Trova dos jangadeiros

17 06 2019

 

 

 

VAN DIJK, Wim (1915 1990)Jangada de Ceará, o.s.t. 46 x 55. Assinado cid e verso, datado 1988Jangada do Ceará,  1988

Win Van Dijk (Holanda/Brasil, 1915-1990)

óleo sobre tela,  46 x 55 cm

 

 

Conversas de marinheiro

ouço nas conchas do mar.

São almas de jangadeiros

Que não puderam voltar.

 

(Hegel Pontes)





Trova dos nossos caminhos

30 05 2019

 

 

Misty Morning Sunshine is an original watercolor painting by Beth Whitney featuring a shady Blue Hill,Sol na manhã enevoada, Beth Whitney, aquarela.

 

 

Nossa estrada, que era igual,

dividiu-se em dois caminhos:

eu, regando o roseiral,

você…contando os espinhos.

 

(Vanda Fagundes Queiroz)





Pessoas são diferentes, poesia infantil de Ruth Rocha

13 05 2019

 

 

 

lindasLuluzinha, Glória e Plínio da revista em quadrinhos Luluzinha, criação de Marjorie Henderson Buell.

 

 

 

Pessoas são diferentes

 

Ruth Rocha

 

São duas crianças lindas

Mas são muito diferentes!

Uma é toda desdentada,

A outra é cheia de dentes…

 

Uma anda descabelada,

A outra é cheia de pentes!

Uma delas usa óculos,

E a outra só usa lentes.

 

Uma gosta de gelados,

A outra gosta de quentes.

Uma tem cabelos longos,

A outra corta eles rentes.

 

Não queira que sejam iguais,

Aliás, nem mesmo tentes!

São duas crianças lindas,

Mas são muito diferentes.

 





A uma víbora,Vitor Caruso

7 05 2019

 

 

 

il_794xN.848049075_gr21Ilustração de Walter Heubach.

 

 

 

A uma víbora

 

Vitor Caruso

 

Maldosa como ninguém

Finge que reza, na igreja.

Porém não reza, pragueja

Acrescentando um “Amém”…

 

 

Em: 232 Poetas Paulistas:antologia,  ed. e col. Pedro de Alcântara Worms, São Paulo, Conquista: 1968, p. 149





Trova da igreja

4 05 2019

 

 

 

maurice-utrillo-église-de-montmagny-(seine-et-oise)Igreja de Montmagny (Seine-et-Oise)

Maurice Utrillo (França, 1883 – 1955)

óleo sobre tela,  46 x 55 cm

 

 

Na velha igreja te ouço

sino alegre … Estás dizendo

que há muito coração moço

em peito velho batendo.

 

(Lilinha Fernandes)





Guarda-chuvas, poesia infantil de Rosana Rios

2 05 2019

 

 

 

DSC01042Monica pega chuva voltando do mercado, Ilustração Maurício de Sousa.

 

 

 

Guarda-chuvas

 

Rosana Rios

 

Tenho quatro guarda-chuvas

todos os quatro com defeito;

Um emperra quando abre,

outro não fecha direito.

 

Um deles vira ao contrário

seu eu abro sem ter cuidado.

Outro, então, solta as varetas

e fica todo amassado.

 

O quarto é bem pequenino,

pra carregar por aí;

Porém, toda vez que chove,

eu descubro que esqueci…

 

Por isso, não falha nunca:

se começa a trovejar,

nenhum dos quatro me vale –

eu sei que vou me molhar.

 

Quem me dera um guarda-chuva

pequeno como uma luva

Que abrisse sem emperrar

ao ver a chuva chegar!

 

Tenho quatro guarda-chuvas

que não me servem de nada;

Quando chove de repente,

acabo toda encharcada.

 

E que fria cai a água

sobre a pele ressecada!

Ai…





Trova do Carnaval

29 04 2019

 

 

 

Children_s_favourite_Burglar_Bill_is_a_very_naughty_man_until_he-m-20_1533631024572 (2)Burglar Bill, ilustração de Janet Ahlberg.

 

 

No carnaval, tem mania

de se vestir de ladrão;

mas, tirando a fantasia,

não muda de profissão!..

 

(Rodolpho Abbud)

 

 








%d blogueiros gostam disto: