Trova da liberdade

18 08 2019

 

 

 

bird-cage-art-floral-birdcage-by-canvas-artworkAutoria desconhecida.

 

 

Por mais conforto e carinho

numa gaiola dourada,

a ave não esquece o ninho

e a liberdade ceifada.

 

(Severino Campelo)

 

 





Trova do meu gato

9 08 2019

 

 

 

gato com menina Anne_MortimerIlustração de Anne Mortimer.

 

 

O meu gato é meu amigo…

Em casa, na falta dela,

assiste a T V comigo,

do futebol à novela.

 

(Dari Pereira)





São Paulo, poesia de Ribeiro Couto

24 06 2019

 

 

 

Durval Pereira,Lago Santa Cecília,60 x 80 cm,óleo sobre tela,1960Largo de Santa Cecília, 1960

Durval Pereira (Brasil, 1918- 1984)

óleo sobre tela, 60 x 80 cm

 

 

 

São Paulo

 

Ribeiro Couto

 

São Paulo da garoa intermitente,

Da penumbra que às vezes coadjuva

A nostalgia… — Quem, meu Deus, não sente

Um pouco desse ambiente… desta “Chuva”…

 

A chuva fina molha a paisagem lá fora,

O dia está cinzento e longo… um longo dia!

Tem-se a vaga impressão de que o dia demora…

E a chuva fina continua, fina e fria,

Continua a cair pela tarde, lá fora.

 

Da saleta fechada em que estamos os dois,

Vê-se, pela vidraça, a paisagem cinzenta:

A chuva fina continua, fina e lenta…

E nós dois em silêncio, um silêncio que aumenta

Se um de nós vai falar e recua depois.

Dentro de nós existe uma tarde mais fria…

Ah! para que falar? Como é suave, brando

O tormento de adivinhar — quem o faria?

As palavras que estão dentro de nós chorando…

 

Somos como os rosais que, sob a chuva fria,

Estão lá fora no jardim se desfolhando,

Chove dentro de nós… Chove melancolia…

 

 

Em: 232 Poetas Paulistas:antologia,  ed. e col. Pedro de Alcântara Worms, São Paulo, Conquista: 1968, p. 239-40.

 





Trova dos jangadeiros

17 06 2019

 

 

 

VAN DIJK, Wim (1915 1990)Jangada de Ceará, o.s.t. 46 x 55. Assinado cid e verso, datado 1988Jangada do Ceará,  1988

Win Van Dijk (Holanda/Brasil, 1915-1990)

óleo sobre tela,  46 x 55 cm

 

 

Conversas de marinheiro

ouço nas conchas do mar.

São almas de jangadeiros

Que não puderam voltar.

 

(Hegel Pontes)





Trova dos nossos caminhos

30 05 2019

 

 

Misty Morning Sunshine is an original watercolor painting by Beth Whitney featuring a shady Blue Hill,Sol na manhã enevoada, Beth Whitney, aquarela.

 

 

Nossa estrada, que era igual,

dividiu-se em dois caminhos:

eu, regando o roseiral,

você…contando os espinhos.

 

(Vanda Fagundes Queiroz)





Pessoas são diferentes, poesia infantil de Ruth Rocha

13 05 2019

 

 

 

lindasLuluzinha, Glória e Plínio da revista em quadrinhos Luluzinha, criação de Marjorie Henderson Buell.

 

 

 

Pessoas são diferentes

 

Ruth Rocha

 

São duas crianças lindas

Mas são muito diferentes!

Uma é toda desdentada,

A outra é cheia de dentes…

 

Uma anda descabelada,

A outra é cheia de pentes!

Uma delas usa óculos,

E a outra só usa lentes.

 

Uma gosta de gelados,

A outra gosta de quentes.

Uma tem cabelos longos,

A outra corta eles rentes.

 

Não queira que sejam iguais,

Aliás, nem mesmo tentes!

São duas crianças lindas,

Mas são muito diferentes.

 





A uma víbora,Vitor Caruso

7 05 2019

 

 

 

il_794xN.848049075_gr21Ilustração de Walter Heubach.

 

 

 

A uma víbora

 

Vitor Caruso

 

Maldosa como ninguém

Finge que reza, na igreja.

Porém não reza, pragueja

Acrescentando um “Amém”…

 

 

Em: 232 Poetas Paulistas:antologia,  ed. e col. Pedro de Alcântara Worms, São Paulo, Conquista: 1968, p. 149








%d blogueiros gostam disto: