticar o esporte. Mas em um romance de Agatha Christie, a dama do crime, o gramado também pode se transformar no lugar onde acontece o assassinato de um jogador desavisado.

Nota: A ordem de popularidade foi calculada na média ponderada de pontos por título encontrados nos portais de leitores de livros brasileiros.





Novidade natalina: o lápis bem apontado

23 11 2010

 

Jovem apontando um lápis, 1737

Jean Baptiste Simeon Chardin (França, 1699-1779)

Museu do Louvre, Paris

Na época do Natal todo tipo de “novidade” parece exercer uma fascinação desmedida no público consumista.  Há de se marcar certas décadas passadas justamente por esses objetos de fascinação momentânea.  Uma busca por esses objetos na internet traz à tona: o anel que muda de cor com a suas emoções; o galinho que muda de cor prevendo chuva ou sol; o animal de estimação Chia, que se torna coberto de brotinhos de plantas verdes, a medida que se molha o bibelô; o abajur que acende quando se bate palmas, e o item que não poderia faltar em qualquer lar: a pedra de estimação.

Tudo indica que David Reese de Nova York, pensou profundamente em como arrecadar um dinheirinho extra, além do que ganha como cartunista, oferecendo, ao público em geral, um lápis bem apontado por USD$ 15.00  — quinze dólares.  Com essa quantia você recebe em casa – pelo correio – não só o lápis nº 2 que você comprou, como também as raspas de madeira que ele retirou do lápis, embaladas num saquinho plástico  à parte.  Você pode se quiser mandar o seu próprio lápis de estimação e pelo mesmo preço ele lhe mandará de volta o seu lápis bem apontado.  Mas não há desconto nesse caso.  Se você estiver realmente carente de bons lápis bem apontados, por USD $ 50,00 David mandará para você 12 lápis apontados. 

Por que mesmo que eu não tive e$$a idéia?

FONTE:  WIRED





O que há de novo e recomendado em livros para o seu adolescente

4 10 2010

Ilustração Maurício de Sousa.

Em outubro temos o Dia das Crianças — 12 de outubro — e também começamos a pensar no Natal e nas possibilidades de compra de presentes para os nosso filhos, sobrinhos, enteados, os jovens da família, todos aqueles a quem queremos agradar.   Livros são sempre um ótimo presente, não só para quem já gosta de ler, como para incentivar aquele que ainda não descobriu o prazer de ler.

Com o intuito de auxiliar na escolha dos livros que possam vir a interessar o seu adolescente — de 13 a 18 anos — compilei aqui uma listinha dos livros publicados em 2010, no Brasil, que têm tido boa repercussão entre esse grupo de leitores.

A observar: 

1) Leia bem a descrição das histórias para ver se agradaria ao seu presenteado.  Os livros aqui compilados são recomendados para aqueles acima de 13 anos.  Mas, cada pessoa se desenvolve de maneira diferente, assim como tem diferentes gostos.  Avalie bem para quem vai dar o volume escolhido.

2) Consultei ao todo 6 portais da internet  em que leitores avaliam e dão notas aos livros lidos.  Consultei  portais em diversas línguas, porque todos esses livros são de origem estrangeira.  No Brasil consultei o SKOOB —  www.skoob.com.br -Não listei nenhum livro cuja MÉDIA de avaliações estivesse abaixo dos 80% de aprovação.  Assim, pensei em garantir não só a diversificação de tópicos como também as diferenças entre preferências pessoais, nacionais e internacionais.

3) Este blogue é independente.  Não tenho parcerias com editoras, nem com livrarias.  A seleção foi feita por popularidade entre os adolescentes.  Não há ordem de preferência na listagem.

Boa leitura!

Ilustração Avelino Guedes.

Jogos Vorazes  —  Suzanne Collins

 

Mistura de ficção científica com mitologia e reality show, Jogos Vorazes é o mais novo fenômeno da literatura jovem, precursor de tendência no milionário mercado de Best-sellers juvenis: a dos romances ambientados num futuro pós-apocalíptico. Há mais de 85 semanas na lista de mais vendidos do The New York Times e de outras publicações de prestígio dos EUA, e elogiado por Rick Riordan, da série “Percy Jackson”, e Stephenie Meyer, da saga “Crepúsculo”, o livro, primeiro volume de uma trilogia, rendeu à autora Suzanne Collins lugar na balada lista de 100 personalidades mais influentes do ano da revista Time.

Ambientado num futuro sombrio, o livro narra uma luta mortal pela sobrevivência encenada por crianças e transmitida ao vivo para todos os habitantes de uma nação construída nas ruínas de um lugar anteriormente conhecido como Estados Unidos. Com este mote surpreendente e uma narrativa ágil, Jogos Vorazes já foi traduzido para mais de 30 idiomas e vem se tornando um crossover, atraindo leitores de diversas faixas etárias.

Editora: Rocco   ISBN: 9788579800245  Ano: 2010  Número de páginas: 400

Calafrio —  Maggie Stiefvater

Quando chega o inverno, Grace é atraída pela presença familiar dos lobos que vivem no bosque atrás de sua casa. Ela espera ansiosamente pelo frio desde que fitou pela primeira vez os profundos olhos amarelos de um dos lobos e sobreviveu ao ataque de uma alcatéia. Esses mesmos olhos brilhantes ela encontraria mais tarde em Sam, um rapaz que cresceu vivendo duas vidas: uma normal, sob o sol, e outra no inverno, quando vestia a pele do animal feroz que, certa vez, encontrou aquela garota sem medo.

Tudo o que Sam deseja é que Grace o reconheça em sua forma humana, e para isso bastaria que trocassem um único olhar. Mas o tempo de Sam está acabando. Ele não sabe até quando manterá a dupla aparência e quando se tornará um lobo para sempre. Enquanto buscam uma maneira de para torná-lo humano para sempre, têm de enfrentar a incompreensão da cidade, que vê nos lobos um perigo a ser combatido.

Calafrio é a história de dois jovens que aceitam correr todos os riscos pelo amor, até mesmo o de deixarem de ser quem são.

Editora: Agir ISBN: 9788522010509  Ano: 2010  Número de páginas: 336

Halo: os anjos descobrem o desejo  — Alexandra Adornetto

 

Três anjos são enviados à Terra com planos de se misturarem aos humanos para assegurar a paz e trazer a bondade. Gabriel, o Herói de Deus, um antigo guerreiro que se disfarça de professor de música; Ivy, serafim abençoada com poderes de cura; e Bethany, a mais nova e inexperiente do grupo, enviada como uma jovem estudante para aprender sobre a humanidade.

Após Bethany se encantar com a vida humana, ela começa a viver todas as experiências de uma adolescente normal, até se apaixonar por um rapaz e coloca toda a missão em risco. As forças do mal se aproveitarão dessa situação para pôr seus planos malignos em prática.

Um romance de tirar o fôlego, que responderá a pergunta: será que o amor é forte o suficiente para vencer as forças do mal?

Editora: Agir  ISBN: 9788500331091  Ano: 2010  — LANÇAMENTO  15/10  Número de páginas: 472

Sammy Keyes e o Homem Esqueleto
 — Wendelin Van Draanen 
 

Acompanhada por suas amigas Marissa e Dot, Sammy decide bater na porta da Casa dos Arbustos, um lugar amendrontador do qual nem os adultos gostam de falar, e em pleno Dia das Bruxas. Em sua primeira aventura, narrada em primeira pessoa, Sammy Keys tem que juntar as peças de um jogo que envolve uma casa sombria, brigas familiares, castiçais e livros valiosos, para desvendar um mistério do qual a polícia não dá conta, e ainda tramar uma vingança contra a irritante Heather, que espalhou uma mentira daquelas sobre a pequena heroína no colégio.

 

Editora: Rocco ISBN: 9788579800160  Ano: 2010  Número de páginas: 230

 

 

Brevíssima história de quase tudo —  Bill Bryson

 

Você sabia que cada átomo de seu corpo provavelmente fez parte de milhões de organismos, e de várias estrelas, antes de vir a ser você? Que uma pessoa de tamanho médio contém energia comparável à força de várias bombas de hidrogênio? Entre esses “comos” e “quens” das descobertas científicas, em Brevíssima história de quase tudo você conhece cientistas bizarros, teorias malucas que vigoraram por muito tempo e descobertas acidentais que mudaram os rumos da ciência.
Grande contador de histórias, Bill Bryson um dia se deu conta de que conhecia muito pouco o planeta em que vivia. Essa constatação foi o empurrão necessário para que ele reunisse todas as suas perguntas sobre ciência e saísse em busca de respostas. Durante três anos, leu centenas de livros e revistas e entrevistou especialistas das mais diversas áreas. O resultado desse esforço para entender – e explicar – tudo sobre o mundo apareceu primeiro em Breve história de quase tudo, e agora ressurge adaptado para o público infantojuvenil.
Ao contrário do texto didático tradicional, a prosa de Bill Bryson descarta a linguagem difícil, mas não abre mão da abordagem detalhada de cada tema. A preocupação do autor está em entender como os cientistas realizam suas descobertas e explicar para o leitor comum não só os mistérios da ciência mas também como, contra todas as possibilidades, a vida conseguiu prosperar nesse planeta maravilhoso que chamamos lar.

Editora: Companhia das Letrinhas   ISBN: 9788574064161  Ano: 2010  Número de páginas:  175

O Palácio de inverno —  John Boyne

 

Pode-se fugir da história? Será possível viver no anonimato após uma existência de fausto e glória? A vida comum é assim tão diferente da vida pública?   Geórgui Jachmenev passou a vida inteira se debatendo com essas questões, e agora, prestes a perder o grande amor de sua vida, tenta encontrar uma resposta para elas ao refletir sobre seu percurso num século XX que sempre lhe pareceu longo demais.
Seus feitos começaram cedo: aos dezesseis anos, em ação impulsiva e atabalhoada, o rapaz impediu um atentado contra a vida de ninguém menos que o grão-duque Nicolau Nicolaievitch, irmão do czar Nicolau II, que, agradecido, nomeou Geórgui o guarda-costas oficial de seu filho Alexei, destinado a ser o próximo czar. Uma reviravolta impressionante, que o levou da taiga russa para o fausto dos palácios moscovitas, cenário que, apesar da amplidão e luxo de seus imensos corredores, iria se revelar bem mais inóspito que os frios grotões de sua vida anterior.

A dura experiência com esse mundo gélido de intrigas palacianas, às quais sempre era jogado contra sua vontade, e de grandes tensões e responsabilidade só foi apaziguada com a chegada do primeiro amor, Zoia. Mas os tempos eram agitados, e a história deixou pouco espaço para idílios: quando a Revolução Bolchevique tomou de assalto o país, e isolou toda a família do czar numa casa de campo nos arredores de Ekaterinburg, mais uma vez Geórgui teve de agir rápido a fim de salvar a si e a Zoia. A vida com ela lhe custaria pátria, família e prestígio, e ele jamais se arrependeu disso – mas e para Zoia, o que teria custado?
Numa narrativa fascinante, em que presente e passado vão convergindo em capítulos alternados, da Inglaterra dos anos Thatcher para a época dos czares russos, e dos anos difíceis da Segunda Guerra Mundial para o turbilhão da Revolução Bolchevique, acompanhamos Geórgui em meio a acontecimentos históricos decisivos que acabam por se revelar mero pano de fundo para uma história de amor que esconde um grande mistério, talvez maior mesmo que a própria história.

Editora: Cia das Letras  ISBN: 9788535917109  Ano: 2010  Número de páginas: 456

Anjos rebeldes — Gemma Doyle

Segundo volume da trilogia Gemma Doyle, ‘Anjos rebeldes’ traz de volta a protagonista no centro de uma trama que mistura segredos de família, sedução e mistério. Narrada em primeira pessoa pela jovem que dá nome à série, a história transporta o leitor para a Londres de 1895, numa reconstituição de época, e o conduz para o mundo interior de Gemma Doyle, uma garota que precisa descobrir seus próprios segredos para dominar uma mente inquieta e um coração cheio de vida, questionamentos e angústias. Herdeira de um incômodo dom sobrenatural – visões do futuro que têm o desconfortável hábito de se tornarem realidade -, Gemma Doyle se prepara, em ‘Anjos rebeldes’, para suas primeiras férias da tradicional Academia Spence, uma escola para moças para onde foi enviada depois da morte da mãe no dia do seu aniversário de 16 anos. Foi lá, no bosque da escola comandada com mãos de ferro pela Sra. Nightwing, que Gemma entrou em contato com seu dom de forma cada vez mais intensa, envolvendo-se com Felicity e Pippa, algumas das meninas mais invejadas e temidas do colégio, e com a humilde Ann, e descobrindo a ligação de sua mãe com um grupo muito antigo e misterioso conhecido como a Ordem. Mas agora que as férias estão chegando, Gemma só pensa em voltar a Londres como uma garota normal, reencontrar o irmão e a avó, participar de animadas festas usando seus melhores vestidos e flertar com o charmoso Simon Middleton. No entanto, sem que possa controlar seus poderes sobrenaturais, ela começa a ter repetidas visões em que aparecem três moças vestidas de branco, uma imagem de dor e frio à qual ela não consegue ficar alheia, e que trazem um terrível segredo.

Editora: Rocco  ISBN: 9788532579800030  Ano: 2010   Número de páginas: 472

 

100 dicas para conquistar um vampiro —  Arianne Brogini

Estar apaixonada não é fácil. Estar apaixonada por um vampiro, então, é trabalho dobrado. Não bastassem as dificuldades normais de um relacionamento, como crises de insegurança e ciúmes, ainda há a preocupação com o fato de que talvez ele possa amar com a mesma intensidade que deseja sangue. Mas garotas gostam de viver perigosamente, e se a recompensa for cair nos braços gelados de um vampiro-príncipe como Edward Cullen, todo risco é justificável. Neste livro, é possível encontrar 100 dicas infalíveis para conquistar um vampiro e agarrá-lo pelos caninos. As dicas também podem ser utilizadas com garotos não-vampiros.

Editora: Panda Books  ISBN:  // 8578880536  Ano: 2010  Número de páginas:  92

Academia de princesas — Shannon Hale

Em um povoado distante, a vida segue tranquila, até um anúncio chegar para modificar a vida de todos – o príncipe está buscando uma moça para ser sua noiva, e todas as meninas do reino deverão ser levadas para uma academia de princesas, para aprender os modos da corte. Entre elas, há uma que não deseja este futuro, mas infelizmente o desejo real é uma ordem.

Editora:  Record Galera  ISBN:  8501086541  Ano: 2010  Número de páginas: 272

Águia: os cinco ancestrais — Jeff Stone

A origem do Kung Fu é o tema da série Os Cinco Ancestrais, do norte-americano Jeff Stone, cujo quinto volume, Águia, chega às livrarias. A série – que foi traduzida para 12 idiomas e teve os direitos de adaptação para o cinema comprados pela Nickelodeon – recria a história dos cinco jovens monges que, segundo a lenda, deram origem ao Kung Fu. Cada um deles é mestre num estilo de luta – do tigre, do macaco, da serpente, da garça e da águia. Depois de sobreviverem juntos a uma tragédia, foram instruídos pelo Grão-Mestre a levar adiante sua filosofia de vida e a ensinar suas habilidades de luta.  Neste volume, velhas alianças são questionadas e novas são formadas, e os cinco ancestrais podem evitar a catástrofe se trabalharem unidos.

Editora: Rocco  ISBN:  // 8561396229  Ano: 2010  Número de páginas: 248

Vingança em chamas —  John Marsden

Como num jogo de dados, a cada lance tudo pode mudar. Ellie, Lee, Homer, Fi e Kevin seguem em frente, resistindo ao poderoso invasor de seu país. Eles fazem de tudo para atrapalhar os planos dos inimigos, porém são pegos de surpresa. O destino prepara uma terrível armadilha, e os cinco jovens acabam dentro do grandioso aeroporto militar de Wirrawee, cercados por centenas de soldados fortemente armados e treinados para matar. A coragem, entretanto, fala mais alto. Os amigos colocam em prática um plano superaudacioso e totalmente suicida. Lidando com conflitos internos, a saudade dos pais e de outras pessoas amadas que se foram – e também com uma dolorosa traição -, Ellie segue em frente. Seu mundo agora é um lugar insano, devastado pela guerra. Às vezes, sobreviver parece uma ilusão, um sonho impossível, mas a esperança não morre. Nem mesmo nas piores situações.

Editora: Fundamento ISBN: 8576763672  Ano: 2010  Número de páginas: 232

 

Quem tem medo da noite? —  John Marsden

Uma guerra destrói prédios, casas e pontes de um país, assim como vidas inteiras, o jeito de ser e de pensar de seus habitantes. Será que Ellie perdeu para sempre sua doçura e sua gentileza? O destino colocou outra vez Ellie e seus amigos diante de um desafio – cuidar de um grupo de órfãos da guerra, extremamente afetados pelo horror que viram e viveram. Não vai ser fácil para cinco adolescentes – um pouco mais velhos que essas crianças – tomarem para si essa responsabilidade. Enquanto provam, com a ajuda das crianças, que ainda há espaço para a esperança e a afeição em seus corações, Ellie, Fi, Homer, Lee e Kevin não podem esquecer que a morte os espreita em todos os lugares. Os cinco lutam para escapar de perigosas armadilhas e precisarão de muita força, coragem e sangue-frio para sobreviver ao inimigo que invadiu sua pátria e lentamente se aproxima do único local seguro para eles. Será esse o fim de Ellie e seus amigos?

Editora: Fundamento  ISBN: 8576764164  Ano: 2010  Número de páginas:  212

 

Blue bloods, vampiros de Manhattan — Melissa de la Cruz

Quando o Mayflower aportou nos Estados Unidos, em 1620, trazia a bordo homens e mulheres que lançariam as bases da sociedade norte-americana. Mas entre os Peregrinos havia também aqueles que não estavam apenas fugindo de perseguições religiosas. Eram os Blue Bloods – um clã que acumulou grande poder e riqueza, tornando-se um dos mais influentes grupos da sociedade de Nova York. Schuyler acabou de completar quinze anos. Veias azuis começam a saltar sob a pele pálida de seus braços. Sente um desejo insaciável por carne crua, e estranhas visões de tempos remotos assombram sua mente. E quando uma garota de seu colégio é encontrada morta, sem nenhuma gota de sangue no corpo, Schuyler não sabe o que fazer. Poderiam ser verdadeiras as histórias de vampiros?

Editora: ID  ISBN: 8516067475  Ano: 2010  Número de páginas: 336

 

O caso da Senhorita Canhota — Nancy Springer

A jovem inglesa Enola Holmes permanece solitária, vivendo sozinha na maior, mais sinistra e suja cidade do mundo. Sua mãe ainda é uma incógnita, e para dificultar essa busca, Enola está sendo procurada pelo detetive mais famoso do mundo – seu próprio irmão, Sherlock Holmes. Para que possa continuar livre, ela precisa enganá-lo. Ao encontrar um esconderijo cheio de brilhantes desenhos feito a carvão, ela sente como se fosse uma alma gêmea da garota que fez aquelas obras de arte – mas a garota, a jovem Srta. Cecily desapareceu sem deixar rastros. Desbravando as ruas sombrias onde os assassinos espreitam, Enola deve descobrir como as pistas – uma escada inclinada, um balconista vesgo e alguns panfletos de política – podem levá-la a encontrar a moça canhota. Mas para salvar Srta. Cecily de um poderoso vilão, Enola se arriscará a revelar mais do que ela pode.

Editora: Bonobo  ISBN: 8576792990  Ano: 2010 Número de páginas: 214

Cupcake  —  Rachel Cohn

Aos 18 anos, Cyd Charisse mora em Nova York, no quarto vazio do apartamento do seu meio-irmão Danny, longe dos pais (e de suas regras), mas também das amigas Pão-Doce, Helen e Autumm. A Pequena Rebelde pensa em se inscrever num curso de culinária, e está determinada a encontrar o melhor cappuccino da sua nova cidade; algo que lembre Siri e a antiga vida dos expressos espumados de São Francisco. Ah, e por falar no ex-namorado surfista, a peça chave do novo Plano é não sofrer porque abandonou seu grande amor para que ele pudesse ir morar na Nova Zelândia, e assim aproveitar o que Manhattan tem a oferecer (ou seja, meninos bonitos e interessantes). Na busca pelo capuccino perfeito, quebra o pé e é atendida por um paramédico lindo. Atraída pelo aroma divinal de café a uma loja nada sofisticada, acaba sendo contratada como barista. Uma profissão adequada para alguém viciado em cafeína. Cyd está mais madura e consciente de suas escolhas, mas será que a Big Apple está realmente preparada para ela?

Editora: Record [Galera]  ISBN: 8501079529  Ano: 2010  Número de páginas:  288

Diário secreto de Sara Swan —  Margaret Clark

Neste livro, Sean termina com Sara e sua tia-avó chata muda para o seu bairro. Ela ainda precisa arrumar dois namorados um para ela e outro para sua mãe, que, além de ter se tornado uma tirana em casa, ainda foi dar aula em sua escola e virou a professora mais rígida de todos os tempos.

Editora: Fundamento  ISBN: 8576764571  Ano: 2010  Número de páginas: 158

Intriga  — Anna Godbersen

Um mundo de mistério, traições, rivalidades, escândalos e segredos protagonizados por três jovens socialites. ‘Intriga’ volta a 1899, quando Manhattan começava a se transformar no coração do mundo, a Quinta Avenida abrigava as mansões de algumas poucas e abastadas famílias e os jovens da alta sociedade se exibiam em fabulosos vestidos e elegantes fraques em animados bailes madrugada adentro. Dessa vez, a trágica morte da jovem Elizabeth Holland, uma das mais belas meninas da cidade, volta os olhares de toda a comunidade para os seus conhecidos mais próximos – seu noivo, sua irmã e sua melhor amiga.

Editora: Rocco  ISBN: 9788579800221  Ano: 2010  Número de páginas: 392





Sugestões de livros para adolescentes mais velhos

18 12 2008

jan-mcdonald-pastel-painting-girl-reading

Venezianas, sd

Jan Mcdonald (EUA)

Pastel sobre papel.

 

 

Então o seu adolescente já leu todos os volumes do Harry Potter.  Ele ou ela está crescendo e você quer continuar a lhe dar incentivo para ler.  Esta lista menciona alguns livros que são hoje os favoritos entre adolescentes.  A lista foi compilada numa tentativa de expandir o conhecimento do jovem leitor – do jovem adulto — com o que está sendo lido lá fora.  Os clássicos também foram escolhidos assim.   Que fique claro: esta é uma lista para o adolescente mais velho, de 15 anos ou mais.  No fundo, você, que conhece o seu adolescente será o melhor juiz desta seleção.

 

 

 

LIVROS  RECENTES

 

 

CONTOS DE BEEDLE, O BARDO, OS
ROWLING, J. K.

‘Os contos de Beedle, o Bardo’, livro que aparece em Harry Potter e as Relíquias da Morte como um presente do mestre Dumbledore para Hermione, reúne cinco textos escritos e ilustrados por Rowling. Trata-se de uma coletânea de contos de fadas dos bruxos, trazendo histórias sobre o passado de Hogwarts e nomes já conhecidos dos fãs da série Harry Potter.

 

BRISINGR – TRILOGIA DA HERANÇA LIVRO 3
PAOLINI, CHRISTOPHER

Eragon e seu dragão, Saphira, conseguiram sobreviver à batalha colossal na Campina Ardente contra os guerreiros do Império. No entanto, Cavaleiro e dragão ainda terão de se deparar com inúmeros desafios. Eragon se vê envolvido numa série de promessas que talvez não consiga cumprir, como o juramento a seu primo, Roran, de ajudá-lo a resgatar sua amada Katrina das garras de Galbatorix. Todavia, Eragon deve lealdade a outros também.  Os Varden precisam desesperadamente de sua habilidade e força, assim como elfos e anões. Com a crescente inquietação dos rebeldes e a iminência da batalha, Eragon terá de fazer escolhas que o levarão a atravessar o Império, viajando muito além. Escolhas que poderão submetê-lo a sacrifícios inimagináveis – Eragon é a única esperança de libertar o reino da tirania de Gabaltorix. Conseguirá o jovem unir as forças rebeldes e derrotar o Império?

 

 

CREPUSCULO
MEYER, STEPHENIE

‘Crepúsculo’ marca a estréia da americana Stephenie Meyer, que assina uma saga de quatro livros. Em ‘Crepúsculo’ Stephanie narra a história de uma jovem que, ao se mudar para uma pequena cidade do Estado de Washginton, conhece um amigo enigmático pelo qual se apaixona.

 

 

LUA NOVA
MEYER, STEPHENIE

Para Bella Swan, há uma coisa mais importante do que a própria vida – Edward Cullen. Mas estar apaixonada por um vampiro é ainda mais perigoso do que ela poderia ter imaginado. Edward já resgatara Bella das garras de um monstro cruel, mas agora, quando o relacionamento ousado do casal ameaça tudo o que lhes é próximo e querido, eles percebem que seus problemas podem estar apenas começando.

 

MENINO DO PIJAMA LISTRADO, O
BOYNE, JOHN

Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus. Também não faz idéia de que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos de que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer.

 

MENINA QUE ROUBAVA LIVROS, A
ZUSAK, MARKUS

Entre 1939 e 1943, Liesel Meminger encontrou a morte três vezes. E saiu suficientemente viva das três ocasiões para que a própria, de tão impressionada, decidisse nos contar sua história, em ‘A menina que roubava livros’. Desde o início da vida de Liesel na rua Himmel, numa área pobre de Molching, cidade próxima a Munique, ela precisou achar formas de se convencer do sentido de sua existência. Horas depois de ver seu irmão morrer no colo da mãe, a menina foi largada para sempre aos cuidados de Hans e Rosa Hubermann, um pintor desempregado e uma dona-de-casa rabugenta. Ao entrar na nova casa, trazia escondido na mala um livro, ‘O manual do coveiro’. Num momento de distração, o rapaz que enterrara seu irmão o deixara cair na neve. Foi o primeiro dos vários livros que Liesel roubaria ao longo dos quatro anos seguintes. E foram esses livros que nortearam a vida de Liesel naquele tempo, quando a Alemanha era transformada diariamente pela guerra, dando trabalho dobrado à Morte. O gosto de roubá-los deu à menina uma alcunha e uma ocupação; a sede de conhecimento deu-lhe um propósito. E as palavras que Liesel encontrou em suas páginas e destacou delas seriam mais tarde aplicadas ao contexto da sua própria vida, sempre com a assistência de Hans, acordeonista amador e amável, e Max Vanderburg, o judeu do porão, o amigo quase invisível de quem ela prometera jamais falar. Há outros personagens fundamentais na história de Liesel, como Rudy Steiner, seu melhor amigo e o namorado que ela nunca teve, ou a mulher do prefeito, sua melhor amiga que ela demorou a perceber como tal.

 

PACTO, O

PICOULT, JODI

 

Um romance arrebatador, que hipnotiza o leitor da primeira à última página. A consagrada Jodi Picoult narra a história do casal Emily Gold e Chris Harte, que se conhecia desde o primeiro dia de vida. A amizade das duas famílias parecia ser das coisas mais sólidas do mundo. Ninguém se surpreendeu quando os dois começaram a namorar. Pareciam ter nascido um para o outro. Mas tudo desmoronou numa madrugada, quando Emily morreu com um tiro na cabeça bem ao lado de Chris, encontrado desmaiado pela polícia. Assassinato? O menino garante que havia um pacto de suicídio entre ele e a namorada. Ambos deveriam ter morrido naquela noite. Alguém falhou. Onde está a verdade?

 

VIDA INTERROMPIDA, UMA

MEMORIAS DE UM ANJO ASSASSINADO

SEBOLD, ALICE                               

 

A história de Susie Salmon, quando começa a se desvelar na sua frente, faz os compromissos, assim como os amigos, a família, a fome, o sono e até o celular tocando, parecerem bem pouco interessantes e menos urgentes. Os ‘ossos’ do título em inglês não são os restos de Susie, a menininha que conta a história depois de morta. São a estrutura sobre a qual a vida é construída. Outra audácia é a de colocar Susie Salmon no céu. Sim, é para cima que vai nossa protagonista. E é para baixo que ela olha, com olhos atentos, enquanto conta a história de sua família , agora traumatizada, de como seu assassino planeja os detalhes minuciosamente para não ser descoberto, de como a polícia não tem nenhuma pista sobre como chegar a ele. A partir daí ela conta que, por estar inconformada com sua morte precoce, e um tanto entediada com a vida no Céu, decidiu acompanhar como sua família, amigos e o próprio assassino continuaram suas vidas após a tragédia.

 

 

 

 ALGUÉM PARA CORRER COMIGO  

GROSSMAN, DAVID

 

Assaf é um garoto de dezesseis anos que gosta de futebol, fotografia e de passar as horas livres no computador. Durante as férias, arrumou um emprego temporário na prefeitura de Jerusalém. Ele não sabe, mas sua vida logo vai ser atingida por um turbilhão. A garota Tamar tem a mesma idade de Assaf e um plano audacioso e urgente – ela precisa libertar seu irmão Shai de uma organização clandestina que escraviza jovens artistas e os prende num albergue sinistro, onde músicos, malabaristas, cuspidores de fogo, contorcionistas e cantores são abastecidos com heroína e outras drogas. Tudo começa quando Assaf sai numa corrida desenfreada pelas ruas de Jerusalém atrás de um cachorro. Sua tarefa – encontrar o dono do animal. Tamar, por sua vez, passa a viver nas ruas, como cantora. Ela também está empenhada numa missão, e o acaso reservou um encontro secreto entre eles. Para escrever o livro, David Grossman empreendeu uma pesquisa minuciosa e entrevistou inúmeros jovens que vivem nas ruas de Jerusalém. ‘Alguém para correr comigo’ é um romance que combina elementos que vão do realismo a um tratamento fabular inventivo. A narrativa segue num jogo de revelação e suspense até as últimas páginas. 

 

 

margaret-bayalis

Hora de leitura, sd

Margaret Bayalis (EUA)

Óleo sobre tela.

 

 

LIVROS    CLÁSSICOS

 

 

 

CHAMADO SELVAGEM, O

LONDON, JACK

 

 

Buck vivia tranqüilamente no sítio do juiz Miller, no vale da Santa Clara, na Califórnia. Filho de um são bernardo com uma pastora escocesa, ele era um cão imponente, com músculos firmes, pêlos quentes e compridos. Entretanto, não fazia nada além de passear pelos vales, acompanhando os netos de seu dono. Até que um dia, Buck foi roubado e vendido a exploradores de ouro que partiam para uma aventura pelo Alasca. A partir daí, sua vida sofreu uma reviravolta e ele foi obrigado a trabalhar duro, num ambiente inóspito. O que seus novos donos não esperavam era que, ao adaptar-se à nova realidade, Buck começava a fazer parte dela e a descobrir sua verdadeira natureza.

 

FAHRENHEIT 451

BRADBURY, RAY

 

Imagine uma época em que os livros configurem uma ameaça ao sistema, uma sociedade onde eles são absolutamente proibidos. Para exterminá-los, basta chamar os bombeiros – profissionais que outrora se dedicavam à extinção de incêndios, mas que agora são os responsáveis pela manutenção da ordem, queimando publicações e impedindo que o conhecimento se dissemine. As casas são dotadas de televisores que ocupam paredes inteiras de cômodos, e exibem ‘famílias’ com as quais se pode dialogar, como se estas fossem de fato reais. Guy Montag, personagem central do romance, desafia o sistema e experimenta a crueldade do sistema repressivo dessa sociedade anti-livros. Clássico filmado por François Truffaut em 1966, ‘Fahrenheit 451’ é não só uma crítica à repressão política mas também à superficialidade da era da imagem.

 

 

GUIA DO MOCHILEIRO DAS GALAXIAS, O

ADAMS, DOUGLAS

 

 

Este é o primeiro título da famosa série escrita por Douglas Adams, que conta as aventuras espaciais do inglês Arthur Dent e de seu amigo Ford Prefect. A dupla escapa da destruição da Terra pegando carona numa nave alienígena, graças aos conhecimentos de Prefect, um E.T. que vivia disfarçado de ator desempregado enquanto fazia pesquisa de campo para a nova edição do Guia do Mochileiro das Galáxias, o melhor guia de viagens interplanetário.

 

 

 

RESTAURANTE NO FIM DO UNIVERSO, O

Coleção: MOCHILEIRO DAS GALAXIAS, O V.2

ADAMS, DOUGLAS

 

 

O que você pretende fazer quando chegar ao Restaurante do Fim do Universo? Devorar o suculento bife de um boi que se oferece como jantar ou apenas se embriagar com a poderosa Dinamite Pangaláctica, assistindo de camarote ao momento em que tudo se acaba numa explosão fatal? A continuação das incríveis aventuras de Arthur Dent e seus quatro amigos através da galáxia começa a bordo da nave Coração de Ouro, rumo ao restaurante mais próximo. Mal sabem eles que farão uma viagem no tempo, cujo desfecho será simplesmente incrível. O segundo livro da série de Douglas Adams, que começou com ‘O guia do mochileiro das galáxias’, mostra os cinco amigos vivendo as mais inesperadas confusões numa história cheia de sátira, ironia e bom humor. Com seu estilo inteligente e sagaz, Douglas Adams prende o leitor a cada página numa maravilhosa aventura de ficção científica combinada ao mais fino humor britânico, que conquistou fãs no mundo inteiro. Uma verdadeira viagem, em qualquer um dos mais improváveis sentidos.

 

REVOLUÇAO DOS BICHOS, A

ORWELL, GEORGE

 

Verdadeiro clássico moderno, concebido por um dos mais influentes escritores do século 20, ‘A revolução dos bichos’ é uma fábula sobre o poder. Narra a insurreição dos animais de uma granja contra seus donos. Progressivamente, porém, a revolução degenera numa tirania ainda mais opressiva que a dos humanos. Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945 depois de ter sido rejeitada por várias editoras, essa pequena narrativa causou desconforto ao satirizar ferozmente a ditadura stalinista numa época em que os soviéticos ainda eram aliados do Ocidente na luta contra o eixo nazifascista. Com o acirramento da Guerra Fria, as mesmas razões que causaram constrangimento na época de sua publicação levaram ‘A revolução dos bichos’ a ser amplamente usada pelo Ocidente nas décadas seguintes como arma ideológica contra o comunismo. O próprio Orwell, adepto do socialismo e inimigo de qualquer forma de manipulação política, sentiu-se incomodado com a utilização de sua fábula como panfleto. Depois das profundas transformações políticas que mudaram a fisionomia do planeta nas últimas décadas, a pequena obra-prima de Orwell pode ser vista sem o viés ideológico reducionista. Mais de sessenta anos depois de escrita, ela mantém o viço e o brilho de uma alegoria perene sobre as fraquezas humanas que levam à corrosão dos grandes projetos de revolução política. Escrito com perfeito domínio da narrativa, atenção às minúcias e extraordinária capacidade de criação de personagens e situações, ‘A revolução dos bichos’ combina de maneira feliz duas ricas tradições literárias – a das fábulas morais, que remontam a Esopo, e a da sátira política, que teve talvez em Jonathan Swift seu representante máximo.

 

 

LOBO-DO-MAR, O

LONDON, JACK

 

 

Ao avistar o Ghost, o náufrago Humphrey acredita estar salvo. Entretanto, ao ser içado a bordo e conhecer o capitão do navio, Lobo Harsen, ele começa a temer pela própria vida. Ao contrário do que esperava, não será deixado no porto mais próximo, mas deverá integrar-se à tripulação de caçadores de focas e seguir viagem sob de um homem violento, que não admite ser contrariado. London faz uma reflexão sobre a vida e a condição humana ao retratar duas concepções opostas de mundo – Humphrey é um intelectual civilizado e moralista e Harsen, um capitão primitivo e egoísta.

 

 

APANHADOR NO CAMPO DE CENTEIO

SALINGER, J. D.

 

 

Um garoto americano de 16 anos relata com suas próprias palavras as experiências que ele atravessa durante os tempos de escola e depois. Revela tudo o que se passa em sua cabeça. O que será que um adolescente pensa sobre seus pais, professores e amigos?

 

 

 

DIARIO DE ANNE FRANK

FRANK, ANNE

 

Anne Frank registrou admiravelmente a catástrofe que foi a Segunda Guerra Mundial. Seu diário está entre os documentos mais duradouros produzidos neste século, mas é também uma narrativa tenra e incomparável, que revela a força indestrutível do espírito humano.  É comovente descobrir que mesmo no contexto tenebroso do nazismo e guerra, ela viveu problemas e conflitos de uma adolescente de qualquer lugar e tempo.

 

 

MINAS DO REI SALOMAO, AS   (Edição integral)

HAGGARD, H. RIDER, tradução: QUEIRÓS, EÇA

 

“As Minas do Rei Salomão”, é considerado uma obra-prima do romance de aventuras, em que o fascínio da África serve de cenário a uma inusitada expedição: três ingleses, um nativo africano e vários serviçais buscam, com o auxílio de um mapa desenhado a sangue três séculos antes, as famosas minas de diamantes do monarca bíblico.  Eles enfrentam perigos terríveis para encontrar um companheiro que partira em busca das minas do Rei Salomão, na África do Sul.

 

 

 








%d blogueiros gostam disto: