Você conhece os 10 mais importantes intelectuais de 2008?

2 07 2008

 

A revista inglesa Prospect, fundada em 1995, tem feito jus ao seu slogan: “a conversa inteligente da Grã-Bretanha”.  Sempre apresenta uma faceta diferente da visão mundial e gosto de seguir suas reportagens.  Junto com a revista Foreign Policy, a Prospect  faz de tempos em tempos uma enquête para descobrir quem seus leitores consideram ser os 100 maiores pensadores da atualidade.  A última tomada de pulso foi em 2005 quando Noam Chomsky, professor de Linguística  no MIT, foi o primeiro colocado.  Seguido de Umberto Eco, escritor, crítico e professor de semiótica em segundo lugar e por Richard Dawkins, eminente zoólogo, professor da Universidade de Oxford.  Seguiram-se Vaclav Havel, escritor e dramaturgo, Christopher Hitchens,  jornalista e crítico literário, Paul Krugman, economista e jornalista,  Jürgen Habermas, filósofo e sociólogo,  Amartya Sen, economista laureado com o Nobel, Jared Diamond,  biólogo evolucionário, fisiologista, biogeógrafo e Salman Rushdie, escritor.  Estes foram os dez primeiros colocados há três anos. 

 

Quando a revista fez a mesma enquête este ano, ficou surpresa ao receber mais de meio milhão de votos, e mais ainda com o resultado da pesquisa.  A lista publicada agora, no mês de julho, mostra que os nomes dos 10 mais votados são todos de intelectuais muçulmanos.   Os organizadores logo procuraram saber se havia um hacker atrás da votação, e que tipo de campanhas haviam sido montadas e para que nomes.   E é claro que o vencedor deste ano, Fethullah Güllen, escritor, pensador e filósofo Suni, teve uma grande campanha por votos dentro da Turquia, a partir de maio quando Zaman o jornal de maior circulação no país e associado ao movimento de Güllen, publicou que havia esta competição para pensadores influentes.   Como explica Tom Nuttal em uns dos artigos deste mês na revista, antes de publicarem a lista, Prospect e Foreign Policy se certificaram da validade dos votos e das campanhas existentes.

 

 

  

 

 

 

 

 

 

Fethullah Güllen

Veja: 

https://peregrinacultural.wordpress.com/2008/07/16/fethullah-gulen-%E2%80%93-quem-e-o-intelectual-n%C2%B0-1-do-mundo/

 

https://peregrinacultural.wordpress.com/2008/08/12/muhammad-yunus-quem-e-segundo-mais-votado-intelectual/

 

  

 

Houve campanhas a favor de Mario Vargas Llosa, de Al Gore, Gary Gasparov, para dar alguns nomes, mas nenhuma delas vingou.  Provavelmente porque nenhuma destas campanhas teve a disciplina entre seus seguidores de manter o interesse pela votação vivo e a disciplina de arrecadar votos, que os seguidores de Güllen tiveram.  Cada eleitor poderia sugerir 5 nomes.  Mesmo assim, como é amplamente explicado em considerações sobre a lista, nenhuma campanha, poderia justificar o posicionamento de 10 muçulmanos entre os maiores e mais influentes pensadores do momento. 

 

O que estamos testemunhando, como diz Tom Nuttal, é a emergência de um novo tipo de intelectual, aquele que tem uma grande corrente de amigos e seguidores, que podem ser facilmente mobilizados.  Entre os nomes que apareceram entre os 10 mais votados estão também Yusuf al-Qaradawi, Amr Khaled .  Yusuf al-Qaradawi que já tinha aparecido na lista em 2005, subindo da posição 56 para a 3ª colocação e  Amr Khaled religioso muçulmano e produtor de programas televisos, que entrou na lista este ano, obtendo a 6ª posição.  Ambos seguidores próximos de Güllen com campanhas angariando votos, bem organizadas no Facebook.  Muhammad Yunus, economista e banqueiro em Bangladesh e Shirin Ebadi, advogada e ativista sobre direitos humanos no Iran, foram ambos agraciados com o Nobel da Paz e também tiveram bastante sucesso.

 

Os outros nomes entre os 10 mais votados em 2008 são: o escritor Orhan Pamuk;  Aitzaz Ahsan, advogado, membro da Suprema Corte do Paquistão e ativista em direitos humanos;  Abdolkarim Soroush o filósofo,  Rumi estudioso; Tariq Ramadan professor universitário e pensador muçulmano e Mahmood Mamdani, antropólogo e sociólogo,

 

A lista completa dos 100 mais votados se encontra aqui.  Em parênteses a colocação de cada um na enquête de 2005.  Asterisco significa que esta é a primeira vez que esta pessoa está sendo citada. 

 

 

 

 

1 Fethullah Gülen

(*)
2 Muhammad Yunus (*)
3 Yusuf Al-Qaradawi (56)
4 Orhan Pamuk (54)

5 Aitzaz Ahsan (*)

6 Amr Khaled (*)
7 Abdolkarim Soroush (15)
8 Tariq Ramadan (58 )
9 Mahmood Mamdani (*)
10 Shirin Ebadi (12)

11 Noam Chomsky (1)

12 Al Gore (*)

13 Bernard Lewis (34)

14 Umberto Eco (2)

15 Ayaan Hirsi Ali

16 Amartya Sen (8 )

17 Fareed Zakaria (35)

18 Garry Kasparov (*)

19 Richard Dawkins (3)

20 Mario Vargas Llosa (29)

21 Lee Smolin (*)

22 Jürgen Habermas (7)

23 Salman Rushdie (10)

24 Sari Nusseibeh (65)

25 Slavoj Zizek (23)

26 Vaclav Havel (4)

27 Christopher Hitchens (5)

28 Samuel Huntington (28 )

29 Peter Singer (33)

30 Paul Krugman (6)

31 Jared Diamond (9)

32 Pope Benedict XVI (17)

33 Fan Gang (82)

34 Michael Ignatieff (37)

35 Fernando Henrique Cardoso (43)

36 Lilia Shevtsova (*)

37 Charles Taylor (*)

38 Martin Wolf (*)

39 EO Wilson (31)

40 Thomas Friedman (16)

41 Bjørn Lomborg (14)

42 Daniel Dennett (24)

43 Francis Fukuyama (21)

44 Ramachandra Guha (*)

45 Tony Judt (*)

46 Steven Levitt (*)

47 Nouriel Roubini (*)

48 Jeffrey Sachs (27)

49 Wang Hui (*)

50 VS Ramachandran (*)

51 Drew Gilpin Faust (*)

52 Lawrence Lessig (40)

53 JM Coetzee (44)

54 Fernando Savater (*)

55 Wole Soyinka (66)

56 Yan Xuetong (*)

57 Steven Pinker (26)

58 Alma Guillermoprieto (*)

59 Sunita Narain (80)

60 Anies Baswedan (*)

61 Michael Walzer (68 )

62 Niall Ferguson (45)

63 George Ayittey (*)

64 Ashis Nandy (*)

65 David Petraeus (*)

66 Olivier Roy (*)

67 Lawrence Summers (60)

68 Martha Nussbaum (53)

69 Robert Kagan (62)

70 James Lovelock (71)

71 J Craig Venter (74)

72 Amos Oz (59)

73 Samantha Power (*)

74 Lee Kuan Yew (*)

75 Hu Shuli (*)

76 Kwame Anthony Appiah (*)

77 Malcolm Gladwell (*)

78 Alexander De Waal (*)

79 Gianni Riotta (*)

80 Daniel Barenboim (*)

81 Thérèse Delpech (*)

82 William Easterly (*)

83 Minxin Pei (*)

84 Richard Posner (32)

85 Ivan Krastev (*)

86 Enrique Krauze (85)

87 Anne Applebaum (*)

88 Rem Koolhaas (51)

89 Jacques Attali (*)

90 Paul Collier (*)

91 Esther Duflo (*)

92 Michael Spence (*)

93 Robert Putnam (77)

94 Harold Varmus (94)

95 Howard Gardner (70)

96 Daniel Kahneman (64)

97 Yegor Gaidar (*)

98 Neil Gershenfeld (87)

99 Alain Finkielkraut (81)

100 Ian Buruma (*)

 

 

 

 

 

 


Ações

Information

2 responses

5 10 2008
Salman Rushdie continua seduzindo… « Peregrinacultural’s Weblog

[…] outra vez havia a mesma entidade feito uma seleção semelhante.  Fora em 1993.  Supreendemente, Salman Rushdie e seu Midnight’s Children –[ Os Filhos da Meia-noite,  Cia das Letras], ganhou o voto de O […]

19 11 2008
Fora da curva, a história do sucesso de Malcolm Gladwell « Peregrinacultural’s Weblog

[…] Você conhece os dez mais importantes intelectuais de 2008? […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: