São Jorge, 23 de abril!

23 04 2019

 

 

 

Orlando Teruz, São Jorge e o dragão – ost, 1975 - 101 x 81São Jorge e o dragão, 1975

Orlando Teruz (Brasil, 1902 – 1984)

óleo sobre tela,  101 x 81 cm





23 de abril: São Jorge

23 04 2017

 

 

Augusto Herkenhoff, São Jorge, ost. 80 x 60 cmSão Jorge, 2009

Augusto Herkenhoff (Brasil, 1965)

óleo sobre tela, 80 x 60 cm

 

 

 

Salvar





23 de abril, São Jorge!

23 04 2016

 

a831dc195427175908d78da62d0fba43São Jorge matando o dragão

Iluminura em manuscrito

Biblioteca Britânica

 

 

Historiadores da arte, como a Peregrina, não importa a especialização, passam muito tempo estudando a vida dos santos, a história ocidental, histórias folclóricas, o surgimento de mitos, tudo o que foi ou que poderia ter sido motivo de representação nas artes.  Por isso temos depois de muitos anos de dedicação, uma visão mais ou menos geral da história da cultura ocidental, com um viés para o que foi importante para ser representado.

Ao longo da vida profissional é natural que independente das crenças de cada um dos estudiosos, haja contos, lendas, histórias que nos sejam preferidas, porque nos encantam.

Não sou uma medievalista (pessoa dedicada ao estudo da Idade Média).  Minha especialização é arte moderna europeia.  Mas as pessoas mudam, vão encontrando outros amores e outros caminhos. Passados 30 anos de formada, não me arrependo dos meus estudos.  Mas talvez, hoje, minha segunda especialização seria arte medieval, no lugar de século XVII na Holanda.

A razão é simples: as lendas, as histórias, religiosas ou não, que eram representadas tão detalhadamente nas páginas de pergaminho.  Entre elas tenho duas preferidas: a história da Virgem Maria, como representada por Giotto, na Capela degli Scrovegni em Pádua, e a história de São Jorge.

Deleite é o que sinto ao ver a representação do dragão, às vezes tão engraçado, a representação da Virgem salva por São Jorge. Um dos pontos altos para mim na exposição de Kandinsky, que esteve aqui no Rio de Janeiro, foi justamente as diversas representações de São Jorge.

Por isso mesmo, não posso deixar de comemorar o dia de São Jorge com uma bela pintura de manuscrito medieval, que se encontra na Biblioteca Britânica.

Um bom feriado a todos os cariocas.  Aqui, no Rio de Janeiro, São Jorge é feriado!





Esmerado: Insígnia “The Strafford George”

24 08 2015

 

 

After Raphael, Lesser George, ‘The Strafford George’, Onyx, brown, light grey, dark grey, gold, silver, enamel, Dutch rose-cut diamonds, 25 years 17th century. Courtesy Royal Collection Trust .Her Majesty Queen Elizabeth II 2013Insígnia conhecida como: The Strafford George, século XVII
[D’Après Rafael]
Ônix marrom, cinza claro, ouro, prata esmalte, diamantes
Courtesia: Royal Collection Trust .Her Majesty Queen Elizabeth II

 

A miniatura em esmalte de São Jorge e o dragão, no reverso dessa insígnia é uma cópia de um quadro de Rafael, de 1506, hoje na National Gallery em Washington D.C.

 

Saint_george_raphaelSão Jorge e o dragão, 1506
Raphael Sanzio (Urbino, 1483-1520)
óleo sobre madeira, 28 x 21 cm
National Gallery, Washington DC




São Jorge, 23 de abril

23 04 2015

 

 

Bajado,O glorioso São Jorge, Óleo sobre madeira, 1975 - 61 x 77 cm.O glorioso São Jorge, 1975

Bajado o artista de Olinda (Brasil, 1912-1996)

[Euclides Francisco Amâncio]

óleo sobre madeira, 61 x 77 cm





São Jorge, feriado no Rio de Janeiro, porque já trabalhamos demais!

23 04 2014

Ernesto de Fiori, São Jorge e o Dragão, ost, 1943-44, Pinacoteca do Estado de SPSão Jorge, 1944

Ernesto de Fiori (Itália, 1884 — Brasil, 1945)

óleo sobre tela

Pinacoteca do Estado de São Paulo








%d blogueiros gostam disto: