O som mais triste… poesia, Ladyce West

20 05 2019

 

 

 

Lasar Segall- titulo Auto-Retrato Retratando o Cotidino em Vina-Lituânia, óleo sobre placa de papelão, medindo 67cm x 47cmAuto-retrato, Retratando o cotidiano em Vina-Lituânia, s/d

Lasar Segall (Lituânia/Brasil, 1889 – 1957)

óleo sobre papelão, 67 x 47 cm

 

 

O som mais triste…

 

Ladyce West

 

Na indolência de um domingo de verão,

quando o sol cerceia o movimento e o calor detém a brisa,

 

Quando o bafo quente das calçadas se ergue lento,

envolve o corpo e reprime pensamentos,

 

Quando a inércia paralisa insetos,

cala pássaros, esconde peixes,

 

No meio da tarde indiferente,

preguiçosa, frouxa e incandescente,

 

Um solitário acordeon se faz ouvir.

 

É gemido desditoso, lamento sofrido.

Queixume penoso.

 

No ar estagnado do bairro,

por entre casas sonolentas e mudas torres de igrejas,

 

por cima do asfalto amolecido das ruas,

mascarando o borbulhar do riacho,

 

vibram notas saudosas, melodias sofridas,

canções de outras eras, de outras terras.

 

Gemidas.

 

A nostalgia se espalha.

Manta transparente, que envolve.

Aderente.

 

Libação sonora, suadouro enlutado,

carpindo na tarde.

 

Canto solitário de imigrante europeu,

Chora a terra, a distância,

a perda do lugar em que nasceu.

 

 

©Ladyce West, Rio de Janeiro, 2019.





Pessoas são diferentes, poesia infantil de Ruth Rocha

13 05 2019

 

 

 

lindasLuluzinha, Glória e Plínio da revista em quadrinhos Luluzinha, criação de Marjorie Henderson Buell.

 

 

 

Pessoas são diferentes

 

Ruth Rocha

 

São duas crianças lindas

Mas são muito diferentes!

Uma é toda desdentada,

A outra é cheia de dentes…

 

Uma anda descabelada,

A outra é cheia de pentes!

Uma delas usa óculos,

E a outra só usa lentes.

 

Uma gosta de gelados,

A outra gosta de quentes.

Uma tem cabelos longos,

A outra corta eles rentes.

 

Não queira que sejam iguais,

Aliás, nem mesmo tentes!

São duas crianças lindas,

Mas são muito diferentes.

 





Domingo, um passeio no campo!

28 04 2019

 

 

 

CARLOS OSWALD,Paisagem,ost,65 x 54 cmPaisagem

Carlos Oswald (Brasil, 1882-1971)

óleo sobre tela, 65 x 54 cm





Brasil que lê: fotografia tirada em lugar público

9 04 2019

 

 

 

photo_41_28_70_binkawest_1147561947_fDezembro 2018, Leblon, Rio de Janeiro.

 

Já perdi a conta do número de pessoas que me pede a volta dessa popularíssima faceta do blog da Peregrina. Cansei.  Mas reconheço a fascinação que essas fotos, sob o nome de: Brasil que lê: fotografia tirada em lugar público, têm exercido sobre os nossos visitantes. Volto a tentar manter as fotos que servem de inspiração a leitores e a fotógrafos.





Nossas cidades: Recife

9 04 2019

 

 

 

Emiliano Di Cavalcanti, Telhados do Recife, Óleo sobre tela, Assinado inferior direito,38 x 55 cmTelhados do Recife

Emiliano Di Cavalcanti (Brasil, 1897 – 1976)

Óleo sobre tela, 38 x 55 cm





Na boca do povo: escolha de provérbio popular

8 04 2019

 

 

 

invejaMingau, sente inveja, Ilustração de Maurício Sousa.

 

“O invejoso emagrece só de ver a gordura alheia”





Rio de Janeiro à beira da Guanabara!

5 04 2019

 

 

 

Azeredo Coutinho, Mosteiro de São Bento, osm, 1945, 35x27Mosteiro de São Bento, 1945

Gérson de Azeredo Coutinho (Brasil, 1900-1967)

óleo sobre madeira,  35 x 27cm








%d blogueiros gostam disto: